Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11615
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 19-Apr-2010
metadata.dc.creator: GUERREIRO, Juliana de Sá
metadata.dc.contributor.advisor1: EL-ROBRINI, Maâmar
Title: Análise da dinâmica morfo-sedimentar da praia da Marieta – Ilha do Marco-Maracanã (NE do Pará)
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: GUERREIRO, Juliana de Sá. Análise da dinâmica morfo-sedimentar da praia da Marieta – Ilha do Marco-Maracanã (NE do Pará). Orientador: Maâmar El-Robrini. 2010. 88 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2010. Disponível em:http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11615 . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo principal desta dissertação é analisar as variações morfológicas e sedimentares ocorridas na Praia da Marieta - ilha do Marco (NE do Pará) durante o período chuvoso (março) e menos chuvoso (novembro) do ano de 2007, buscando identificar os principais fatores responsáveis por estas variações. A praia da Marieta possui 3 km de extensão, com direção NW-SE, e é sustentada pelos sedimentos do Grupo Barreiras, Pós-Barreiras e pelos sedimentos recentes que fornecem boa parte dos sedimentos na desembocadura do estuário de Urindeua. Foram realizados 6 perfis topográficos nas seguintes subdivisões da praia da Marieta: Setor esporão arenoso - perfis I e II (tgβ = 0,0015); setor central - perfis III, IV (tgβ = 0,0017) e setor NW - perfis V e VI (tgβ =0,005). Foram aplicados nesta praia os seguintes modelos morfológicos: de Guza & Inmam (1975), Esporão Arenoso -  no período chuvoso e  no período menos chuvoso, Setor Central -  12 no período chuvoso e no período menos chuvoso. Estes resultados mostram uma forte reflexão com alguma dissipação, sendo caracterizada como Intermediário de Barra e Calha Longitudinal com no setor NW, que indicou um comportamento Dissipativo durante os dois períodos estudados; Para Wright & Short (1984) toda a praia teve um comportamento Dissipativo durante os dois períodos estudados -  no período chuvoso e   no período menos chuvoso; Para Masselink & Short (1993) os perfis mostraram ser modificados por marés, dissipativos embarreirados com RTR=4 no período chuvoso e RTR=3,6 no período menos chuvoso. A praia é predominantemente recoberta por areia muito fina, muito bem selecionada a moderadamente selecionada, com curtose mesocúrtica e platicúrtica com assimetria negativa nas zonas de supramaré durante o período chuvoso e nas zonas de inframaré no período menos chuvoso, nas demais zonas da praia da Marieta foram aproximadamente simétricas e com assimetrias positivas. A praia da Marieta teve seu perfil morfo-sedimentar influenciado pelo deslocamento da Zona de Convergência Inter-Tropical (ZCIT), no período chuvoso (1.736,6 mm) e no período menos chuvoso (2,4 mm). A velocidade dos ventos foi mais fraca durante o período chuvoso com média de 6,7 nós enquanto que no período menos chuvoso a velocidade média foi de 11,3 nós com direção preferencial NE, e conseqüentemente, formaram ondas com maior energia (Hb = 1,5 m no período chuvoso em março). Aliados a uma amplitude de 5,5 m de maré alcançando as zonas mais internas da praia. Já no período menos chuvoso, as ondas foram menores, se comparadas ao período chuvoso, que alcançaram 1,2 m aliados a uma amplitude de 4,8 m de maré. Através destes parâmetros observou-se que as maiores variações no perfil praial estiveram associadas principalmente à interação dos efeitos de ventos, ondas e marés e, mostrando a forte relação entre a forma da praia e a orientação e incidência desses agentes.
Abstract: This study aims the investigation of the morphological and sedimentological variations occurred in Marieta’s Beach- Marco Island (NE of Pará) during the rainy season (March) and rainyless season (November) of 2007, seeking to identify the main factors responsible by these variations. The Marieta’s beach has 3 km long, with NW-SE direction, and is supported by the sediments of the Barreiras Group, Post-Barreiras and the recent sediments that provide much of the sediment at the mouth of the estuary Urindeua. Topographic profiles were conducted in June in the following subdivisions Beach Marieta: Sector sandy spit - profiles I and II (tgβ = 0.0015); central section - profiles III, IV (tgβ = 0.0017) and NW sector - and V profiles VI (tgβ = 0.005). We applied the following morphological beach models: Inmam & Guza (1975), Sandy Spur -        in the rainy season         in the rainyless period, Sector Central -      12 in the rainy season        during rainyless. These results show a strong reflection with some dissipation, characterized as Intermediate Bar and Longitudinal with the NW sector, which indicated a Dissipative behavior during the two periods studied, According to Wright & Short (1984) had a whole beach Dissipative behavior during the two periods studied -       in the rainy season         in the less rainy period; And following Masselink & Short (1993) showed the profiles to be modified by tides, with dissipative bars RTR = 4 in the rainy season and RTR= 3.6 in the rainyless period. The beaches are predominantly covered by very fine sand, very well selected and moderately selected, with mesocurtic and platicurtic kurtosis and negative asymmetry at the supratidal zones during the rainy season and in areas of infratidal in the rainyless season in other areas of the beach Marieta were approximately symmetrical and positive asymmetries. The Marieta’s beach has been profiled morpho-sedimentary influenced by the displacement of the Convergence Zone Inter-Tropical (ITCZ) in the rainy season (1736.6 mm) and at rainless (2.4 mm). The speed of the wind was weaker during the rainy season with an average of 6.7 nodes while in the less rainy period the average speed was 11.3 knots with preferential direction NE, and therefore, buckled with higher energy (Hb = 1 , 5 m in the rainy season in March). Coupled with an amplitude of 5.5 m tide reaching the innermost areas of the beach. In the less rainy period, the waves were smaller, compared to the rainy season, which reached 1.2 m combined with an amplitude of 4.8 m tide. Through these parameters showed that the major changes in the beach profile were associated mainly to the interaction of the effects of winds, waves and tides, showing the strong relationship between the shape and orientation of the beach and the incidence of these agents.
Keywords: Sedimentologia
Estrutura do solo
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::SEDIMENTOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AnaliseDinamicaMorfo-sedimentar.pdf34,13 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons