Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11640
Tipo: Dissertação
Data do documento: 23-Mar-2017
Autor(es): PEREIRA, Douglas Ferreira
Primeiro(a) Orientador(a): LAMARÃO, Claudio Nery
Título: Petrografia, geoquímica e química mineral das rochas encaixantes do depósito São Chico, Domínio Tapajós, sudoeste do Pará
Agência de fomento: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citar como: PEREIRA, Douglas Ferreira. Petrografia, geoquímica e química mineral das rochas encaixantes do depósito São Chico, Domínio Tapajós, sudoeste do Pará. Orientador: Claudio Nery Lamarão. 2017. 134 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11640. Acesso em: .
Resumo: O depósito de ouro São Chico está localizado na Vila homônima, no sudoeste do Estado do Pará, distando cerca de 220 km ao sul da cidade de Itaituba. Suas encaixantes foram inicialmente mapeadas como pertencentes à Suíte Intrusiva Parauarí (SIP) e às rochas do entorno, como Complexo Cuiú-Cuiú (CC) e Suíte Intrusiva Creporizão (SIC). No entanto, os estudos petrográficos, geoquímicos e de química mineral realizados neste trabalho revelaram que as rochas da SIC são as encaixantes do depósito propriamente dito. Além disso, este estudo permitiu a individualização de seis fácies para as rochas do CC: anfibólio-biotitagranodiorito (ABGRN), piroxênio-quartzo-monzonito (PQMZN), anfibólio-biotitamonzogranito (ABMZG), biotita-leucogranodiorito (BLGRN), biotita-leucomonzogranito (BLMZG) e biotita-leucosienogranito (BLSG). As três primeiras fácies estão localizadas na porção noroeste da área, enquanto que as três últimas se concentram na porção sudeste. Na SIC foram distinguidos biotita-anfibólio-monzogranitos (BAMZG), dominantes e hospedeiras da mineralização e, de forma subordinada, os biotita-anfibólio-granodioritos (BAGRN). Na SIP foram reconhecidos anfibólio-granodiorito (AGRN), anfibólio-monzogranito (AMZG) e anfibólio-sienogranito (ASG). As rochas da SIC, SIP e as da porção noroeste do CC são isotrópicas, enquanto as da porção sudeste apresentam leve deformação. De modo geral, são rochas de granulação média a grossa e de texturas granular hipidiomórfica, granofírica e microporfirítica. A separação das unidades foi reforçada por meio da composição das principais fases máficas: biotita e anfibólio. Os anfibólios da fácies ABGRN do CC são Mghornblenda, enquanto os das rochas da SIC e SIP apresentam composição de Fe-hornblenda, dominante e subordinada Fe-tschermakita. As biotitas do ABGRN do CC e dos BAGRN e BAMZG da SIC foram caracterizadas como primárias, enquanto as do BLSG do CC como reequilibradas. As biotitas dessas unidades (CC e SIC) se assemelham em composição a biotitas de granitos cálcico-alcalinos. O estudo geoquímico permitiu definir assinatura cálcioalcalina de alto-K, caráter metaluminoso a peraluminoso, padrão multielementar relativamente similar, assim como enriquecimento dos elementos terras raras leves (ETRL) em relação aos pesados (ETRP). As características geoquímicas e os estudos de correlação indicam uma evolução geodinâmica envolvendo um contexto orogênico relacionado a um ambiente de subducção, onde foram gerados as rochas do CC, seguido por um ambiente transicional entre um contexto convergente e um contexto extensional intracontinental, marcado pela geração das rochas da SIC e SIP. Estudos geoquímicos comparativos foram realizados com unidades já estudadas e que ocorrem nas proximidades do depósito São Chico. Dentre elas, o Granito Palito, o Granodiorito Parauarí e as rochas representantes do Complexo Cuiú-Cuiú, Suíte Intrusiva Creporizão e Suíte Intrusiva Parauarí descritas pela CPRM apresentam boa correlação com as unidades estudadas neste trabalho. Por outro lado, o Granito São Jorge Antigo, o Granodiorito Fofoquinha e o Granito Jardim do Ouro apresentaram um padrão geoquímico distinto das rochas aqui estudadas.
Abstract: The São Chico gold deposit is located in the homonym Village, in the southwest of Pará state, situated about 220 km south of the Itaituba city. Its enclosing rocks initially were mapped as belonging to Parauari Intrusive Suite (PIS) and the surrounding rocks as Cuiú-Cuiú Complex (CC) and Creporizão Intrusive Suite (CIS). However, petrographic, geochemical and chemical mineral studies in this work revealed that the rocks of the SIC are the enclosing of the deposit itself. In addition, this study allowed the individualization of six petrographic facies to the rocks of the CC: amphibole-biotita-granodiorite (ABGRN), pyroxene-quartz-monzonite (PQMZN), amphibole-biotite-monzogranite (ABMZG), biotite-leucogranodiorito (BLGRN), biotite-leucomonzogranito (BLMZG) and biotite-leucosienogranito (BLSG). The first three facies are located in the northwest portion of the area, while the last three are concentrated in the southeastern portion. In the CIS were distinguished biotite-amphibole-monzogranite (BAMZG), dominant and host mineralization, and of subordinated way, biotite-amphibolegranodiorite (BAGRN). In the PIS were recognized amphibole-granodiorite (AGRN), amphibole-monzogranite (AMZG) and amphibole-syenogranite (ASG). The rocks of the CIS, PIS and that one of the northwestern portion of the CC are isotropic, while the rocks of the southeastern portion have mild deformation. In general, the rocks are medium to coarse grained and show granular hypidiomorphic, granophiric and microporphyritic textures. The separation of the units has been reinforced by the composition of the main mafic phases, biotite and amphibole. Amphiboles of the ABGRN facies of the CC are Mg-hornblende, while in the rocks of the CIS and PIS have Fe-hornblende composition. Biotites of the ABGRN of the CC and CIS were characterized as primary biotites, while that ones of the BLSG of the CC are reequilibrated biotites. This set is similar in composition to biotites of the calc-alkaline granites. The geochemical study allowed the definition of calc-alkaline high-K signature, metaluminous to peraluminous character, relatively similar multielementary standard, as well as enrichment of light rare earth elements (LREE) in relation to heavy rare earth elements (HREE). The geochemical characteristics and correlation studies indicate geodynamic evolution involving an orogenic context related to a subduction environment where the rocks of the CC were generated, followed by a transitional environment between a convergent context for intracontinental extensional context, marked by the generation of the rocks of the CIS and PIS. Comparative geochemical studies were performed with units already studied and that occur near the São Chico gold deposit. Among them, Palito Granite Parauari Granodiorite and representative rocks of CC, CIS and PIS described by CPRM exhibt good correction with the studied units in this work. On the other hand, the Old São Jorge Granite, the Fofoquinha Granodiorite and Jardim do Ouro Granite showed a different geochemical pattern with the rocks of this study.
Palavras-chave: Ouro
Domínio Tapajós
Pará - Estado
Área de Concentração: GEOQUÍMICA E PETROLOGIA
Linha de Pesquisa: PETROLOGIA E EVOLUÇÃO CRUSTAL
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Geociências
Programa: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Fonte: 1 CD-ROM
Aparece nas coleções:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_PetrografiaGeoquimicaQuimica.pdf12,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons