Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11734
Tipo: Dissertação
Data do documento: 8-Jul-2019
Autor(es): MARTINS, Taynara Cristina Matos
Primeiro(a) Orientador(a): SOARES, Joelson Lima
Título: Paleoambiente e icnofósseis do arenito guamá (Siluriano), regiões de São Miguel do Guamá e Irituia, estado do Pará.
Agência de fomento: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citar como: MARTINS, Taynara Cristina Matos. Paleoambiente e icnofósseis do arenito guamá (Siluriano), regiões de São Miguel do Guamá e Irituia, estado do Pará. Orientador: Joelson Lima Soares. 2019. 38 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11734. Acesso em: .
Resumo: O Arenito Guamá é uma unidade sedimentar que ocorre de forma muito restrita na Plataforma Bragantina, principalmente nas regiões de São Miguel do Guamá e Irituia no nordeste do estado do Pará e que ainda carece de um melhor detalhamento geológico. É caracterizado por espessas camadas de quartzo-arenito com granulometria média, bem arredondados, bem selecionada e alto grau de maturidade textural e composicional. Devido suas características petrográficas, faciológicas e seu conteúdo icnológico serem semelhantes aos dos arenitos quartzosos da Formação Nhamundá (Bacia do Amazonas), tem-se sugerido uma idade siluriana para o Arenito Guamá. Em geral as camadas de quartzo-arenitos apresentam aspecto maciço e poucas estruturas sedimentares primárias preservadas (e.x. estratificação cruzada acanalada, estratificação plano-paralela e laminação ondulada e planar). A associação de fácies indica que os depósitos estudados se formaram em uma região costeira arenosa que abrangia as zonas de foreshore e shoreface. No Arenito Guamá foram identificados as icnoespécies Skolithos linearis, Psammichnites isp., cf. Schaubcylindrichnus coronus, tubo vertical simples indeterminado e Lingulichnus verticalis que comumente compõem uma mistura das icnofácies Cruziana e Skolithos. Mudanças periódicas de energia e na taxa de sedimentação no ambiente deposicional são sugeridas pela distribuição regular entre Skolithos e Psammichnites nas camadas de arenito. Skolithos ocorrem em camadas geralmente maciças e podem alcançar 1 metro de comprimento indicando condições de alta energia e/ou altas taxas de sedimentação. Enquanto que Psammichnites ocorrem no topo destas camadas e sugerem energia menor e/ou baixa taxa de sedimentação. Os Skolithos exibem índice de bioturbação (ii) que varia entre 2 e 3 (5-40%). Os Psammichnites exibem ii entre 4 e 5, que indicam um retrabalhamento do substrato por organismos escavadores entre 40-100%. A baixa icnodiversidade e alta abundância de icnofósseis sugerem condições estressantes durante o período deposicional. A mistura das icnofácies Skolithos-Cruziana é comumente associada a ambientes marinhos costeiros de águas salobras. A razão para condições de estresse ambiental relacionado à presença de águas salobras poderia ser o influxo de águas de degelo em ambientes periglaciais. A possível correlação do Arenito Guamá com os depósitos silurianos da Formação Nhamundá suporta esta ideia, pois esta unidade exibe depósitos glaciais, pós-glaciais e costeiros que registram a glaciação siluriana do Gondwana. Dessa forma, pode-se argumentar que o Arenito Guamá é o registro de depósitos costeiros arenosos influenciados pelas glaciações que afetaram a região Amazônica durante o Siluriano Inferior.
Abstract: The Guamá Sandstone is a restricted sedimentary unit that occurs in the Bragantina Platform, mainly in the São Miguel do Guamá and Irituia regions northeast of the state of Pará still needs a better geological detail. It is characterized by thick layers of well-rounded and selected, mature medium-grained quartz-sandstone with medium granulometry, well rounded, well selected and with high degree of textural and compositional maturity. Based on the petrographic, faciological and ichnological characteristics similar to the quartz sandstones of the Nhamundá Formation (Amazon Basin), a Silurian age for the Guamá Sandstone has been suggested. Commonly, the quartz-sandstone layers have a massive appearance and few preserved primary sedimentary structures (e.g., cross-stratified ribbed stratification, plane-parallel stratification and wavy and planar lamination). The facies association indicates that the studied deposits were formed in a sandy coastal region that covered the foreshore and shoreface zones. In the Guamá Sandstone the icnoespecies Skolithos linearis, Psammichnites isp., cf. Schaubcylindrichnus coronus, single vertical tube undetermined and Lingulichnus verticalis were identified, they commonly compose a mixture of the Cruziana and Skolithos ichnofacies. Periodic energy changes and sedimentation rate in the depositional environment are suggested by the regular distribution between Skolithos and Psammichnites in the sandstone layers. Skolithos occurs, generally, in massive layers and can reach up to 1 meter in length indicating high energy conditions and/or high sedimentation rates. While Psammichnites occur at the top of these layers and suggest lower energy and/or low sedimentation rate. Skolithos exhibit a bioturbation index (ii) ranging from 2 to 3 (5-40%). The Psammichnites exhibit ii between 4 and 5, which indicate a 40 to100% reworking of the substrate by excavating organisms. The low ichnodiversity and high abundance of ichnofossils suggest stressful conditions during the depositional period. The mixture of Skolithos-Cruziana ichnofacies is commonly associated with coastal marine environments of brackish waters. The reason for environmental stress conditions related to the presence of brackish water could be the influx of melting/defrosting waters in periglacial environments. The correlation of the Guamá Sandstone with the Silurian deposits of the Nhamundá Formation supports this idea, as this unit exhibits glacial, post-glacial, and coastal deposits that record the Silurian glaciation of Gondwana. Therefore, the Guamá Sandstone can be considered as the record of sandy coastal deposits influenced by the glaciations that affected the Amazon region during the Lower Silurian.
Palavras-chave: Arenito
Paleoambiente
Icnofósseis
Área de Concentração: GEOLOGIA
Linha de Pesquisa: ANÁLISE DE BACIAS SEDIMENTARES
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Geociências
Programa: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Fonte: 1 CD-ROM
Aparece nas coleções:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_PaleoambienteIcnofosseisArenito.pdf2,9 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons