Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11842
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 11-Mar-2019
metadata.dc.creator: ALENCAR, Ana Paula Monteiro
metadata.dc.contributor.advisor1: RUIVO, Maria de Lourdes Pinheiro
metadata.dc.contributor.advisor-co1: FURTADO, Lourdes de Fátima Gonçalves
Title: Pescadores artesanais da reserva extrativista marinha Caeté-Taperaçu e a percepção ambiental sobre os recursos naturais.
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: ALENCAR, Ana Paula Monteiro. Pescadores artesanais da reserva extrativista marinha Caeté-Taperaçu e a percepção ambiental sobre os recursos naturais. Orientadora: Maria de Lourdes Pinheiro Ruivo. Coorientador: Lourdes de Fátima Gonçalves Furtado. 2019. 87 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2019. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11842. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: As Unidades de Conservação de uso sustentável são áreas que buscam priorizar a relação harmônica entre populações humanas, seus meios de vida e o meio ambiente. Atualmente no Brasil, as áreas de conservação ambiental são sinalizadas como áreas de suma importância e são vistas como estratégias para proteção e gestão de territórios. Nessa conjuntura grupos populacionais, que habitam essas áreas se dedicam ao extrativismo, destacando aqui a pesca praticada de forma artesanal. Assim esse trabalho apresenta as seguintes analises: I- Uma caracterização social, econômica e ambiental bem como contribuições para analisar e traçar o perfil de pescadores artesanais que residem em três comunidades pesqueiras do município de Bragança, nordeste do estado do Pará, inseridas na Reserva Extrativista Marinha Caeté-Taperaçu. II- Analisar a percepção ambiental de pescadores artesanais acerca dos aspectos sobre a ação da realização da atividade pesqueira, os recursos naturais e a reserva extrativista e seu manejo. Para isso, na I analise foram realizadas entrevistas através de questionários a 251 famílias de pescadores artesanais entre homens e mulheres, sendo 85 (33,86%) da Vila dos Pescadores, 96 (38,25%) da Vila do Castelo e 70 (27,89%) da Vila do Taperuçu). A partir disso, constou que a idade dos entrevistados variou entre 18 e 55 anos, e possuem baixa escolaridade, onde 50% não terminaram nem o ensino fundamental, mostrando que renda gira em torno de 5.506,56 ± 3.905,85 reais ao ano, sendo que 86,85% dessa renda está ligada ao vínculo que possuem com o atravessador. Resultando também a maioria dos pescadores artesanais possuem casa própria 92%, utilizam poços d’água cavado nas propriedades 59,36% ou rede de distribuição de água 40,24%, possuem fossa séptica 49% e é disponibilizado serviços de limpeza urbana, o qual atende 56,57% dos entrevistados. Na análise II foi utilizada a aplicação de questionários seguindo o modelo de escala tipo Likert, e para avaliar os dados foram submetidos ao teste de Kruskal-wallis com nível de significância de 5% (α = 0,05). Isso resultou na percepção ambiental sobre a ação da atividade pesqueira, que foi possível verificar diferenças significativas entre as comunidades (p = 0,015). No entanto, somente a comunidade do Taperaçu diferenciou de Vila dos Pescadores (p = 0,013) não ocorrendo diferenças significativas entre as comunidades. Já percepção ambiental sobre o uso dos recursos naturais, as comunidades diferem entre si, sendo que, a comunidade do Castelo diferenciou da comunidade do Taperaçu (p < 0,001) e da Vila dos Pescadores (p < 0,001), entretanto não foi possível identificar diferença significativa entre a comunidade do Taperaçu e Vila dos Pescadores (p = 0,269); E a percepção ambiental sobre a reserva extrativista e o plano de manejo, foi possível identificar diferenças significativas entre as comunidades (p = 0,001). Porém, somente a comunidade do Castelo diferenciou de Vila dos Pescadores (p < 0,001) não ocorrendo diferenças significativas entre as demais comunidades. Considerando que uma comunidade divergiu da outra por conta de fatores como representatividade política, que gera visibilidade para a comunidade, ocasionando uma boa acessibilidade e inclusão dos pescadores em programas fomentadores em prol da sustentabilidade, assim, ocorrendo maior engajamento de uma comunidade em detrimento da outra.
Abstract: Sustainable Use Conservation Units are areas that seek to prioritize the harmonious relationship between human populations, their livelihoods, and the environment. Currently, in Brazil, the areas of environmental conservation are flagged as areas of great importance and are seen as strategies for the protection and management of territories. At this juncture, population groups that inhabit these areas are dedicated to extractive, highlighting here fishing practiced in an artisan way. Thus, this work presents the following analyzes: I - A social, economic and environmental characteristic as well as contributions to analyze and trace the profile of artisanal fishermen residing in three fishing communities of the municipality of Bragança, northeast of the state of Pará, included in the Extractive Reserve Marinha Caeté-Taperaçu. II- To analyze the environmental perception of artisanal fishermen on the aspects of the action of the fishing activity, the natural resources and the extractive reserve and its management. To that end, interviews were conducted through questionnaires to 251 families of artisanal fishermen between men and women, of which 85 (33.86%) were from Vila dos Pescadores, 96 (38.25%) from Vila do Castelo and 70 (27.89%) of Vila do Taperuçu. From this, it was observed that the interviewees' ages ranged from 18 to 55 years old, and they have low schooling, where 50% did not finish even elementary school, showing that income is around 5,506.56 ± 3,905.85 R$ per year, and 86.85% of this income is linked to the link they have with the middleman. As a result, most artisanal fishermen own 92% of their own homes, use wells dug 59.36% or 40.24% water distribution network, have septic tank 49% and urban cleaning services are available. which meets 56.57% of respondents. In analysis II, questionnaires were used following the Likert-type scale model, and the data were submitted to the Kruskal-Wallis test with a significance level of 5% (𝛼 = 0.05). This resulted in the environmental perception about the activity of the fishing activity, that it was possible to verify significant differences among the communities (𝑝 = 0.015). However, only the Taperaçu community differed from Vila dos Pescadores (𝑝 = 0.013), and there were no significant differences between the communities. As for the environmental perception about the use of natural resources, the communities differed from each other. The community of Castelo differed from the community of Taperaçu (𝑝 < 0.001) and Fisher Village (𝑝 < 0.001). However, it was not possible to identify differences between the community of Taperaçu and Vila dos Pescadores (𝑝 = 0.269); and the environmental perception about the extractive reserve and the management plan, it was possible to identify significant differences between the communities (𝑝 = 0.001). However, only the community of Castelo differed from Vila dos Pescadores (𝑝 < 0.001) and there were no significant differences between the other communities. Considering that one community diverged from the other because of factors such as political representativeness, which generates visibility for the community, causing good accessibility and inclusion of fishermen in sustainable programs for sustainability, thus occurring greater engagement of one community to the detriment of the other.
Keywords: Pescadores
Reservas Extrativistas
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: CLIMA E DINÂMICA SOCIOAMBIENTAL NA AMAZÔNIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: ECOSSISTEMAS AMAZÔNICOS E DINÂMICAS SOCIOAMBIENTAIS
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Museu Paraense Emílio Goeldi
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
EMBRAPA
MPEG
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Ambientais (Mestrado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PescadoresArtesanaisReserva.pdf2,03 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons