Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11847
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 12-Apr-2019
metadata.dc.creator: BRAGA, Ronaldo da Cruz
metadata.dc.contributor.advisor1: PIMENTEL, Márcia Aparecida da Silva
Title: Vulnerabilidade socioambiental diante da ação do mar na zona costeira de Salinópolis-Pará-Amazônia
Citation: BRAGA, Ronaldo da Cruz. Vulnerabilidade socioambiental diante da ação do mar na zona costeira de Salinópolis-Pará-Amazônia. Orientadora: Márcia Aparecida da Silva Pimentel. 2019. 168 f. Tese (Doutorado em Ciências Ambientais) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2019. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11847. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Apresentação: Amazônia possui extensa Zona Costeira, com aproximadamente 3.044 km, ocupando 35% do litoral brasileiro, com grande parte da Orla em diferentes níveis de vulnerabilidade física. Objetivo: Esta Tese tem como objetivo analisar a vulnerabilidade física à ação do mar, os impactos socioambientais e as estratégias de adaptação relacionados na Orla costeira do Município de Salinópolis, localizado no Litoral Norte, setor de reentrâncias Pará-Maranhão da Zona Costeira Amazônica. Metodologia: A Orla foi subdividida em sete subsetores, de acordo com os critérios do Projeto Orla e características fisiográficas e topográficas. Dois índices gerais de vulnerabilidade foram determinados: Índice de Vulnerabilidade a ação energética do mar e o Índice de Vulnerabilidade à elevação do nível do mar (IVC). Para a determinação dos dois índices, usou-se as seguintes variáveis: geológicas, geomorfológicas, declividade da costa, cota topográfica, altura de onda, amplitude de maré, variação da linha de costa, variação do nível do mar atual, utilizando séries temporais e futura, com base no cenário RCP8.5 do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas. Foram aplicados questionários à população e às principais Secretarias Municipais. Os mapas foram confeccionados utilizando imagens orbitais dos anos de 1984, 1994, 2000, 2001, 2004, 2015 e 2016, imagens SRTM e aerolevantamento, processados no ArcGis 10.3. A análise estatística foi realizada no programa Statistical Analysis Software SAS 9.4. Os dados socioeconômicos foram extraídos dos setores censitários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, ano 2010. Resultados: cinco setores apresentaram índices Muto Alto e dois Moderado à ação energética do mar. O índice de vulnerabilidade atual à elevação do nível do mar demonstrou três setores da Orla com Baixo, dois em Moderado e dois em Alto. No IVC futuro, cinco setores apresentaram índices Muito Alto, um Alto e um Baixo. Em cenério de um metro de elevação do mar, os principais sistemas ambientais serão afetados, praias, manguezais, dunas, falésias, bem como a população mais vulnerável sofrerão maiores impactos. A aplicação dos questionários demonstrou que a população local consegue identificar os principais impactos e possui suas próprias estratégias de adaptação. A prefeitura não possui no Plano Diretor, nem as secretarias apresentam mecanismos de contenção, intervenção e adaptação de impactos advindos de uma possível subida do nível do mar. Conclusão: os elevados índices de vulnerabilidade da ação energética do mar têm provocado erosão ao longo da orla. O cenário de impactos da elevação do mar sobre a orla de Salinópolis requer aplicação de políticas públicas eficientes de adaptação da população mais vulnerável socialmente.
Abstract: Presentation: Amazonia has an extensive Coastal Zone, with approximately 3,044 km, occupying 35% of the Brazilian coast, with great part of the Orla in different levels of physical vulnerability. Objective: This thesis aims to analyze the physical vulnerability to the action of the sea, the socioenvironmental impacts and related adaptation strategies in the Coastal Zone of the Municipality of Salinópolis, located in the Northern Coast, Pará-Maranhão region of the Amazon Coastal Zone. Methodology: The Orla was subdivided into seven subsectors, according to the Orla Project criteria and physiographic and topographic characteristics. Two general vulnerability indices were determined: Sea Energy Action Vulnerability Index and Sea Level Rise Vulnerability Index (IVC). For the determination of the two indices, the following variables were used: geological, geomorphological, coast slope, topographic dimension, wave height, tidal amplitude, coastline variation, current sea level variation, using time series and future, based on the RCP8.5 scenario of the Intergovernmental Panel on Climate Change. Questionnaires were applied to the population and to the main Municipal Secretariats. The maps were made using orbital images of 1984, 1994, 2000, 2001, 2004, 2015 and 2016, SRTM images and aerial surveying, processed in ArcGis 10.3. Statistical analysis was performed in the Statistical Analysis Software SAS 9.4 program. The socioeconomic data were extracted from the census tracts of the Brazilian Institute of Geography and Statistics, year 2010. Results: five sectors presented Muto Alto indexes and two Moderate to the energy action of the sea. The current vulnerability index to sea level rise showed three sectors of the Lower Bay, two in Moderate and two in High. In the future IVC, five sectors showed Very High, High and Low. In a one-meter elevation sea environment, major environmental systems will be affected, beaches, mangroves, dunes, cliffs, as well as the most vulnerable population will suffer the greatest impacts. The application of the questionnaires showed that the local population can identify the main impacts and has its own adaptation strategies. The municipality does not have in the Master Plan, nor do the secretariats present containment mechanisms, intervention and adaptation of impacts arising from a possible rise in sea level. Conclusion: the high levels of vulnerability of the sea energy action have caused erosion along the coast. The scenario of impacts of sea elevation on the edge of Salinópolis requires the application of efficient public policies to adapt the most socially vulnerable population.
Keywords: Vulnerabilidade
Impacto ambiental
Salinópolis - PA
Amazônia
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: CLIMA E DINÂMICA SOCIOAMBIENTAL NA AMAZÔNIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: ECOSSISTEMAS AMAZÔNICOS E DINÂMICAS SOCIOAMBIENTAIS
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Museu Paraense Emílio Goeldi
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
EMBRAPA
MPEG
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Teses em Ciências Ambientais (Doutorado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_VulnerabilidadeSocioambientalDiante.pdf8,07 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons