Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11850
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 18-Aug-2016
metadata.dc.creator: SILVA, Aucilene de Nazaré Pimenta da
metadata.dc.contributor.advisor1: LEITE, Lourenildo Williame Barbosa
Title: Processamento, imageamento, interpretação e predição de pressão de dados sísmicos na bacia sedimentar do Jequitinhonha
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
FINEP - Financiadora de Estudos e Projetos
PETROBRAS - Petróleo Brasileiro S.A.
Citation: SILVA, Aucilene de Nazaré Pimenta da. Processamento, imageamento, interpretação e predição de pressão de dados sísmicos na bacia sedimentar do Jequitinhonha. Orientador: Lourenildo Williame Barbosa Leite. 2016. 104 f. Dissertação (Mestrado em Geofísica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11850. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho teve por objetivo compor um quadro sismo-estratigráfico de parte da bacia do Jequitinhonha (marinha a leste do Estado da Bahia), com dados liberadas para os projetos financiados e em andamento. O estudo visa a exploração de óleo e gás, e corresponde a uma proposta de reavaliação da bacia sedimentar. Para isto, a metodologia é composta de análise de velocidade, empilhamento CRS, migração, culminando com predição de pressão em subsuperfície, onde se visa mapear zonas de baixa (reservatório) e alta (geradora) pressão que agem como bombas naturais para o acúmulo de fluidos. Os dados sísmicos utilizados neste trabalho foram cedidos pela PETROBRAS para o Curso de Pós Graduação em Geofísica (CPGf), Instituto de Geociências, da Universidade Federal do Pará. Os dados foram adquiridos pela equipe sísmica 214 da Petrobras no setor marinho da bacia. As linhas disponíveis utilizadas neste trabalho foram a L214-266, a L214-268, a L214-270 e a L214-297. Podendo separá-las em dois grupos, temos três linhas nas direções NE-SW (L214-266, L214-268, L214-270) e uma na direção NW-SE (L214-297). As distribuições de velocidade usadas para as seções sísmicas foram baseadas em informações petrofísicas e em modelos empíricos, em vez de utilizar a subjetiva marcação de eventos nas seções ponto-médio-comum, empilhadas ou migradas. A metodologia apresenta como parte inicial a aplicação de técnicas baseadas na teoria do empilhamento por superfície de reflexão comum (CRS), que visa gerar imagens sísmicas de qualidade para a interpretação de dados reais, e relacionados a meios geologicamente complexos. As interpretações sismoestratigráficas foram realizadas usando como base informações geológicas, fazendo uma correlação entre os refletores principais (interfaces de impedância mais alta) e as unidades estratigráficas da área. Sendo assim, construimos um modelo empírico para a distribuição de velocidades (𝑣𝑃 e 𝑣𝑆) e de densidade (𝜌) para as seções do bloco estudado. Um projeto maior de estudos tem por objetivo a predição de tensões em bacias sedimentares, como uma contribuição aos métodos e técnicas da geologia e da engenharia de exploração de óleo e gás. Este assunto é baseado no conhecimento das distribuições das velocidades das ondas sísmicas compressionais (𝑣𝑃 ) e cisalhantes (𝑣𝑆) e das densidades (𝜌), com a finalidade de se localizar zonas de baixa e alta pressão no subsolo, que servem de bombas naturais de sucção para o acúmulo de gás e óleo. A teoria baseia-se nas equações da elastodinâmica, onde o peso da sobrecarga gravitacional é responsável pelos efeitos de deformação-tensão em subsuperfície. Portanto, a organização deste problema exige a lei generalizada de Hooke da elasticidade linear. Foram apresentados detalhes do modelo teórico, e um exemplo para mostrar como a pressão varia na subsuperfície, onde se destaca que esta predição não aumenta necessariamente de forma linear, mas de uma forma complexa que exige fórmulas numéricas específicas para se ver os detalhes importantes. O modelo teórico aplicado coloca como agente da pressão a carga gravitacional vertical das formações geológicas, e não leva em consideração os efeitos de curvaturas, falhamento e diagenéticos. Também, os events tectonics laterais complexos não são levados em consideração. A predição de pressão é uma assunto importante para a análise de bacias sedimentares, visando mapear e estender áreas potencialmente produtivas de petróleo e gás. Mas a predição precisa de um modelo 3D para a sua aplicação prática significativamente completa.
Abstract: This present work aimed to compose a seismic-stratigraphical framework for part of Jequitinhonha basin (marine east part of the State of Bahia), with data released for funded academic projects in progress. The study aims at the exploration of oil and gas, and corresponds to a proposal for for sedimentary basin revaluation. For this, the methodology is composed of velocity analysis, CRS stacking, migration, culminating in pressure prediction for the subsurface, where the aim is to map low (reservoir) and high (generator) pressure zones that act as natural pumps for fluid accumulation. The seismic data used in this study was provided by PETROBRAS for the Postgraduate Course in Geophysics (CPGF), of the Institute of Geosciences of the Federal University of Pará. The data were acquired by the PETROBRAS seismic team 214 in the offshore part or the basin. The available lines used in this study were the L214-266, L214-268, L214-270 and L214-297. Being able to separate them into two groups, we have three lines in the NE-SW directions (L214-266, L214-268, L214-270) and one in the direction NW-SE (L214-297). The velocity distributions used for the seismic sections were based on petrophysical information and empirical models, instead of using the subjective event picking in common-midpoint, stack or migration sections. The methodology presents as the first part the application of techniques based on the theory of the common reflection surface stack (CRS), which aims to generate seismic images of good quality for the interpretation of real data, and related to geologically complex media. The seismic-stratigraphic interpretation were performed using as a basis the geological information, making a correlation between the main reflectors (interfaces of higher impedance) and the stratigraphic units of the area. In this way, we constructed an empirical model for the velocity distribution (𝑣𝑅 and 𝑣𝑆) and density (𝜌) for the sections of the studied block. A higher study project aims to predict stress in sedimentary basins, as a contribution to the methods and techniques of geology and oil and gas engineering exploration. This subject is based on the knowledge of the compressional (𝑣𝑃 ) and shear (𝑣𝑆) velocities, and densities (𝜌), in order to locate areas low and high pressure zones in the subsurface, which serve as natural suction pumps for gas and oil accumulation. The theory is based on the elastodynamic equations, where the gravitational weight of the overload is responsible for the effects of strain-stress deformation in the subsurface. Therefore, to organize this problem requires the generalized Hooke’s law of linear elasticity. We presented details of the theoretical model, and an example to show how the pressure varies in the subsurface, where we highlight that pressure prediction does not necessarily increase linearly, but in a complex way that requires specific numerical formulas to be able to see important details. The applied theoretical model poses as pressure agent the vertical gravity load of the geological formations, and does not take into account the effects of curvatures, faulting and diagenesis. Also, the complex lateral tectonic events are not accounted for. The prediction of pressure and tension is an important issue for the analysis of sedimentary basins, aiming at mapping and extending potentially oil and gas productive areas. But an accurate prediction needs a 3D model for a significantly complete practical application.
Keywords: Método de reflexão sísmica
Tomografia sísmica - Jequitinhonha, Rio, Bacia
Pressão
Bacias sedimentares - Jequitinhonha, Rio, Bacia
Predição de pressão
Modelagem de bacias
Tecnologia CRS
Prediction pressure
Basin modeling
CRS technology
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: MÉTODOS SÍSMICOS
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: TÉCNICAS DE IMAGEAMENTO SÍSMICO
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geofísica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geofísica (Mestrado) - CPGF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ProcessamentoImageamentoInterpretacao.pdf294,11 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons