Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11903
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 4-Mar-2013
metadata.dc.creator: VASCONCELOS, Thamires Bezerra de
metadata.dc.contributor.advisor1: CAVALCANTE, Lília Iêda Chaves
Title: As atividades de vida diária de crianças em situação de acolhimento institucional
Other Titles: The daily life activities of institutionalized children
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: VASCONCELOS, Thamires Bezerra de. As atividades de vida diária de crianças em situação de acolhimento institucional. Orientadora: Lília Iêda Chaves Cavalcante. 2013. 131 f. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2013. Disponível em: . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa teve como objetivo geral analisar as atividades de vida diária (AVD) de crianças em situação de acolhimento institucional, discutindo a importância da avaliação sistemática desse tipo de atividade e o papel decisivo que cuidador pode ter na conquista de uma maior autonomia nos cuidados pessoais e na aquisição de habilidades diversas. Composta por dois estudos interligados, em sua primeira parte (estudo I) traz uma caracterização da produção científica acerca da avaliação das atividades de vida diária em diversos contextos, contemplando os métodos de pesquisa e os instrumentos utilizados com essa finalidade. Os resultados observados mostraram um predomínio do uso de instrumentos padronizados de avaliação, sendo Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI), o mais frequentemente encontrado na literatura revisada. Em que pese essa evolução nos métodos de avaliação, verificou-se pouca ou nenhuma atenção aos contextos de realização das AVD, dando maior ênfase nas características da pessoa, como a presença de patologias limitantes. O segundo estudo apresenta uma descrição dos níveis de assistência prestados pelos educadores nas AVD que envolvem, especificamente, crianças que convivem em uma instituição de acolhimento e as estratégias de incentivo utilizadas pelos cuidadores que se ocupam de suas rotinas para que cada uma delas possa para realizá-las da forma mais autônoma e eficiente possível. Esta descrição utilizou categorias inspiradas na parte II do teste PEDI, a Assistência do Cuidador. Os resultados mostraram um maior nível de assistência nas atividades de higiene e vestuário comparados aos dados obtidos nas atividades de alimentação. Atribui-se estes achados à rotina institucional e a traços pessoais dos participantes envolvidos. Conclui-se que, no contexto institucional, o maior nível de assistência observado pode ter um significado diferente do que seria esperado em ambiente familiar. Este nível maior de atenção e apoio verificado pode significar, de um lado, mais momentos de interação do educador com a criança, podendo ser este um aspecto positivo em um ambiente que tende a ser marcado pelo tratamento despersonalizado e rígidas rotinas. E, de outro, menos oportunidade de a criança se desenvolver a partir de um maior grau de autonomia nas AVD, o que pode ter implicações negativas para o curso do desenvolvimento. A importância de se avaliar e lançar um olhar ecológico para as atividades de vida diária de crianças em instituições de acolhimento faz com que esta pesquisa se situe na perspectiva de contribuir para um melhor entendimento acerca do desenvolvimento nesse contexto específico, uma vez que, nele, têm muitas vezes suas primeiras experiências de autocuidado. Os resultados e reflexões apontados podem orientar a constituição de programas que visem aperfeiçoar recursos e oportunidades presentes nas rotinas de autocuidado nesse ambiente de acolhimento institucional.
Abstract: This research aimed to analyze the activities of daily living (ADLs) of children in situations of institutional care, discussing the importance of systematic evaluation of this type of activity and the critical role that caregivers may have in gaining greater autonomy in personal care and the acquisition of various skills. Comprising two interlinked studies in the first part (study I) provides a characterization of scientific literature on the assessment of activities of daily living in different contexts, covering research methods and instruments used for this purpose. The observed results showed a prevalence of use of standardized assessment instruments, and Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI), most often found in the literature reviewed. Despite these developments in evaluation methods, there was little or no attention to the contexts of ADL performance, placing greater emphasis on the characteristics of the person, as the presence of limiting pathologies. In this direction, the second study presents a description of the levels of assistance provided by the ADL that involve educators, specifically, children who live in a host institution and incentive strategies used by caregivers dealing with their routines for each able to perform them in the most autonomous and efficient way possible. This description used categories inspired in part II of the PEDI, the Caregiver Assistance. The results showed a higher level of assistance in activities of hygiene and clothing compared to data obtained in feeding activities. Is attributed these findings to routine institutional and personal traits of the participants involved. We conclude that, in the institutional context, the highest level of service observed may have a different meaning than would be expected in a family environment. This higher level of attention and support checked could mean, on the one hand, more educators moments of interaction with the child, this can be a positive aspect in an environment that tends to be marked by the treatment depersonalized and rigid routines. And another, less opportunity for the child to develop from a greater degree of autonomy in ADL, which may have negative implications for the course of development. The importance of assessing ecological and cast a glance to the daily activities of children in residential institutions makes this research is located in order to contribute to a better understanding of the development in this specific context, since it, often have their first experiences of self-care. The results can guide and reflections indicated the formation of programs to optimize resources and opportunities present in the routines of self-care in this environment of institutional care.
Keywords: Crianças - assistência em instituições
Crianças - cuidado e tratamento
Crianças - desenvolvimento
Atividades de vida diária
Crianças
Acolhimento institucional
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AtividadesVidaDiaria.pdf1,66 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons