Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11907
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 5-Mar-2015
metadata.dc.creator: GUIMARÃES, Thais Maria Monteiro
metadata.dc.contributor.advisor1: CARVALHO NETO, Marcus Bentes de
Title: Reforçamento negativo em microculturas de laboratório
Other Titles: Negative reinforcement in laboratory microcultures
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: GUIMARÃES, Thais Maria Monteiro. Reforçamento negativo em microculturas de laboratório. Orientador: Marcus Bentes de Carvalho Neto. 2015. 59 f. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015. Disponível em: . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A análise experimental da cultura tem tido como uma de suas frentes de investigação a avaliação de análogos de processos comportamentais ontogenéticos no nível cultural. O presente trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos do uso de reforçamento negativo sobre contingências comportamentais entrelaçadas (CCEs) em microculturas de laboratório. Para tanto, foram realizados dois estudos, o primeiro com o objetivo de analisar o efeito de reforçamento negativo em nível operante sobre a seleção de CCEs e seu produto agregado (PA) e sobre a ocorrência de abandono da tarefa; e o segundo com o objetivo de verificar o efeito de análogo do reforçamento negativo em nível cultural sobre a seleção de CCEs + PA e sobre a ocorrência de abandono da tarefa. Participaram 39 universitários no Estudo 1 e 41 no Estudo 2. A tarefa experimental consistia de escolhas de linhas em uma matriz 10x10 com linhas numeradas e coloridas e colunas representadas por letras. A resposta operante foi a escolha de uma linha, sendo utilizados pontos trocáveis por dinheiro como reforçadores. A CCE+PA alvo consistia da escolha de linhas de cores diferentes pelos três participantes, sendo a escolha do primeiro jogador de uma linha com cor diferente da escolhida na jogada anterior. Itens escolares foram utilizados como consequências culturais (CC). A cada 20 ciclos ocorria uma mudança de geração (entrada de um novo participante). Após 15 ciclos de uma geração (período de 20 ciclos), perguntava-se ao participante mais antigo da geração se gostaria de abandonar a tarefa. Caso afirmativo, era dispensado, restando dois participantes até o início de uma nova geração. Cada estudo foi realizado com duas microculturas: Microcultura 1 (MC1) e Microcultura 2 (MC2). No Estudo 1, a MC1 foi exposta às condições experimentais SR+I/SR-I/SR+II/SR-II e MC2 às SR-I/SR+I/SRII/SR+II. A condição SR+ consistia de reforçamento positivo e a SR- de reforçamento negativo, as duas em nível operante. No Estudo 2 adotou-se o delineamento CC+I/CCI/CC+II/CC-II para a MC1 e CC-I/CC+I/CC-II/CC+II para a MC2. A condição CC+ foi um análogo cultural de reforçamento positivo e CC- um análogo cultural de reforçamento negativo. No Estudo 1 o uso de reforçamento negativo em nível operante pareceu não afetar a seleção de CCEs+PA e a ocorrência de abandono aparentou não ser função das condições programadas. No Estudo 2, consequências reforçadoras negativas em nível cultural selecionaram entrelaçamentos e houve pouco abandono, independente da condição, o que sugere o controle por variáveis não programadas. Mudanças nos procedimentos são sugeridos para um melhor controle das variáveis.
Abstract: The experimental analysis of culture has investigated analogs of ontogenetic behavioral processes at the cultural level as one of its fronts of investigation. The present work had the objective of evaluating the effects of the use of negative reinforcement on interlocking behavioral contingencies (IBCs) in laboratory microcultures. Two studies were conducted, the first with the goal of analyzing the effects of negative reinforcement in an operant level on the selection of IBCs and their aggregate product (AP) and on the occurrence of task abandonment; the second had the goal of verifying the effects of an analog of negative reinforcement in cultural level on the selection of IBCs+AP and on the occurrence of task abandonment. 39 undergraduate students took part of Study 1 and 41 in Study 2. The task consisted in selecting rows in a 10x10 matrix with numbered rows and columns represented by letters. The operant response was the choice of a row, with points exchangeable for money as reinforcers. The target IBC+AP consisted of different colored rows chosen by all three participants, with the first participant´s choice being different from the one he/she chose in the previous cycle. School items were used as cultural consequences (CC). Each 20 cycles indicated a generation change (entrance of a new participant). After 15 cycles of a generation (20 cycle period) asked the oldest participant if he/she wanted to abandon the task. If affirmative, he/she was allowed to leave, leaving two participants until a new generation began. Each studied used two microcultures: Microculture 1 (MC1) and Microculture 2 (MC2). In Study 1, MC1 was exposed to the following experimental conditions: SR+I/SR-I/SR+II/SR-II; and MC2 to the following: SR-I/SR+I/SR-II/SR+II. SR+ condition consisted of positive reinforcement and SR- of negative reinforcement, both at an operant level. In Study 2 the design was CC+I/CC-I/CC+II/CC-II for MC1 and CCI/CC+I/CC-II/CC+II for MC2. CC+ was a cultural analog of positive reinforcement and CC- of negative reinforcement. In Sutdy 1 the use of negative reinforcement in and operant level apparently did not affect the selection of IBCs+AP and task abandonment did not seem to occur due to the programmed contingencies. In Study 2 negative reinforcing cultural consequences seemed to select the IBCs and there were few abandonment, independently of the experimental condition, suggesting control by variables not programmed. Changes in procedures are suggested for better control of the variables.
Keywords: Pesquisa experimental
Reforço - psicologia
reforçamento negativo
Metacontingência
Controle aversivo
Práticas culturais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ReforçamentoNegativoMicroculturas.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons