Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/12125
Tipo: Artigo de Periódico
Data do documento: Jun-2014
Autor(es): SANTOS, Michelle dos
Título: “Pedagogia da engenharia”: Brasília arquitetada nos jornais (1956-1960)
Título(s) alternativo(s): “Pedagogy of engineering”: Brasília architected in newspapers (1956-1960)
Citar como: SANTOS, Michelle dos. “Pedagogia da engenharia”: Brasília arquitetada nos jornais (1956-1960). Nova Revista Amazônica, Bragança, v. 2, n. 1, p. 84-99, jan./jun. 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.18542/nra.v2i1.6297. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/12125. Acesso em:.
Resumo: O plano de trabalho “PEDAGOGIA DA ENGENHARIA”: BRASÍLIA ARQUITETADA NOS JORNAIS (1956-1960) tem por objetivos apresentar a nova capital como construção imaginária de múltiplos sentidos em parques gráficos, antes mesmo de sua inauguração em “concreto armado” no dia 21 de abril de 1960, e promover um debate que alargue as noções de arquitetura e engenharia, admitindo-as como expressões não apenas físicas, mas também narrativas, do poder e da simbologia de um povo, uma cidade ou regime político, considerando o estudo e análise de fontes jornalísticas produzidas à época da edificação de Brasília (1956-1960). Para tanto, utilizaremos os conceitos de cidade modernista e modernidade, de James Holston (1993) e Marshall Berman (2007), entre outros títulos acerca da historiografia da meta síntese de Juscelino Kubitschek. O procedimento metodológico está pautado na análise de bibliografias contemporâneas acerca da história da arquitetura e da engenharia, numa perspectiva diacrônica, que perpassa o Brasil e flana pelo mundo. Preliminarmente, concluiu-se que, em todo caso, dizer torna-se um fazer, e a “cidade letrada” é tão real quanto aquela erguida pelos candangos. A importância deste estudo para o campo literário é que inter-relaciona de modo teoricamente profícuo a pesquisa e o ensino, o jornalismo impresso e a história recente de nosso país.
Abstract: The work plan "PEDAGOGY OF ENGINEERING": BRASÍLIA ARCHITECTED IN NEWSPAPERS (1956-1960) aims to present the new capital as an imaginary construction of multiple meanings in graphic parks – even before its inauguration in "concrete" on April 21, 1960 – and to promote a debate to extend the notions of architecture and engineering, admitting them as expressions not only physical, but also narrative, of power and symbolism of a people, a city or political regime, considering the study and analysis of journalistic sources produced at the time of the Brasilia edification (1956-1960). To do so, we use the concepts of modernity and modernist city, from James Holston (1993) and Marshall Berman (2007), among other titles on the historiography of the Juscelino Kubitschek’s synthesis. The methodological approach is grounded in analysis of contemporary bibliographies on the history of architecture and engineering, in a diachronic perspective that goes through Brazil and gets out in the world. Preliminarily, it was concluded that, in any case, “saying” becomes “doing”, and the "written city" is as real as the one upraised by the “candangos”. The importance of this study for the literary field is that it interrelates, in a theoretically prolific way, the research and the teaching, the print journalism and the recent history of our country.
Palavras-chave: Arquitetura
Engenharia
História
Brasília
Jornal
Architecture
Engineering
Newspapers
Título do Periódico: Nova Revista Amazônica
ISSN: 2318-1346
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Fonte URI: https://periodicos.ufpa.br/index.php/nra/article/view/6297
Identificador DOI: http://dx.doi.org/10.18542/nra.v2i1.6297
Aparece nas coleções:Artigos - NRA/UFPA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo_PedagogiaEngenhariaBrasilia.pdf339,75 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons