Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/1930
Tipo: Dissertação
Fecha de publicación : 20-jun-2008
Autor(es): PIMENTA, Ana Carolina
Primer Orientador: ACEVEDO MARIN, Rosa Elizabeth
Título : Empresas madeireiras com certificação florestal e marketing verde: estratégias comunicacionais do grupo Cikel
Otros títulos : Lumber companies with forest certification and green marketing: comunicacionais strategies of the Cikel group
Citación : PIMENTA, Ana Carolina. Empresas madeireiras com certificação florestal e marketing verde: estratégias comunicacionais do grupo Cikel. 2008. 119 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Belém, 2008. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido.
Resumen: A partir dos anos 90, a política de gestão de florestas no Brasil passa a se pautar pelo discurso hegemônico do desenvolvimento sustentável. Pressionadas por ambientalistas e outros agentes sociais, as empresas são orientadas, via mecanismos de mercado, a praticarem ações menos predatórias ao meio ambiente. Com isso, as ONGs associam-se ao setor madeireiro para o desenvolvimento de um esquema de certificação florestal conhecido como Forest Stewardship Council FSC, ou Conselho de Manejo Florestal, destinado a melhorar as práticas florestais em todo o mundo. Nesse contexto, empresas com áreas certificadas passam a preconizar o aspecto diferenciado de suas atividades, adotando o marketing verde como estratégia comunicacional na busca pela construção de uma imagem sustentável e, paralelamente, pela cooptação de um novo mercado consumidor. Este trabalho tem o objetivo de analisar como se processa a comunicação em empresas que declaram adotar práticas de Manejo Florestal Sustentável (MFS) na Amazônia. Sob o recorte do estudo de caso único, é analisada a atuação da Cikel Brasil Verde Madeira LTDA., empresa que vem sendo apontada em diversos enunciados como verdadeiro exemplo a ser seguido. Pareceu-nos, pois, pertinente analisar algumas das operações vigentes, investigando as elaborações ideológicas acerca do discurso em torno do é possível preservar, produzindo. A escolha pelo Grupo Cikel deve-se por ser esta a maior e mais antiga empresa madeireira em atividade da Amazônia e também por ser uma das pioneiras no Brasil a ter suas florestas certificadas pelo FSC. Amparado pelo arcabouço teórico-metodológico da Análise do Discurso, o trabalho busca compreender o discurso formulado e propagado pelo Grupo Cikel, delineando sua identidade institucional. Na interdiscursividade materializada nos enunciados, identifica-se como se posicionam os diferentes sujeitos atuantes e como se relacionam as componentes políticas, econômicas e ideológicas que instituem e mantêm as parcerias institucionais da empresa. Ao final, é feita uma reflexão crítica em torno da visão naturalizada de que a certificação florestal seria a forma mais legítima de se alcançar o uso sustentável da floresta, revelando a debilidade do aspecto social nas políticas do FSC e das empresas como a Cikel.
Resumen : In the nineties, the politics of forest administration in Brazil started to be determined by the hegemonic speech of the sustainable development. Pressed by environmentalists and other social agents, the companies are guided, through market influences, to reduce the predatory actions to the environment. With that, non-governmental organizations (NGOs) joined the forest industry for the development of an outline of a forestry certification known as the Forest Stewardship Council - FSC, which is destined to improve the forest practices all over the world. In this context, companies with certified areas start to praise the differentiated aspect of its activities, adopting the green marketing as communicational strategy in the search of constructing "a sustainable" image, and in parallel, for new market choices. This work intends to analyze the communication process in companies which adopt practices of Maintainable Forest Handling (MFH) in the Amazonian. Using a case study, we analyze the performance of Cikel Brasil Verde Madeira LTD., which is a company recognized as a true example to be followed. We thought it was pertinent to analyze some of the effective operations, investigate the ideological elaborations about the speech it is possible to preserve, producing. The choice for the Cikel Group is because it is the largest and oldest timber company operating in Amazonia, and because it is one of the pioneers in Brazil to have its forests certified by the FSC. Aided by the theoretical-methodological framework of the Analysis of the Speech, this work searches for understand the formulated and spread speech by the Cikel Group, delineating its institutional identity. In the materialized interdiscursive of the statements, it is possible to identify how the different acting subjects are positioned and how they link the political, economical and ideological components that institute and maintain the institutional partnerships of the company. In conclusion, we made a critical reflection around the common vision which says that the forest certification would be the most legitimate form to get a sustainable use of the forest, what reveals the social aspect weakness in politics of FSC and companies as Cikel.
Palabras clave : Manejo florestal
Empresa madeireira
Certificação florestal
Cikel Brasil Verde Madeira Ltda
Amazônia brasileira
Gestão
Desenvolvimento sustentável
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::MANEJO FLORESTAL
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
Programa: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Aparece en las colecciones: Dissertações em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Mestrado) - PPGDSTU/NAEA

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Dissertacao_EmpresasMadeireirasCertificacao.pdf1,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons