Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/1963
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorROCHA, Enéas Nunes-
dc.date.accessioned2011-03-23T21:19:46Z-
dc.date.available2011-03-23T21:19:46Z-
dc.date.issued2005-
dc.identifier.citationROCHA, Enéas Nunes. Os Fundamentos agrários do desenvolvimento da Região Tocantina. Orientador: Francisco de Assis Costa. 2005. 168 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Belém, 2005. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido. Disponível em: http://www.repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/1963. Acesso em:.-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/1963-
dc.description.abstractThe agrarian foundations of the development of the Tocantina Region are related to the form of occupation of the soil and as the regional several productive structures of the agrarian are articulated. The strategy of official economic intervention in the Tocantina Region privileged the great enterprises agroindustriais through financial and monetary incentives, generating, besides all, serious environmental problems, agrarian conflicts and desregionalization of the property of the money. The base of these productive structures is the property landowner, the salaried work of low qualification and the homogeneous production. The process of characterized development, then, for the exploration of the natural resources and for the monoculture, was not take in considerated other important aspects of the local development, the formation of human and social goods of the area and consequently they were not capable to improve the conditions of life of the population. As alternative to the concentrated and excludent model, are the rural structures, that using small units of land, family work, diversified production and capacity dealing with the natural resources in order not it to drive the lackness, they act in such a way that its efficiency is determined by the capacity of work of each family, its intern rationality defines, then, a way of performance, with high productivity in the Tocantina Region, being able to contribute with the employment growth and income, as well as with the development.-
dc.language.isopor-
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectAgroindústria-
dc.subjectPlanejamento regional-
dc.subjectRecursos naturais-
dc.subjectProdutividade agrícola-
dc.subjectTocantins-
dc.subjectAmazônia brasileira-
dc.titleOs Fundamentos agrários do desenvolvimento da Região Tocantina-
dc.title.alternativeThe agrarian beddings of the development of the Tocantina Region-
dc.typeDissertação-
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentNúcleo de Altos Estudos Amazônicos-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIAS AGRARIA E DOS RECURSOS NATURAIS-
dc.contributor.advisor1COSTA, Francisco de Assis-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1820238947667908-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9017238914751609-
dc.description.resumoOs fundamentos agrários do desenvolvimento da Região Tocantina estão relacionados com a forma de ocupação do solo e como se articulam as diversas estruturas produtivas do agrário regional. A estratégia de intervenção econômica oficial na Região Tocantina privilegiou os grandes empreendimentos agroindustriais através de incentivos financeiros e monetários, gerando, acima de tudo, sérios problemas ambientais, conflitos agrários e desregionalizaçao da propriedade do capital. A base destas estruturas produtivas é a propriedade latifundiária, o trabalho assalariado de baixa qualificação e a produção homogênea. O processo de desenvolvimento caracterizado, então, pela exploração dos recursos naturais e pela monocultura, não levou em consideração outros aspectos importantes do desenvolvimento local, a formação de capital humano e social da região e consequentemente não foram capazes de melhorar as condições de vida da população. Como alternativa ao modelo concentrador e excludente, estão às estruturas camponesas, que utilizando pequenas unidades de terra, trabalho familiar, produção diversificada e capacidade de se relacionar com os recursos naturais de forma a não leva-lo ao esgotamento, atuam de forma tal que sua eficiência é determinada pela capacidade de trabalho de cada família, sua racionalidade interna define, assim, um modo de atuação, com elevada produtividade na Região Tocantina, podendo desta maneira contribuir com a geração de emprego e renda, bem como com o desenvolvimento regional.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido-
Appears in Collections:Dissertações em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Mestrado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_FundamentosAgrariosDesenvolvimento.pdf803,82 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons