Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/1980
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSILVA, Rosângela Maria de Nazaré Barbosa e-
dc.date.accessioned2011-03-23T21:19:48Z-
dc.date.available2011-03-23T21:19:48Z-
dc.date.issued2009-03-24-
dc.identifier.citationSILVA, Rosângela Maria de Nazaré Barbosa e. Negro e ensino médio: representações de professores acerca de relações raciais no currículo. 2009. 154 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Educação.-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/1980-
dc.description.abstractThis study one consisted is an analysis of the teachers representations about the racial relations in the scholar curriculum of the High School. The analysis is produced from the concept of Representations in the perspective of Roger Chartier (1990;1991) and the contemporary studies about the racial relations and education. Associated to this concept, we used as the methodological way the Analyses of Speech (BARDIN, 1977; ORLANDI, 2004), in two steps. First the analysis of official and scholar documents were made with the objective of understand the materialization of the speech which the symbolical forms were produced and reproduced by the High School which tried to integrate the technical analysis of the Speech. The second step refers to the analysis of the oral documents, constituted of teachers speech from the High School. The results of the oral documental analysis give us two dimensions: the first corresponds to the education process anti-racist, which depends on the subversion of the teachers in the moving one to the contaminated representations of preconceptions, explicit or not, present in their pedagogical practices what will influence the students performance. The second dimension correspond to the need of the naturalization (or de-naturalization) pedagogically speaking. Anyway, such change only will be possible when the teacher develop knowledge to confront the question in the classroom by the curriculum, recognizing its theoretical and procedural singularity. Among this, we conclude that the teachers of History, Arts and Literature still are not integrating their pedagogical actions according to the Brazilian law Lei n 10.639/03.-
dc.language.isopor-
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectProfessores-
dc.subjectEnsino médio-
dc.subjectCurrículo-
dc.subjectRelações raciais-
dc.subjectNegro (Raça)-
dc.titleNegro e ensino médio: representações de professores acerca de relações raciais no currículo-
dc.title.alternativeBlack and middle school: teacher's representations about race relations in the curriculum-
dc.typeDissertação-
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências da Educação-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO-
dc.contributor.advisor1COELHO, Wilma de Nazaré Baía-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1035616337472088-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7496714450612714-
dc.description.resumoEste estudo constituiu-se numa análise das representações de professores acerca de relações raciais no currículo escolar do Ensino Médio. A análise fora produzida a partir do conceito de Representações na perspectiva de Roger Chartier (1990;1991) e dos estudos contemporâneos sobre as relações raciais e a educação. Associado a esse conceito, utilizamos como caminho metodológico a Análise do Discurso (BARDIN,1977; ORLANDI, 2004), envolvendo duas etapas. A primeira foi a análise dos documentos oficiais e documentos escolares com o objetivo de compreender a materialização dos discursos nos quais as formas simbólicas foram produzidas e reproduzidas pela Escola de Ensino Médio, à qual se buscou integrar técnicas de análise de discurso. A segunda refere-se à análise dos documentos orais, constituídos de discursos dos professores do Ensino Médio. Os resultados da análise dos documentos orais nos levam a inferir duas dimensões: a primeira corresponde ao processo de educação anti-racista, que dependerá da subversão dos professores no tocante às representações eivadas de preconceitos, velados ou não, presentes em sua prática pedagógica, o que influenciará no desempenho dos alunos; a segunda diz respeito à necessidade de o professor (des)naturalizá-las pedagogicamente. No entanto, tal alteração somente será possível à medida que o professor desenvolva um cabedal de conhecimentos para o enfrentamento da questão na sala de aula por meio do currículo, reconhecendo sua singularidade teórica e processual. Além disto, concluímos que os professores das disciplinas História, Artes e Literatura ainda não estão integrando suas ações pedagógicas voltadas para o atendimento da Lei n 10.639/03.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação-
dc.description.affiliationSEDUC/PA - Secretaria de Estado de Educaçãopt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Educação (Mestrado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_NegroEnsinoRepresentacoes.pdf838,52 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons