Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2039
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 9-Apr-2010
metadata.dc.creator: MUTO, Reiko
metadata.dc.contributor.advisor1: EMMI, Marília Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: ARAGÓN VACA, Luis Eduardo
Title: O Japão na Amazônia: condicionantes para a fixação e mobilidade dos imigrantes japoneses (1929-2009)
Citation: MUTO, Reiko. O Japão na Amazônia: condicionantes para a fixação e mobilidade dos imigrantes japoneses (1929-2009). 2010. 345 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido.
metadata.dc.description.resumo: Investiga a inserção dos imigrantes japoneses na Região Norte e as condicionantes que levaram a consolidação (fixação) das colônias agrícolas no estado do Pará e a dissolução (mobilidade) das colônias agrícolas de outros estados, tendo como foco da análise comparativa as colônias de Tomé-Açu (Pará) e do Amapá, a primeira considerada um caso de sucesso, enquanto que a segunda, o inverso. Para discussão foram abordadas as principais correntes teóricas das migrações, o panorama das migrações internacionais, a participação do Brasil e do Japão no contexto das grandes migrações internacionais e no contexto nacional. No âmbito local, discute algumas questões relacionadas às negociações entre o governo e as empresas promotoras das imigrações dirigidas que ocorreram nos estados do Amazonas, Pará e Amapá, as políticas públicas adotadas para fixação dos imigrantes antes e após a Segunda Guerra Mundial, os percalços das diferentes colônias japonesas que foram instaladas nos estados da Região Norte. A pesquisa fundamenta-se no referencial bibliográfico e nas entrevistas realizadas com os imigrantes. A partir da análise dos dados, conclui-se que o modelo de migração planejada, assentada em locais previamente selecionados pelos representantes japoneses no atual município de Tomé-Açu no início da migração (1929) e os sucessivos investimentos das empresas japonesas, e do governo japonês depois da Segunda Guerra Mundial, foram determinantes para a fixação desses imigrantes em Tomé-Açu. Enquanto que o modelo de migração dirigida (pós-Segunda Guerra Mundial) para as colônias do Amapá, sem o devido planejamento e pesquisa pelas autoridades competentes, dificultaram sobremaneira o plantio e o escoamento da produção, agravado pela incidência de doenças endêmicas que comprometeram a saúde e a vida dos imigrantes, fatores que contribuíram para a mobilização da maioria de imigrantes em busca de alternativas para a sua sobrevivência.
Abstract: This paper investigates the immigration of Japanese people in to the Northern Region of Brazil and the variables that lead to the establishment of agricultural colonies in the State of Pará. It analyses the mobility of agriculture colonies from other regions, with particular attention given to the Tome-Açu (Pará) and the Amapá colonies, where the former colony is considered a successful case and the latter, the opposite. To achieve this, the thesis addresses current immigration theory, the international migration context between Brazil and Japan and national context of Japanese immigration. On the local approach, it discusses questions related to negotiations between the Brazilian Government and Japanese immigration promoting companies that occurred in the Amazon, Pará and Amapá states; In addition the paper covers the public policies aimed at establishing immigrants before and after the Second World War and the difficulties of different Japanese colonies that established in the Northern Region. The research is based on the bibliographical information and interviews with Japanese immigrants. From the data analysis, it was concluded, the planned migration model established in previously selected places by the Japanese representatives on the present Tome-Açu city in the beginning of immigration (1920‘s) and the following investments of private Japanese companies, and of the Japanese Government after Second World War were determining to the establishment of the immigrants in Tome-Açu. On the directioned immigration model (post WWII) on the colonies of Amapá land proceeded without proper planning of agricultural planting and research, hindered the planting and transport of goods. In addition, the health of many immigrants was compromised by endemic diseases in the region. These factors contributed to exodus of the majority of immigrants who searched other alternatives for their survival.
Keywords: Tomé-Açu - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
Imigração
Imigrantes
Colônia Agrícola Japonesa - PA
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DEMOGRAFIA::COMPONENTES DA DINAMICA DEMOGRAFICA::MIGRACAO
CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DEMOGRAFIA::DEMOGRAFIA HISTORICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Mestrado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_JapaoAmazoniaCondicionantes.pdf5,04 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons