Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/2110
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2005
metadata.dc.creator: GUEDES, Waldenise Maria Martins
metadata.dc.contributor.advisor1: RAZKY, Abdelhak
Title: Línguas em contato no Oiapoque: as comunidades indígenas karipuna
Citation: GUEDES, Waldenise Maria Martins. Línguas em contato no Oiapoque: as comunidades indígenas karipuna. 2005. 117 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Letras e Artes, Belém, 2005. Curso de Mestrado em Letras.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa está direcionada à análise da situação sociolingüística de cinco aldeias nas Terras Indígenas Uaçá no município do Oiapoque no Estado do Amapá: Espírito Santo, Taminã, Cutiti, Santa Isabel e Txipidon. Nesse contexto duas línguas estão presentes, quais sejam, língua crioula e língua portuguesa. O objetivo deste trabalho está centrado no reconhecimento da real situação sociolingüística desse espaço de lingüístico-geográfico, vislumbrando a língua materna da etnia, as comunidades, a situação dos sujeitos bilíngües, os usos sociais das línguas e situação escolar em contexto bilíngüe. A análise é embasada na concepção de diglossia sem estabilidade e de bilingüismo como fenômeno não estável, situado, com definição de sujeito bilíngüe relacionado ao contexto em que as línguas se encontram. A situação escolar é vista tendo por base os planejamentos lingüísticos de Hamel. Os dados são analisados sob a ótica da metodologia descritivo-interpretativa, com dados quantitativos auxiliando na descrição qualitativa da pesquisa. Moradores das cinco aldeias e professores índios e não índios fazem parte do corpus da pesquisa. Os resultados confirmam a língua portuguesa como a mais representativa, no repertório verbal das aldeias Santa Isabel e Txipidon e a língua crioula como língua materna de Espírito Santo, Taminã e Cutiti, aldeias de uma etnia em comum, a Karipuna.. Essas comunidades estão em conflito diglóssico, com a língua portuguesa ocupando espaço da língua crioula em alguns domínios lingüísticos. Confirma-se o bilingüismo apresentado pelos falantes como relativo ao contexto, com graus diferenciados de bilinguidade em cada aldeia, considerando-se as quatro habilidades lingüística: compreender, falar, ler e escreve. Essa é a situação que deve ser considerada pela escola em seus planejamentos lingüísticos e não somente as diferentes línguas maternas das comunidades.
Abstract: This research is addressed to the analysis of the situation sociolinguistics of five villages in Reservation Uaçá in the municipal district of Oiapoque: Espírito Santo, Taminã, Cutiti. Santa Isabel and Txipidon. In that context two languages are present, which are,Creole languages and language portuguesa. The objective of this work is centered in the recognition of the situation sociolinguistic of that space of languages, such as, verication of the communites‟ maternal language, situation of the bilingual subjects, social uses of the languages and school situation in bilinqual context. The analysis is based in the diglossia conception without stability and of bilingualism as phenomenon no stable, located, with definition of bilingual subject related to the context in that the languages. The school situation is seen tends for base the linguistic plannings of Hamel. The data are analyzed under the optics of the descriptive-interpretative methodology, with quantitative data ainding in the qualitative description of the research. Residents of the five villages and teachers no Indians are part of the corpus of the research. The results confirm the Portuguese language as the most representative in the verbal repertoire of the villages Santa Isabel and Txipidon and the Creole language like maternal language of Espírito Santo, Taminã and Cutiti. Those communities are in conflict diglóssico, with the Portuguese Language occupying space of the Creole language in some linguistic domains. The bilingualism is confirmed presented by the speakers as relative to the context, with differentiated degrees of bilinguality in each village, they are that is the situation that should be considered by the school in their linguistic plannings and not only the communities‟ different maternal languages.
Keywords: Educação
Oiapoque - AP
Amapá - Estado
Etnia
Amazônia brasileira
Karipuna
Sociolinguística
Bilinguismo
Língua (Linguística)
Língua materna
Índio
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::SOCIOLINGUISTICA E DIALETOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Letras e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Letras (Mestrado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_LinguasContatoOiapoque.pdf1,42 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons