Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2695
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 24-Jun-2010
metadata.dc.creator: SOUZA, Haroldo de
metadata.dc.description.affiliation: UFPA - Universidade Federal do Pará
metadata.dc.contributor.advisor1: HURTIENNE, Thomas Peter
Title: A reprodução sócio-econômica e produtiva do campesinato no Sudeste paraense: o Assentamento Palmares II, Parauapebas/PA
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
IPEA - Instituto de Pesquisa em Economia Aplicada
Citation: SOUZA, Haroldo de. A reprodução sócio-econômica e produtiva do campesinato no Sudeste paraense: o Assentamento Palmares II, Parauapebas/PA. 2010. 174 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido.
metadata.dc.description.resumo: O Sudeste Paraense foi palco de um dos maiores e mais incisivos processos de ocupação e colonização da região amazônica em sua totalidade. O elevado contingente migrante camponês ao longo de todo século XX, em especial, nas décadas dos anos de 1970, 1980 e 1990, concorreu diretamente com outras estratégias postas e pensadas para a colonização da região, como a agropecuária de grande porte e extensiva, mineração e projetos de geração de energia. Diante de uma complexidade ímpar no agrário regional, esse cenário é marcado até a atualidade por elevada conflitividade, posicionando claramente a região no debate acadêmico como sendo uma fronteira. A partir de meados dos anos 1990, os conflitos e disputas ganham novos contornos com a criação de Projetos de Assentamentos e a implementação de uma série de políticas voltadas ao atendimento da agricultura familiar, o que possibilita de certa forma pensar em novos tipos de conflitos e possibilidades de reprodução social e econômica dos camponeses assentados. O presente trabalho, dentro desse novo contexto, trata especificamente das possibilidades atuais de reprodução social e econômica do campesinato no assentamento Palmares II, município de Parauapebas/PA, buscando compreender os possíveis fatores que vem permitindo ou não a ruptura com a tese do ciclo e fronteira e em contraposição permitindo certa estabilização aos camponeses assentados. Para além de evidenciar e comprovar a existência de novas trajetórias dos sistemas de produção postas em prática pelos agricultores do assentamento em questão, o trabalho pretende indicar quais fatores econômicos, políticos, sociais têm sido importantes para a continuidade e possibilidade das estratégias de reprodução camponesa.
Abstract: The southeast region of Pará State was the main stage of one of the strongest and most pungent occupation and colonization process ever seen in the Amazonian area as a whole. The high number of migrant peasant workers along the twentieth century, especially during the decades of 1970´s, 1980´s and 1980´s, occurred straightly together with another series of plans strategically thought out in order to colonize the area such as extensive agriculture, mining and energy generation projects. Due to the complex situation found in the regional agricultural system, nowdays this scenery is marked a high level of conflict, which brings up the region subjects to academic debate as being a frontier. From middle 90's conflicts and contestation has changed due to the adoption of settlement of agricultural laborers projects and the elaboration of politics aiming the improvement of self-sustainable familiar agriculture. Such facts made it possible for us to think in new sort of conflicts and possibilities of social and economic reproduction among those settled peasant communities. The current study, following the context described above, is therefore focused on the present possibilities of social and economic reproduction of the Palmares II settlement community, which is located at the neighborhood of the city of Parauapebas/PA, aiming to understand the real factors which are either allowing or not the Frontier Thesis to be disrupted and, in contrast, allowing a certain life stabilization to the settled peasants communities. Far beyond trying to evidence and prove the existence of new production system ways put into practice by the Palmares II settlement workers, the present work intend to disclose what are the economic, social and politics factors which are being important to keep improving the creation of possibilities on the peasant communities reproduction strategies.
Keywords: Fronteira agrícola
Campesinato
Assentamentos humanos
Estabelecimento agropecuário
Parauapebas - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::SOCIOLOGIA RURAL
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Mestrado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ReproducaoSocioEconomica.pdf1,64 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons