Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2848
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2-May-2012
metadata.dc.creator: JACOB, Mellina Monteiro
metadata.dc.contributor.advisor1: GOMES, Bruno Duarte
metadata.dc.contributor.advisor-co1: SOUZA, Givago da Silva
Title: Valores normativos para o eletrorretinograma de campo total
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
FINEP - Financiadora de Estudos e Projetos
CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: JACOB, Mellina Monteiro. Valores normativos para o eletrorretinograma de campo total. 2012. 138 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: Muitos laboratórios de eletrofisiologia visual não possuem seus próprios valores de normalidade para o eletrorretinograma de campo total. Isto prejudica a confiabilidade dos diagnósticos de diversas doenças que afetam as vias visuais. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi estabelecer os valores normativos para o teste Eletrorretinograma de Campo Total para o Laboratório de Neurologia Tropical (LNT) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Realizaram o eletrorretinograma 68 indivíduos saudáveis e sem queixas visuais divididos em três grupos de acordo com a faixa etária: 36 indivíduos pertenceram ao grupo 1 (entre 17 e 30 anos), 21 indivíduos ao grupo 2 (entre 31 e 45 anos) e 11 indivíduos ao grupo 3 (entre 46 e 60 anos). O protocolo de realização do teste seguiu as recomendações da ISCEV, com a utilização de seis tipos de estimulação. Quatro após adaptação escotópica e estimulação com intensidades de: 0,01 cd.s/m2 (resposta de bastonetes), 3,0 cd.s/m2 (resposta mista de cones e bastonetes e potenciais oscilatórios) e 10,0 cd.s/m2 (resposta mista adicional). Dois após adaptação fotópica em fundo de 30 cd/m2: 3,0 cd.s/m2 (resposta de cones e Flicker 30Hz). Para a análise dos resultados foram calculados os valores de amplitude e tempo implícito das ondas a e b obtidas em resposta a cada um dos seis tipos de estimulação utilizados. Estes valores foram descritos estatisticamente através da mediana, intervalos de confiança, 1º e 3º quartis, coeficiente de variação, média, desvio padrão e valores mínimos e máximos. Os grupos de maior faixa etária apresentaram menores valores de amplitude e atraso no tempo implícito. A utilização da transformada wavelet permitiu a melhor visualização das ondas sem alteração de amplitude e tempo implícito. Portanto, os valores normativos obtidos podem servir como parâmetros de normalidade confiáveis para auxiliar o diagnóstico de doenças retinianas.
Abstract: Many visual electrophysiology laboratories don’t have their own normal values for full-field electroretinogram. This impairs the reliability of the diagnosis of various diseases affecting the visual pathways. Thus, the purpose of this study was to establish normative values for the full-field electroretinogram to the Laboratory of Tropical Neurology (LNT) of the Federal University of Pará (UFPA). Were tested using the electroretinogram 68 healthy subjects without visual complaints, divided into three groups according to age group: 36 subjects belonged to group 1 (17 to 30 years), 21 subjects in group 2 (31 to 45 years) and 11 individuals in group 3 (46 to 60 years). Six types of stimulus that follow ISCEV standards were presented. Four dark-adapted: 0.01 cd.s/m2 (rod response), 3.0 cd.s/m2 (mixed response and oscillatory potentials) and 10.0 cd.s/m2 (mixed additional response). Two light-adapted, 3.0 cd.s/m2 (Cone response and Flicker 30Hz), with 30 cd/m2 background adaptation. For analysis, a-wave and b-wave amplitude and implicit times values were calculated. These values were statistically described using the following values: median, confidence interval, 1st and 3rd quartiles, coefficient of variation, mean, standard deviation and minimum and maximum values. The older age groups had lower amplitude and delayed implicit time. Wavelet transform allowed better visualization of waves without change of amplitude and implicit time. Therefore, the normative values obtained can serve as reliable parameters of normality to assist the diagnosis of retinal diseases.
Keywords: Eletrofisiologia visual
Eletrorretinograma
Transformada wavelet
Retina
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FISIOLOGIA::FISIOLOGIA GERAL::NEUROFISIOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ValoresNormativosEletro.pdf4,68 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons