Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2995
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 23-Apr-2012
metadata.dc.creator: MAGNO, Lílian Danielle Paiva
metadata.dc.contributor.advisor1: GOUVEIA JUNIOR, Amauri
Title: Validação farmacológica da preferência claro-escuro em Danio rerio
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: MAGNO, Lílian Danielle Paiva. Validação farmacológica da preferência claro-escuro em Danio rerio. 2012. 50 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: A ansiedade é uma desordem complexa e com grande relevância clínica, cujo estudo com modelos animais é importante para pesquisar sobre seus mecanismos e drogas para o seu tratamento. O zebrafish figura como um potencial modelo animal para pesquisas farmacológicas da ansiedade. Um modelo de ansiedade é a preferência claro-escuro, que já foi validado comportamentalmente em zebrafish, contudo necessita de uma validação farmacológica. Objetiva-se descrever a sensibilidade da preferência claro-escuro em zebrafish adultos para as drogas mais utilizadas na clínica da ansiedade, foram administradas pela imersão do animal na solução: Benzodiazepínicos (Clonazepam); Agonistas parciais 5-HT1A (Buspirona); Antidepressivo tricíclico (Imipramina); Antidepressivo ISRS (Fluoxetina e Paroxetina); Antipsicóticos (Haloperidol e Risperidona); Psicostimulante (Dietilpropiona); Beta bloqueadores (Propranolol) e Depressores do SNC (Etanol). Os parâmetros analisados foram o tempo despendido pelo animal no ambiente escuro, o tempo da primeira latência e número de alternâncias. O clonazepam administrado por 300s aumentou o tempo no escuro na menor concentração e reduziu a atividade locomotora, a administração durante 600s da concentração intermediária diminuiu o tempo no escuro e da primeira latência, assim como aumentou a atividade locomotora, indicando efeito ansiolítico. A buspirona aumentou o tempo de permanência no escuro provavelmente devido a redução da atividade motora. A imipramina e a fluoxetina aumentaram o tempo no escuro e da primeira latência e diminuíram o número de alternâncias, indicando ação ansiogênica. A paroxetina não alterou o tempo no escuro, entretanto aumentou o tempo da primeira latência e diminuiu a atividade locomotora. O haloperidol diminuiu a ansiedade na menor concentração, curiosamente aumentou a atividade motora na maior concentração, ao contrário da risperidona que diminuiu a atividade na maior concentração. A dietilpropriona não modificou o tempo no escuro, mas aumentou o tempo da primeira latência e diminuiu a atividade motora apenas na menor concentração. O propranolol reduziu somente o tempo no escuro. O etanol foi efetivo na redução da ansiedade com a concentração intermediária e diminuiu a atividade locomotora em uma concentração menor Os dados corroboram com relatos da literatura em Danio rerio tanto neste modelo em administração intraperitoneal como em outros modelos por administração hídrica e em roedores, quando foi possível a comparação.
Abstract: Anxiety is a complex disorder with large clinical relevance, whose study with animal models is important for research about their mechanisms and drugs for their treatment. The zebrafish appears as a potential animal model for pharmacological research in anxiety. A model of anxiety is the light-dark preference, which has been validated behaviorally in zebrafish, however, requires a pharmacological validation. The objective is to describe the sensitivity of the light-dark preference in zebrafish adults for the most common drugs in clinical anxiety, were administered by immersing the animal in the solution: Benzodiazepines (Clonazepam), 5-HT1A partial agonists (Buspirone), Tricyclic Antidepressant (Imipramine), Antidepressant SSRIs (Fluoxetine and Paroxetine), Antipsychotics (Haloperidol and Risperidone); Psychostimulant (Diethylpropion), Beta blockers (Propranolol) and CNS depressants (Ethanol). The parameters analyzed were the time spent by the animal in a dark environment, the time of the first latency and number of midline crossings. Clonazepam administered 300 s increased the time in the dark at lower concentrations and reduced locomotor activity, administration during 600 s of the intermediate concentration decreased over time in the dark and the first latency, and increased locomotor activity, indicating anxiolytic effect. Buspirone raised the time spent in the dark, probably due to reduction of motor activity. Imipramine and fluoxetine increased time in the dark and the first latency and decreased the number of alternations, indicating anxiogenic action. Paroxetine did not alter the time in the dark, however the first time increased latency and decreased locomotor activity. Haloperidol decreased anxiety in the lowest concentration, curiously raised motor activity at the highest concentration, instead of risperidone, which decreased the activity at the highest concentration. Diethylpropion did not change over time in the dark but increased the time of the first latency and decreased motor activity only at lower concentrations. Propranolol reduced only time in the dark. Ethanol was effective in reducing anxiety with the intermediate concentration and decreased locomotor activity in a lower concentration. Data corroborate with the literature in Danio rerio both intraperitoneal administration in this model as in other models for water delivery and in rodents, when it was possible to compare.
Keywords: Ansiedade
Farmacologia
Danio rerio (Peixe)
Comportamento
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FARMACOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ValidacaoFarmagologicaPreferencia.pdf790,07 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons