Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2999
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 6-Jun-2012
metadata.dc.creator: PEREIRA, Tiago de Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: SILVA, Anderson Manoel Herculano Oliveira da
Title: Efeito modulador da glutationa na liberação de gaba induzida por glutamato em retinas de embrião de galinha
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: PEREIRA, Tiago de Lima. Efeito modulador da glutationa na liberação de gaba induzida por glutamato em retinas de embrião de galinha. 2012. 74 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: O ácido γ-aminobutírico (GABA) e o glutamato são, respectivamente, os principais neurotransmissores inibitório e excitatório no Sistema Nervoso Central (SNC) e são fundamentais para o processamento visual. Estudos revelam que o glutamato induz liberação de GABA na retina. Trabalhos prévios também apontam que compostos tióis regulam a liberação de GABA, mas ainda não são totalmente esclarecidos os efeitos de tióis (-SH) sobre os níveis endógenos deste neurotransmissor na retina. Neste intermédio, a glutationa (GSH) além de ser o mais importante dos compostos tióis, vem demonstrando exercer um papel neuromodulador na liberação de neurotransmissores. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar um possível efeito modulador de GSH sobre a liberação de GABA mediada por glutamato em retinas de embrião de galinha. Para isso, utilizamos como modelo experimental tecido retiniano íntegro de embrião de galinha, com sete ou oito dias de desenvolvimento. Nos ensaios de liberação de GABA, as retinas foram tratadas com GSH (100 e 500 μM); glutamato (50 e 500 μM) e Butionina Sulfoximina (BSO), inibidor da síntese de glutationa, (50 μM) por 15 minutos, e os níveis de GABA liberado para o meio extracelular foram quantificados por Cromatografia Líquida de Alta Eficácia (CLAE). Para experimentos de liberação de compostos tióis (–SH), as retinas foram incubadas com glutamato (100 μM) com ou sem Na+ por 15 minutos, e os seus níveis extracelulares foram determinados pela reação com DTNB e quantificados por espectrofotometria (412 nm). Os resultados revelam que o glutamato, assim como GSH, liberam GABA. Nossos dados também demonstram que BSO atenua a liberação de GABA promovida por glutamato. Além disso, demonstramos que glutamato induz liberação de compostos tióis independentemente de sódio. Sendo assim, é sabido que glutamato é capaz de liberar GABA e tióis; dentre estes, GSH é o mais abundante e responsável por também liberar GABA. Sabe-se também que uma vez inibida a síntese de GSH por BSO, a liberação de GABA induzida por glutamato é atenuada. Então, se sugere uma possível modulação de GSH na liberação de GABA induzida por glutamato, em retinas íntegras de embrião de galinha.
Abstract: The γ-aminobutyric acid (GABA) and glutamate are, respectively, major inhibitory and excitatory neurotransmitters in the central nervous system (CNS) and are essential to the visual processing. Studies show that glutamate induces the release of GABA in the retina, but the mechanisms involved in this release are not well elucidated. Previous work also showed that thiols compounds regulate GABA release, but are not well defined the effects of compounds containing sulfhydryl (-SH) on endogenous levels of this neurotransmitter in the retina. In this context, glutathione (GSH) besides being the most important thiols compounds, have demonstrated perform a neuromodulatory role in the release of neurotransmitters. Thus, the objective of this study was to evaluate a possible modulatory effect of GSH on the release of GABA mediated by glutamate in the retina of chick embryo. For this study, we used as experimental model, retinal tissue intact chick embryo, with seven or eight days of development. In tests of release of GABA, the retinas were treated with GSH (100 and 500 μM), glutamate (50 and 500 μM) and Buthionine Sulfoximine (BSO), an inhibitor of glutathione synthesis, (50 μM) per 15 minutes, and GABA levels released into the extracellular medium were quantified by High Performance Liquid Chromatography (HPLC). For release experiments of thiols compounds, the retinas were incubated with glutamate 100 μM (with or without Na +) per 15 minutes, and their extracellular levels were determined by reaction with DTNB and quantified by spectrophotometry (412 nm). The results show that glutamate, as well as GSH, release GABA. Our data also show that BSO attenuates the release of GABA promoted by glutamate. Furthermore, we demonstrate that glutamate induces release of thiol compounds regardless of sodium. Therefore, it is known that glutamate is able to release thiols and GABA, among them, GSH is most abundant and responsible for also release GABA. It is also known that once inhibited GSH synthesis by BSO, the release of GABA induced by glutamate is attenuated. Then, it is suggested a possible modulation of GSH in the release of GABA induced by glutamate in retina intact chicken embryo.
Keywords: GABA
Ácido glutâmico
Glutationa
Retina
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOQUIMICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EfeitoModuladorGlutationa.pdf611,7 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons