Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3030
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 30-Dec-2008
Authors: MALHEIROS, Luiz Claudio da Silva
First Advisor: BARBOSA, Wagner Luiz Ramos
First Co-Advisor: VIEIRA, José Maria dos Santos
Title: Isoeleuterol e isoeleuterina: potenciais marcadores químicos da tintura de Eleutherine plicata Herb (Iridaceae) e atividades microbiológica e antioxidante
Citation: MALHEIROS, Luiz Claudio da Silva. Isoeleuterol e isoeleuterina: potenciais marcadores químicos da tintura de Eleutherine plicata Herb (Iridaceae) e atividades microbiológica e antioxidante. 2008. 68 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciência da Saúde, Belém, 2008. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Resumo: A espécie Eleutherine plicata Herb. é uma Iridaceae, conhecida popularmente como marupazinho, muito utilizada pela população para o tratamento de diarréias. Com o bulbo da planta prepara-se um chá, que é utilizado no tratamento de infestações causadas por ameba. O material vegetal utilizado neste estudo foi coletado em Belém do Pará e sua identificação botânica foi realizada por comparação de exsicata depositada no Museu Paraense Emílio Goeldi sob nº 10543. O extrato etanólico (EE) foi preparado por percolação a partir do bulbo previamente seco e moído. Após a secagem o extrato etanólico foi suspenso em uma solução hidroalcóolica (1:1) e submetida a partição com solventes de polaridades crescente. Com o extrato etanólico e as frações foram realizados 18 testes para detectar classes de metabólitos secundários. O extrato etanólico e as frações hexânica e clorofórmica apresentaram resultado positivo para naftoquinonas, antraquinonas e esteróides e triperpenos. As análises por cromatografia em camada delgada do extrato etanólico e frações hexânica e clorofórmica mostraram zonas sensíveis à solução metanólica de KOH 10%, indicando a presença de quinonas nestas amostras. A avaliação da atividade antimicrobiana do referido extrato e frações com cepas de C. albicans, S. aureus, E. coli e P. aeruginosa demonstrou que a fração clorofórmica é a mais ativa, apresentando os maiores halos de inibição de crescimento microbiano, possivelmente, contendo uma maior concentração de constituintes ativos. Da fração clorofórmica foram isolados os constituintes químicos isoeleuterol e isoeleuterina, os quais foram caracterizados quimicamente através de ressonância manética nuclear de hidrogênio (RMN1H) e carbono 13 (RMN 13C), em comparação com os dados da literatura. O extrato etanólico, isoeleuterol e isoeleuterina foram submetidos a avaliação de suas atividades antioxidantes, os quais apresentaram fraca atividade quando comparado com o padrão BHT.
Abstract: Eleutherine plicata Herb. is an Iridaceae, popularly known as marupazinho, widely used by people to treat diarrhea. With the bulb of the plant is about a cup of tea, which is used to treat infestations caused by amoeba. The plant material used in this study was collected in Belém do Pará and their identification by comparison of botany was deposited in exsiccates Paraense Emilio Goeldi Museum under nº 10543. The ethanol extract was prepared by percolation from the bulb previously dried and crushed. After drying the ethanol extract was suspended in a solution hydroalcoholic (1:1) and subjected to partition with solvents of increasing polarity. With the ethanol extract and the fractions were performed eighteen tests to detect classes of secondary metabolites. The ethanol extract and the fractions hexanic and chloroform, showed a positive result for naphthoquinones, anthraquinones and steroids and triperpenoids. The analysis by thin-layer chromatography fractions of ethanol extract and hexane and chloroform, showed areas susceptible to methanolic solution of KOH 10%, indicating the presence of quinones in these samples. The evaluation of the antimicrobial activity of ethanol extract and fractions hexanic and chloroform with strains of C. albicans, S. aureus, E. coli and P. aeruginosa, showed that the chloroform fraction is the most active, presenting the largest halos of inhibition of microbial growth, possibly containing a higher concentration of active constituents. The chemical constituents isoeleutherol and isoeleutherine were isolated from chloroform fraction, and were characterized chemically using RMN 1H e 13C, compared with the literature. The ethanol extract, isoeleutherol and isoeleutherine were submitted to evaluation of their antioxidant activies, and showed weak activity when compared with BHT.
Keywords: Iridaceae
Marupazinho
Eleutherine plicata
Isoeleuterol
Isoeleuterina
Atividade antioxidante
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA::FARMACOGNOSIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Farmacêuticas (Mestrado) - PPGCF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_IsoeleuterolIsoeleuterinaPontenciais.pdf1,07 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons