Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3462
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 29-Mar-2011
Authors: SILVA, Natalia Karina Nascimento da
First Advisor: PIECZARKA, Julio Cesar
Title: Análise citogenética comparativa em espécies de morcegos da subfamília phyllostominae (chiroptera-phyllostomidae) por citogenética clássica e hibridização in situ Flourescente (fish)
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SILVA, Natalia Karina Nascimento da. Análise citogenética comparativa em espécies de morcegos da subfamília phyllostominae (chiroptera-phyllostomidae) por citogenética clássica e hibridização in situ Flourescente (fish). 2011. 71 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
Resumo: Os morcegos representam um grupo amplamente distribuído e diversificado. A diversidade de hábitos alimentares faz da ordem Chiroptera uma das mais bem sucedidas entre os mamíferos, desempenhando, em função de seus hábitos, um importante papel no controle de insetos, na polinização e na dispersão de sementes de numerosos vegetais. A família Phyllostomidae constitui a terceira maior família em número de espécies dentro da Ordem Chiroptera. Entre as representantes neotropicais é a mais numerosa, sendo encontrada em florestas tropicais da America do Sul, particularmente, concentrada na Amazônia que é a região com maior diversidade de morcegos do mundo. No presente trabalho foram analisados citogeneticamente exemplares de três espécies da subfamília Phyllostominae: Chrotopterus auritus, Trachops cirrhosus e Vampyrum spectrum coletados no estado do Pará e Amazonas. Os dados cromossômicos obtidos para Chrotopterus auritus (2n = 28 e NF = 52) e Trachops cirrhosus (2n = 30, FN = 56) estão de acordo com os descritos na literatura. Para Vampyrum spectrum (2n=30 NF=56) relatamos os primeiros padrões de bandeamento e FISH (Hibridização in situ Fluorescente). A técnica de bandeamento C demonstrou um padrão pericentromérico de distribuição da heterocromatina constitutiva nas três espécies estudadas. A técnica de FISH com sondas de DNA teloméricas humanas mostrou apenas marcações distais em todos os cromossomos das três espécies e as sondas de rDNA 18S confirmaram a localização das Regiões Organizadoras Nucleares observadas na técnica de Ag-NOR, presentes no braço longo do par 2 de Chrotopterus auritus, no par 11 de Trachops cirrhosus e no braço longo do par 1 de Vampyrum spectrum. A análise comparativa entre elas sugere um extenso grau de diferenciação cromossômica, com poucos cromossomos compartilhados entre os três gêneros. Contudo, cinco pares cromossômicos inteiros se mantiveram conservados sem nenhum tipo de rearranjo após a divergência das três linhagens. A comparação entre as espécies revela que C. auritus e V. spectrum apresentam mais elementos compartilhados entre si do que em relação à T. cirrhosus. Nossos resultados apoiam a proximidade filogenética entre C. auritus e V. spectrum e sugerem a associação de T. cirrhosus com o clado do gênero Phyllostomus.
Abstract: Bats are a highly distributed and diversified group.The diversity of feeding habits makes the Order Chiroptera one of the highest successes among mammals, being very important, because of these habits, on the control of insects, on pollination, and on dispersion of seeds of many vegetables. The family Phyllostomidae is the third bigger family on number of species into the Order Chiroptera. Among the neotropical ones, this family is the most numerous, being found in the rainforests of South America, especially in the Amazon region, where there is the highest diversity of bats in the World. In the present work it was analyzed cytogenetically a sample of three species of the subfamily Phyllostominae: Chrotopterus auritus, Trachops cirrhosus and Vampyrum spectrum collected in the Pará and Amazon states. The chromosomal data obtained for Chrotopterus auritus (2n = 28 e NF = 52) and Trachops cirrhosus (2n = 30, FN = 56) are in agreement with the ones described in the literature. For Vampyrum spectrum (2n=30 NF=56) we described for the fist time the banding patterns and FISH (Fluorescent in situ Hybridization). The C-banding technique demonstrated a pericentric pattern of distribution of the centromeric heterochromatin in the three species here studied. The FISH with telomeric DNA probes shown only distal hybridizations in all chromosomes of the three species, while the 18S rDNA proble confirmed the location of the NOR observed by Ag-NOR staining, in the long arm of pair 2 Chrotopterus auritus, in the pair 11 of Trachops cirrhosus and in the long arm of the pair 1 of Vampyrum spectrum. The comparative analysis among the species suggests an extensive chromosomal differentiation, with few chromosome pairs being shared among the three genera. Five whole chromosome pairs were conserved without any rearrangement after the divergence of the three lineages. The comparison among the species shows that C. auritus and V. spectrum have more shared pairs between them than with T. cirrhosus. Our results support the phylogenetic association between C. auritus and V. spectrum and suggest the association of T. cirrhosus with the genus Phyllostomus.
Keywords: Chiroptera
Análise citogenética
Bandeamento cromossômico
Phyllostomidae
Morcego
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::GENETICA ANIMAL
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AnaliseCitogeneticaComparativa.pdf1,62 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons