Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3585
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 30-Apr-2009
metadata.dc.creator: OLIVEIRA, Roseane Borner de
metadata.dc.contributor.advisor1: DINIZ, Cristovam Wanderley Picanço
Title: Neurodegeneração crônica em modelo murino: ensaios comportamentais e neuropatológicos na doença prion em fêmeas adultas de camundongos albinos suíços
Citation: OLIVEIRA, Roseane Borner de. Neurodegeneração crônica em modelo murino: ensaios comportamentais e neuropatológicos na doença prion em fêmeas adultas de camundongos albinos suíços. 2009. 176 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 20009. Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: No presente trabalho implantou-se como modelo experimental para estudos de neurodegeneração crônica a doença prion induzida pelo agente ME7 em fêmea adulta no camundongo Suíço albino. As alterações comportamentais e neuropatológicas seguem de perto as previamente descritas para o camundongo C57BL/6j com duas exceções: 1) o septum ao invés do hipocampo é a região onde se detectou mais precocemente o maior número de microglias ativadas e astrócitos reativos e onde houve a maior redução de redes perineuronais nos estágios iniciais da doença; 2) Em relação ao C57BL/6j o curso temporal da doença é em média 4 semanas mais longo (26 semanas) e os sintomas iniciais começam a aparecer 4 semanas mais tarde (16 semanas) na variedade Suíça albina. Semelhante ao encontrado no C57BL/6j não se encontrou diferença nas estimativas do número de neurônios nos animais inoculados com o agente ME7 em relação aos inoculados com homogenado cerebral normal 15 e 1 8 semanas após a inoculação. A análise comparada do número de microglias ativadas astrócitos reativos e redes perineuronais empregando o fracionador óptico revelou diferenças significativas nos animais sacrificados na 15ª em relação aos sacrificados na 18ª semana pós-inoculação, com aumento do número das primeiras e redução do número das últimas na 18ª semana (teste T, bi-caudal p<0.05). A análise de cluster seguida da análise discriminante dos resultados dos testes comportamentais da variedade Suíça albina aplicada a cada quinzena ao longo do curso temporal da doença, revelou que a remoção de comida é a única variável discriminante para detecção de dois grupos distintos: um grupo menor (em torno de 40%, n=4), mais sensível, onde a doença cursa mais rápido e os animais atingem a fase terminal em 22 semanas, e outro maior (em torno de 60%, n=6), menos sensível, onde os animais atingem a fase terminal em 26 semanas. Os resultados são importantes para estudos comparativos de imunopatologia dentro da mesma e entre variedades de modelos murinos de neurodegeneração crônica na doença prion induzida pelo agente ME7.
Abstract: In the present report we described behavioral and neuropathological changes induced by ME7 prion agent inoculated into CA1 of the albino Swiss mice and confirmed previous descriptions in the murine model of prion disease C57Bl6J with two exceptions: 1) septal region present higher level of microglial activation and reactive astrocytosis 2) disease progression (from inoculation to death) is 4 weeks longer and on average, early behavioral changes start correspondently 4 weeks later in albino Swiss mice. Neuronal counts did not reveal any significant changes between the experimental groups. Comparative analysis of activated microglia and perineuronal nets by optical fractionators revealed significant differences between 15 and 18 weeks: the microglial total number increased in this period of time whereas perineuronal nets decreased (t test, two-tailed analysis p<0.05) Cluster and discriminant subsequent analysis applied to behavioral studies revealed that burrowing activity distinguished the occurrence of two subgroups with differential sensitivity to the ME7 agent: one group (40% of the subjects) where the disease progression is faster and the terminal stage is reached in 22 weeks and another one (60%) with slower progression and terminal stage at 26 weeks post-inoculation. The results are important for comparative studies of the immunoneuropathology of chronic neurodegenerative disorders in general and for prion disease itself.
Keywords: Neurodegeneração
Comportamento animal
Imunopatologia
Suiça albina
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FISIOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Neurociências e Biologia Celular (Doutorado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_NeurodegeneracaoCronicaModelo.pdf4,18 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons