Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3591
Compartilhar:
Type: Artigo de Periódico
Issue Date: Jun-2011
Authors: AGUIAR, Leonardo José Gonçalves
COSTA, José Maria Nogueira da
FISCH, Graciela Redies
AGUIAR, Renata Gonçalves
COSTA, Antonio Carlos Lôla da
FERREIRA, Williams Pinto Marques
Title: Estimativa da radiação de onda longa atmosférica em áreas de floresta e de pastagem no sudoeste da Amazônia
Other Titles: Estimate of the atmospheric long wave radiation in forest and pasture area in south west Amazon
Citation: AGUIAR, Leonardo José Gonçalves, et al. Estimativa da radiação de onda longa atmosférica em áreas de floresta e de pastagem no sudoeste da Amazônia. Revista Brasileira de Meteorologia. São Paulo, v. 26, n. 2, p. 215 – 224, jun. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbmet/v26n2/06.pdf>. Acesso em: 21 mar. 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-77862011000200006>.
Resumo: A radiação de onda longa proveniente da atmosfera (Lin) é a componente do balanço de radiação mais difícil de ser medida. Na Amazônia praticamente não existem medidas regulares dessa componente, mesmo sendo uma importante variável no cálculo do balanço de radiação à superfície e muito usada para alimentar modelos climáticos. Tendo em vista a necessidade desses dados, o objetivo do presente trabalho é avaliar o desempenho de sete equações na estimativa da Lin para dias de céu claro em áreas de floresta (Reserva Biológica do Jaru, 10º4'48''S; 61º55'48''W) e de pastagem (Fazenda Nossa Senhora, 10º45'S; 62º21'W) no sudoeste da Amazônia. Medidas de radiação de onda longa atmosférica realizadas no período de junho de 2005 a maio de 2006 foram comparadas com as estimativas. As equações testadas tiveram desempenho satisfatório apenas durante a estação seca. As condições de alta nebulosidade, dominantes na estação chuvosa, restringiram a quantidade de dados utilizados na avaliação das equações. As equações que utilizam informações de temperatura do ar e pressão de vapor d'água para a estimativa da Lin tiveram melhor desempenho em relação às que utilizam apenas a temperatura do ar. As equações de Brutsaert (1975), Idso (1981) e Prata (1996) foram as que apresentaram melhor desempenho, apresentando os maiores índices de concordância, e sendo, portanto, as equações mais indicadas para a estimativa da radiação de onda longa atmosférica no sudoeste da Amazônia.
Abstract: Atmospheric long wave radiation (Lin) is the most difficult component of the radiation budget to be measured. In Amazonia there are very few regular measurements of this component, even though it is an important variable in the calculation of the surface radiation balance and frequently used in climate models. Given the need for such data, the objective of this study is to evaluate the performance of seven equations used for the estimation of Lin for clear-sky days in forest (Reserva Biológica do Jaru, 10º4'48''S; 61º55'48''W) and pasture (Fazenda Nossa Senhora, 10º45'S, 62º21'W) areas in South West Amazonia. Measurements of atmospheric long wave radiation in the period from June 2005 to May 2006 were compared with estimates. The tested equations performed satisfactorily only during the dry season. High cloud conditions that dominate during the wet season significantly limited the amount of data available to evaluate the equations. Equations that use information about air temperature and vapor pressure for the Lin estimate performed better than those that use only air temperature. The equations of Brutsaert (1975), Idso (1981) and Prata (1996) performed best, had the highest rates of agreement and are therefore the most appropriate equations for estimating atmospheric long wave radiation in South West Amazonia.
Keywords: Radiação
Ondas longas
ISSN: 0102-7786
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAMET/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_EstimativaRadiacaoOnda.pdf496,28 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons