Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3633
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Aug-2003
metadata.dc.creator: ISHAK, Ricardo
VALLINOTO, Antonio Carlos Rosário
AZEVEDO, Vânia Nakauth
ISHAK, Marluísa de Oliveira Guimarães
Title: Epidemiological aspects of retrovirus (HTLV) infection among Indian populations in the Amazon Region of Brazil
Other Titles: Aspectos epidemiológicos da infecção pelo retrovírus HTLV entre populações indígenas da Amazônia brasileira
Citation: ISHAK, Ricardo, et al. Epidemiological aspects of retrovirus (HTLV) infection among Indian populations in the Amazon Region of Brazil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 19, n. 4, p. 901-914, jul./ago. 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csp/v19n4/16840.pdf>. Acesso em: 02 dez. 2010. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2003000400013>.
metadata.dc.description.resumo: O HTLV foi descrito inicialmente associado a uma leucemia no Japão e a uma doença neurológica presente no Caribe. Logo foi evidenciado que o HTLV-II era endêmico entre Ameríndios e, particularmente, entre Índios brasileiros. A Amazônia brasileira é a maior área endêmica para o vírus e dessa forma, permitiu que fossem realizados vários estudos relacionados com a sua biologia, a busca de doença, informações epidemiológicas que incluíram uma bem definida distribuição geográfica, a definição dos modos de transmissão e manutenção do vírus em comunidades pequenas, epidemiologicamente fechadas, assim como contribuições para o diagnóstico laboratorial da infecção. Um novo subtipo molecular, denominado HTLV-IIc, foi adicionalmente descrito baseando-se no sequenciamento genético do vírus e na análise filogenética. Esse subtipo está presente em outras áreas do país, indicando que o HTLV também funciona como um marcador precioso das migrações humanas nas Américas no passado e um provável marcador dos costumes das populações atuais. O outro retrovírus humano, o HIV, ainda não é prevalente nas comunidades indígenas, apesar de que elas podem ser facilmente alcançadas em virtude das inúmeras facilidades de transmissão para o vírus.
Abstract: HTLV was initially described in association with a form of leukemia in Japan and a neurological disease in the Caribbean. It was soon shown that HTLV-II was endemic among Amerindians and particularly among Brazilian Indians. The Amazon Region of Brazil is presently the largest endemic area for this virus and has allowed several studies concerning virus biology, the search for overt disease, epidemiological data including detailed demographic data on infected individuals, clear-cut geographic distribution, definition of modes of transmission and maintenance within small, epidemiologically-closed groups, and advances in laboratory diagnosis of the infection. A new molecular subtype named HTLV-IIc was further described on the basis of genome sequencing and phylogenetic analysis. This subtype is present in other areas of Brazil, indicating that the virus is additionally both a valuable marker for tracing past human migration routes in the Americas and a probable marker for social habits of the present human population. HIV, the other human retrovirus, is still not prevalent among indigenous communities in the Brazilian Amazon, but these groups are also easy targets for the virus.
Keywords: Vírus linfotrópico de células T humanas tipo 1
Retroviridae
Vírus 2 linfotrópico T humano
HIV (Vírus)
Índio
Amazônia brasileira
ISSN: 0102-311X
1678-4464
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_EpidemiologicalAspectsRetrovirus.pdf131,48 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons