Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3647
Tipo: Dissertação
Fecha de publicación : 2003
Autor(es): RASSY, Maria Elizabete de Castro
Primer Orientador: CORVELO, Tereza Cristina de Oliveira
Título : Soroepidemiologia da sífilis em gestantes e seus recém-nascidos
Citación : RASSY, Maria Elizabete de Castro. Soroepidemiologia da sífilis em gestantes e seus recém-nascidos. 2003. 79 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2003. Curso de Mestrado em Doenças Tropicais.
Resumen: A sífilis é uma doença infecto-contagiosa sistêmica causada pelo Treponema pallidum, parasita exclusivo do homem, cuja transmissão se faz essencialmente pelo contato sexual. A incidência desífilis congênita tem atingido proporções de verdadeira epidemia, apesar do conhecimento de medidas que poderiam controlar esta doença. A investigação caracterizou gestantes com sífilis internadas na FSCMPA no período de janeiro de 2001 até junho de 2003, quanto às características sócio-demográficas, comportamento para promoção da saúde sexual e reprodutiva, dados sorológicos e clínicos relacionados à sífilis no binômio mãe/recém-nascido. O estudo é de natureza analítico-descritivo, de corte transversal, com 245 gestantes, a partir da revisão de prontuários destes pacientes, com sorologia positiva para sífilis e do recém-nascido, testados pelo método de VDRL. A incidência de sífilis em gestantes foi de 1,73% do total de pacientes internadas nos últimos 2 anos e meio. O perfil epidemiológico demonstrou que os principais fatores de risco para aquisição da sífilis na gestação foram: ausência de acompanhamento pré-natal e de tratamento, inclusive do parceiro sexual. De acordo com a soropositividade materna no pós-natal, verificou-se que a possibilidade de um recém-nascido ter sífilis, se VDRL positivo, foi de 98,68%. A icterícia e o baixo peso foram os sinais clinícos de maior ocorrência, a prematuridade também foi sinal clínico observado. Estas análises revelam a necessidade de campanhas educativas mais abrangentes, sobre os fatores de risco para aquisição desta enfermidade e um melhor atendimento às gestantes no pré-natal, com acompanhamento e diagnóstico controle das gestantes.
Resumen : Syphilis is a systemic infectious-contagious disease caused by Treponema pallidium, a parasite that is exclusive to humans and whose transmission is essentially carried out through sexual contact. The incidence of congenital syphilis has reached truly epidemic proportions, although measures that could control this disease are known. The investigation described pregnant women with syphilis hospitalised at the FSCMPA during the period of January 2001 to June 2003, as to socio-demographic characteristics, behaviour for promoting sexual and reproductive health and serological and clinical data related to syphilis in the mother-newborn relationship. The study is of a crosscutting, analytical and descriptive nature, with 245 pregnant women. Medical records of these patients were reviewed, with positive serology for syphilis and the newbom, tested by the VDRL method. The incidence of syphilis in pregnant women was 1.73% of the total of patients hospitalised in the last two and a half years. The epidemiological profile demonstrated that the main risk factors for acquiring syphilis during pregnancy were: absence of prenatal accompaniment and treatment, including for the sexual partner. According to postpartum maternal seropositivity, it was found that the possibility of a newborn having syphilis, if VDRL positive, was 98.68%. Jaundice and low weight were the most common clinical signs of syphilis, and prematurity was also a clinical sign observed. These analyses reveal the need for educational campaigns of a broader scope related to risk factors for acquiring this infirmity and better care for pregnant women during the prenatal period, with accompaniment and diagnostic control for the pregnant women.
Palabras clave : Sífilis
Gestantes
Recém-nascido
Belém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::GINECOLOGIA E OBSTETRICIA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Medicina Tropical
Programa: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Aparece en las colecciones: Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Dissertacao_SoroepidemiologiaSifilisGestantes.pdf40,78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons