Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3692
Tipo: Dissertação
Fecha de publicación : 2005
Autor(es): MARSOLA, Lourival Rodrigues
Primer Orientador: SOUSA, Rita Catarina Medeiros
Título : Fatores de risco para pneumonia associada a ventilação mecânica: estudo de caso controle
Citación : MARSOLA, Lourival Rodrigues. Fatores de risco para pneumonia associada a ventilação mecânica: estudo de caso controle. 2005. 105 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2005. Curso de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
Resumen: A pneumonia associada a ventilação mecânica é a infecção hospitalar mais comum em pacientes de unidade de terapia intensiva. Estratégias de prevenção podem ser mais bem elaboradas com o conhecimento dos fatores de risco para esta infecção. Com o objetivo principal de identificar fatores associados com maior risco de desenvolvimento de pneumonia em pacientes que recebem ventilação mecânica, foi realizado estudo retrospectivo, caso controle, não pareado, em uma unidade de terapia intensiva, clínico-cirúrgica, de um hospital universitário na cidade de Belém do Pará, Brasil. O período de estudo foi de 19 meses (janeiro de 2003 a julho de 2004). Os critérios de definição foram adaptados a partir dos critérios dos Centers for Diseases Control and Prevention. Foram avaliadas características demográficas, procedimentos invasivos, morbidades associadas e variáveis dependentes de tempo (ventilação mecânica, nutrição, exposição a drogas), entre outros fatores, em 27 casos e 27 controles. A pneumonia associada à ventilação mecânica teve uma taxa bruta e incidência por 1000 ventiladores/dia de 10,6% e 12,3 episódios, respectivamente. O tempo médio de permanência na unidade de terapia intensiva dos pacientes foi de 34,2 ± 27,7 dias, enquanto dos controles foi de 15,4 ± 13,6 dias (p=0,003). O tempo médio para início da pneumonia foi de 14,29 ± 9,16 dias. A taxa global de mortalidade foi similar nos dois grupos (OR=1,60; p=0,576). A análise univariada demonstrou que medicamentos administrados em aerossóis (OR=4,75; p=0,01) e uso de curares (OR=8,61; p=0,003) estiveram associados a um maior risco de desenvolvimento da infecção. Conclui-se que a pneumonia associada a ventilação mecânica esteve associada ao uso de curares e aerossóis, sendo que medidas preventivas poderiam ser direcionadas a estes fatores por serem eles, potencialmente modificáveis.
Resumen : Ventilator-associated pneumonia (VAP) is the most common nosocomial infection in intensive care unit (ICU) patients. Understanding the risk factors for VAP can help to assess prognosis and devise and test preventive strategies. To identify the factors associated with development of VAP and its incidence, a restrospective non-matched case-control study was conducted in a 10-bed surgical-medical intensive care unit at a university hospital in Belém city, Brazil, from January 2003 to July 2004. The primary outcome measured was risk factors associated with VAP, which was defined according to The Centers for Diseases Control and Prevention. Demographic and time-dependent variables reflecting ventilation, nutrition, drug exposure, associated morbidities and invasive devices were analyzed. Twenty seven VAP patients and 27 controls were studied. Crude rate of pneumonia and incidence of VAP were, respectively, 10.6% and 12.3 episodes/1000 VM-days. The mean time for the onset of VAP was 14.29 ± 9.16 days. Mean ICU length of stay in patients with and without VAP were 34.2 ± 27.7 and 15.4 ± 13.6 days, respectively (p=0.003). Crude mortality was similar in both groups, 66.7% for cases and 55.6% for controls (OR=1.60; 95% confidence interval [CI] 0.53- 4.82; p=0.576). Univariate analysis demonstrated aerosol therapy (OR=4.75; p=0.01) and neuromuscular blockade (OR=8.61; p=0.003) associated with higher risk of VAP. In summary, neuromuscular blockade and aerosol therapy were associated with an increased risk for the development of ventilator-associated pneumonia and both are potentially modifiable risk factors.
Palabras clave : Amazônia brasileira
Pneumonia
Respiração artificial
Fatores de risco
Unidades de terapia intensiva
Infecção hospitalar
Belém - PA
Pará - Estado
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE DOENCAS CONTAGIOSAS
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Medicina Tropical
Programa: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Aparece en las colecciones: Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Dissertacao_FatoresRiscoPneumonia.pdf526,53 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons