Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3727
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2007
metadata.dc.creator: ALMEIDA, Sintia Silva de
metadata.dc.contributor.advisor1: CORVELO, Tereza Cristina de Oliveira
Title: Marcadores imunológicos na exposição mercurial na Região Amazônica
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: ALMEIDA, Sintia Silva de. Marcadores imunológicos na exposição mercurial na Região Amazônica. 2007. 80 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2007. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: Disfunções imunes podem surgir pela combinação entre susceptibilidade genética e fatores ambientais. Existem evidências, em humanos expostos ao mercúrio (Hg), de alterações da resposta imunológica por auto-anticorpos induzidos por Hg. Este trabalho investigou a ocorrência de auto-imunidade induzida por Hgtotal entre indivíduos ribeirinhos da região do Tapajós (Brasília Legal, São Luiz do Tapajós e Barreiras), expostos ao Hgtotal, e da comunidade ribeirinha da região do Tocantins (Panacauera) não exposta ao Hgtotal. No período de junho de 2004 a dezembro de 2006 foram coletadas 236 pares de amostras de cabelo e sangue, nas quais a concentração de Hgtotal no cabelo foi determinada por espectrofotometria de absorção atômica, e no soro, os auto-anticorpos foram analisados por microscopia de imunofluorescência (IF) usando substrato de células epiteliais humanas (Hep-2). Os mais altos níveis de Hgtotal no cabelo foram os de São Luiz do Tapajós (11,24 ± 2,23 μg/g), seguido por Brasília Legal (10,00 ± 0,99) e Barreiras (8,64 ± 1,13), e os mais baixos foram os de Panacauera (2,98 ± 0,20). Em relação à variável sexo, foi observada associação somente em Brasília Legal, com níveis de Hgtotal mais altos no cabelo dos homens. Cerca de 79,65% ribeirinhos do Tapajós e 31,25% da região do Tocantins apresentaram no soro autoanticorpos induzidos por Hg. Os padrões de auto-anticorpos identificados por IF foram: misto (50,96%), nuclear (31,21%), nucleolar (14,65%) e aparelho mitótico/citoplasmático (3,18%), observando-se maior prevalência dos padrões misto e nuclear nas comunidades expostas (p<0,01). Os auto-anticorpos mais freqüentes foram, por ordem de prevalência: NuMa1, PM/Scl, Ssa-Ro, rRNP/Sm, golgi/Ssa/Ro, PCNA, rRNP, Ku, além de outros auto-anticorpos com especificidade ainda não definida. A intensidade de IF (p< 0,0001) foi mais reativa nos ribeirinhos do Tapajós. Análise por regressão logística múltipla indicou que o risco de apresentar auto-anticorpos foi aproximadamente duas vezes maior nos expostos ao mercúrio com faixa etária acima de 50 anos (p>0,01). Finalmente, estudos adicionais são indispensáveis para confirmar a especificidade destes auto-anticorpos induzidos pela exposição mercurial, bem como elucidar os mecanismos imunotoxicológicos da ação do mercúrio sobre o sistema imune humano.
Abstract: Immune dysfunctions can appear by combination between genetic susceptibility and environmental factors. There are evidences, in humans exposed to total mercury (Hgt), of alterations in immune response, by Hgt induced autoantibodies. This work investigated the occurrence of Hgt-induced autoimmunity (HgtIA) among human being exposed to Hgt in the Tapajós region (Barreiras, Brasília Legal, São Luís do Tapajós), as well as in the riverines from Tocantins region (Panacauera) without exposition to Hgt. The of hair and blood samples were collected from 236 individuals during June of 2004 to December of 2006, in which the total mercury in hair was determined by atomic absorption spectrophotometer, and in the serum, autoantibodies were analyzed by indirect immunofluorescence microscopy, using human epithelial cells (HEp-2) as substrate. The highest Hgtotal levels was found in São Luís do Tapajós (11.24 ± 2.23 μg/g), following for Brasília Legal (10.00 ± 0.99) and Barreiras (8.64 ± 1.13), and the lowest were found in Panacauera (2.98 ± 0.20). When considering the variable sex, association with the levels of Hgtotal in hair was observed only in Brasília Legal. Regarding mercury exposure, the autoantibodies in serum was more frequent in riverine of the Tapajós (79.65%) than in the control group (31.25%). Most of the autoantibodies patterns identified by immunofluorescence were: mixed (50.96%), nuclear (31.21%), nucleolar (14.65%) and mitotic apparatus/cytoplasmatic (3.18%). The mixed and nuclear autoantibodies patterns were observed in exposed communities (p<0.01). In addition, various widely recognized autoimmune disease specific autoantibodies were also found, which occurred more frequently as following: NuMa1, PM/Scl, Ssa-Ro, rRNP/Sm, golgi/Ssa/Ro, PCNA, rRNP, Ku, besides other autoantibodies without defined specificity. The intensity of immunofluorescence was more reactive in riverine of the Tapajós (p<0.0001). Analysis by regression logistics multiple indicated that the risk of autoantibodies present in serum was twice higher in riverines exposed to mercury (>10μg/g) with age group above 50 years (p>0.01). Finally, additional studies are indispensable to confirm the specificity of these autoantibodies associated with the mercurial exposure, as well as to elucidate the mechanisms immunotoxicologicals of action of the mercury on the human immune system.
Keywords: Poluição
Marcadores biológicos
Mercúrio
Metais pesados
Rio Tocantins (Baixo)
Rio Tapajós - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_MarcadoresImunosorologicosExposicao.pdf697,28 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons