Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3765
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 30-Dec-2009
metadata.dc.creator: CALIXTO, Sheyla Cristina de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: XAVIER, Marília Brasil
Title: Alterações clínicas e metabólicas em portadores de hanseníase multibacilares
Citation: CALIXTO, Sheyla Cristina de Souza. Alterações clínicas e metabólicas em portadores de hanseníase multibacilares. 2009. 88 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: A hanseníase é doença infecto-contagiosa crônica causada pelo Mycobacterium leprae. Caracteriza-se por acometimento dermatoneurológico, variando em espectro entre dois polos estáveis (tuberculoide e virchoviano), com formas intermediárias instáveis. Uma classificação operacional, para fins de tratamento, reúne os doentes em dois grupos: paucibacilares (PB) que correspondem a formas clínicas que possuem 1-5 lesões e baciloscopia negativa; multibacilares (MB) que correspondem a formas clínicas com mais de 5 lesões e com ou sem baciloscopia positiva. Apesar de curável, a hanseníase ainda representa relevante problema de saúde pública. Sua maior morbidade associa-se aos estados reacionais e ao acometimento neural que podem causar incapacidades físicas e deformidades permanentes, comprometendo significativamente a qualidade de vida dos pacientes. Consequências clínicas, no que diz respeito as alterações oftalmológicas, endócrinas e cardiovasculares podem advir da etiopatogenia do processo infeccioso e imunopatológico, assim como dos efeitos adversos medicamentosos, desse modo tais eventos necessitam de esclarecimento afim de que o planejamento em saúde possa minimizar tais agravos. Um pronto diagnóstico, possibilita um tratamento precoce e eficaz, evitando com isso alterações clínicas importantes e sequelas. Foi realizado um estudo descritivo do tipo série de casos com 68 pacientes com alta terapêutica da hanseníase maior ou igual a 2 anos e com tratamento dos estados reacionais, tendo como objetivo descrever os aspectos clínicos, epidemiológicos e laboratoriais em pacientes multibacilares após alta com enfoque no diagnóstico de hipertensão, diabetes, osteoporose e discutir possíveis relações com tratamento dos episódios reacionais hansênicos. Observamos que a maioria dos pacientes eram do sexo masculino, com faixa etária acima de 45 anos, procedente de Belém, baixa escolaridade e de baixa renda familiar, o tipo de hanseníase predominante foi a forma virchowiana, a reação reversa foi o estado reacional mais prevalente, o corticoide foi o medicamento mais utilizado para o tratamento nos estados reacionais, os pacientes que não usaram corticoide apresentaram maior percentagem de densitometria normal, as comorbidades diabetes, hipertensão e osteoporose foram mais frequente em pacientes que usaram corticoide e com idade acima de 45 anos. O grau 2 foi o grau de incapacidade mais prevalente.
Abstract: Leprosy is an infectious disease caused by Mycobacterium leprae. It is characterized by dermato-neurological damage, ranging in spectrum between two stable poles (tuberculoid and lepromatous), with unstable intermediate forms. An operational classification with treatment purposes, join patients in two groups: the paucibacillary (PB), which represents clinical forms that have 1-5 injuries and smear-negative; the multibacillary (MB) corresponding to clinical forms of 5 or more lesions and with or without positive smear. Although to be treatable, leprosy still represents an important public health problem. Its major morbidity is associated with the reaction state and neural damage that can cause physical disabilities and permanent deformity, compromising significantly the patients quality of life. Clinical consequences with regard to ophthalmology, endocrine and cardiovascular diseases may come from the pathogenesis of both infection and immunopathological process, as by the adverse drug reactions, so such events must to be clarified in order that the health planning can minimize such injuries. An early diagnosis enables an early and effective treatment intending to avoid important clinical changes and sequelae. It was conducted a descriptive study of the kind of serial cases of 68 patients with high treatment of leprosy longer than or equal to 2 years and treatment of reactional states, aiming to describe the clinical, epidemiological and laboratory aspects in multibacillary patients after discharge with a focus on hypertension, diabetes, osteoporosis diagnosis and discuss about the possible relationships with the treatment of reactional leprosy episodes. We observed that most patients were male, aged over 45, comes from Belém, low education and low family income, the prevalent type of leprosy was the virchowian, the reverse reaction was the most prevalent state reaction , corticosteroids have been the most used drug for treatment in reactional states, patients who did not use corticosteroids had a greater percentage of normal densitometry, the co-morbidities: diabetes, hypertension and osteoporosis were more frequent in patients who used corticosteroids and age over 45 years . The level 2 was the most prevalent degree of disability.
Keywords: Hanseníase multibacilar
Mycobacterium leprae
Doenças transmissíveis
Terapêutica
Belém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AlteracoesClinicasMetabolicas.pdf827,11 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons