Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3790
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Mar-2012
metadata.dc.creator: PARENTE, Andressa Tavares
SOUZA, Everaldo Barreiros de
RIBEIRO, João Batista Miranda
metadata.dc.description.affiliation: UFPA - Universidade Federal do Pará
Title: A ocorrência de malária em quatro municípios do estado do Pará, de 1988 a 2005, e sua relação com o desmatamento
Other Titles: Occurrence of malaria in four cities in the state of Pará during 1988 to 2005 and its relationships with deforestation
Citation: PARENTE, Andressa Tavares; SOUZA, Everaldo Barreiros de; RIBEIRO, João Batista Miranda. A ocorrência de malária em quatro municípios do estado do Pará, de 1988 a 2005, e sua relação com o desmatamento. Acta Amazonica, Manaus, v. 42, n. 1, p. 41-48, mar. 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672012000100005. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3790. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste trabalho foi estudar a ocorrência de malária em quatro diferentes regiões representativas do estado do Pará, buscando suas possíveis relações com as taxas de desmatamento. Foi realizado um estudo retrospectivo, com dados secundários, no período de 1988 a 2005, através de casos de malária registrados em quatro municípios do Estado (Anajás, Itaituba, Santana do Araguaia e Viseu), como também das taxas de desmatamento fornecidas pelo PRODES-INPE. Aplicou-se a técnica dos Quantis para se estabelecer cinco categorias ou classes de incidência da malária para cada município, sendo gerado posteriormente um IPA representativo para o Estado. De 1988 até 1994, as curvas de incidência de malária acompanham os números de desmatamento. A partir de 1995, evidenciaram-se anos consecutivos com altos índices de ocorrência da doença logo após os períodos de altas taxas de desmatamento, como registrado nos anos de 1995, 2000 e 2004. Percebeu-se que após a época de intenso desmatamento, os casos de malária variaram entre alto e muito alto no seu padrão de incidência, apontando que o desmatamento pode ser um fator de incremento na frequência e aumento no número de pessoas infectadas no estado do Pará.
Abstract: The purpose of this paper is to study occurrence of malaria in four different regions of the state of Pará and its possible relationships with deforestation rates. A retrospective study using secondary data from 1988 to 2005, using malaria incidence records reported in four cities in the state (Anajás, Itaituba, Santana do Araguaia and Viseu), as well as deforestation rates provided by the PRODES-INPE. The quantiles method was applied to establish five categories or classes of malaria incidence for each city, and a state IPA was generated with the contributions of these cities. From 1988 to 1994, the curves of incidence of malaria follow deforestation rates. From 1995, there are consecutive years of high incidence levels after years of high deforestation rates, as registered in 1995, 2000 and 2004. It was noticed that after periods of intense deforestation the occurrence of malaria presented an incidence pattern between high and very high, suggesting that deforestation may be a factor in maintaining and increasing the number of cases in the state of Pará.
Keywords: Incidência de malária
Desflorestamento
Técnica dos quantis
Malaria incidence
Deforestation
Quantiles
Series/Report no.: Acta Amazonica
ISSN: 1809-4392
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
metadata.dc.publisher.initials: INPA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: http://ref.scielo.org/44kfz9
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672012000100005
Appears in Collections:Artigos Científicos - IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_OcorrenciaMalariaQuatro.pdf1,15 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons