Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3923
Compartilhar:
Type: Artigo de Periódico
Issue Date: Mar-2005
Authors: CALLAPINO, German Garabito
OLIVA, Pedro Andrés Chira
TYGEL, Martin
SANTOS, Lúcio Tunes
Title: A quick review of 2D topographic traveltimes
Citation: GARABITO, German, et al. A quick review of 2D topographic traveltimes. Revista Brasileira de Geofísica, São Paulo, v. 23, n. 1, p. 05-13, jan./mar. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbg/v23n1/a01v23n1.pdf>. Acesso em: 23 maio 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-261X2005000100001>.
Resumo: O método de empilhamento Superfície de Reflexão Comum (SRC) foi originalmente introduzido como um método data-driven para simular seções afastamento-nulo a partir de dados sísmicos de reflexão pré-empilhados 2-D adquiridos ao longo de uma linha de aquisição reta. Este método está baseado em uma aproximação de tempos de trânsito hiperbólica de segunda ordem parametrizada com três atributos cinemáticos do campo de onda. Em dados terrestres, os efeitos topográficos desempenham um papel importante no processamento e imageamento de dados sísmicos. Assim, esta característica tem sido considerada recentemente pelo método SRC. Neste trabalho apresentamos uma revisão das aproximações de tempos de trânsito SRC que consideram topografia suave e rugosa. Adicionalmente, nós revemos também a aproximação de tempos de trânsito Multifoco para o caso da topografia rugosa. Por meio de um exemplo sintético simples, nós fornecemos finalmente as primeiras comparações entre as diferentes expressões de tempos de trânsito.
Abstract: The Common-Reflection-Surface (CRS) stacking method was originally introduced as a data-driven method to simulate zero-offset sections from 2-D reflection pre-stack data acquired along a straight line. This approach is based on a second-order hiperbolic traveltime approximation parameterized with three kinematic wavefield attributes. In land data, topographic effects play an important role in seismic data processing and imaging. Thus, this feature has been recently considered by the CRS method. In this work we review the CRS traveltime approximations that consider the smooth and rugged topography. In addition, we also review the Multifocusing traveltime for a rugged topography. By means of a simple synthetic example, we finally provide first comparisons between the various traveltime expressions.
Keywords: Tempos de trânsito SRC
Tempos de trânsito multifocos
Topografia
ISSN: 1809-4511
0102-261X
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAGEOF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_QuickReview2D.pdf143.05 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons