Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4035
metadata.dc.type: masterThesis
Título: Ocupação indígena na foz do rio Tapajós (3260-960 AP): estudo do sítio Porto de Santarém, baixo Amazonas
metadata.dc.creator: ALVES, Daiana Travassos
Resumo: Na arqueologia Amazônica, o período Formativo (4.000-2.000 AP) é definido pela existência de assentamentos sedentários de povos cuja subsistência baseava-se na agricultura, complementada pela caça, pesca e coleta. Esse período é importante, entre outras razões, porque precede o desenvolvimento de sociedades regionais a partir do início da Era Cristã. Entretanto, é pouco conhecido, seja pela pouca quantidade de sítios identificados, seja pela falta de pesquisas. Esta dissertação apresenta os resultados da investigação de contextos Formativos no sítio Porto de Santarém, no baixo Amazonas, uma região onde a longa sequência de ocupação se inicia no período Paleoíndio. A investigação visou observar essa ocupação no sítio Porto e questionando seu papel na dinâmica de ocupação regional de longo termo. As escavações revelaram evidências de ocupação humana no período pré-histórico tardio (cal. AD 1020 a 1160) conhecido como fase Santarém da Tradição Inciso-Ponteada, possibilitaram o estudo de uma ocupação anterior, localizada na base da camada cultural, que corresponderia cronologicamente ao período Formativo (cal. 3160 a 3090 AP).
ABSTRACT: In Amazonian archeology, the Formative period (4000-2000 BP) is defined by sedentary settlements of people whose subsistence rely on agriculture, complemented by game, fish, and gathering. when agriculture became the generalized form of food production and societies became more sedentary. This period is important, among other things, because it precedes the development of regional societies around the beginning of the Christian Era. However, it is little known, either because of the small amount of recorded sites or by the lack of research. This dissertation presents the results on an investigation of the Formative contexts at the site Port of Santarem, in the lower Amazon, a region where the long sequence of occupation dates back to the Paleoindian Period. The investigation was design to observe such occupation at the Port site, seeking to understand its role in the dynamics of regional long-term occupation. The excavations reveled evidence of human occupation in the late pre-Columbian period (cal. AD 1020 to 1160) known as the Santarém phase of the Incised and Punctate Tradition, as well as an early occupation, at the base of the cultural layer, which corresponds to the Formative period (cal. 3160 a 3090 AP).
Palavras-chave: Arqueologia
Sítio arqueológico
Índio
Rio Tapajós (Baixo)
Pará - Estado
Amazônia Brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA::ETNOLOGIA INDIGENA::ARQUEOLOGIA::ARQUEOLOGIA PRE-HISTORICA::ARQUEOLOGIA HISTORICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Antropologia
Citação: ALVES, Daiana Travassos. Ocupação indígena na foz do rio Tapajós (3260-960 AP): estudo do sítio Porto de Santarém, baixo Amazonas. 2012. 228 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em Antropologia.
metadata.dc.rights: Open Access
URI: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4035
Data do documento: 2012
Aparece nas coleções:Dissertações em Antropologia (Mestrado) - PPGA/IFCH

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_OcupacaoIndigenaFoz.pdf7,72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons