Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/4137
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 28-Nov-1997
metadata.dc.creator: SOUZA, Suely Basilio de
metadata.dc.contributor.advisor1: SILVA, José Maria Cardoso da
Title: Dimorfismo sexual quanto ao tamanho em três espécies de sabiás amazônicos (Aves: Passeriformes: Turdidae)
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SOUZA, Suely Basilio de. Dimorfismo sexual quanto ao tamanho em três espécies de sabiás amazônicos (Aves: Passeriformes: Turdidae). 1997. 54 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, 1997. Curso de Mestrado em Zoologia.
metadata.dc.description.resumo: Três espécies de sabiás se substituem ecologicamente nas florestas primárias e secundárias na Amazônia Oriental: Turdus albicollis, T. fumigatus e T. leucomelas . Estas três espécies são monocromáticas, isto é, machos e fêmeas possuem plumagem semelhante. O que não se conhecia é se estas espécies são também monomórficas, isto é, se machos e fêmeas possuem tamanho igual. Estudos nas florestas mexicanas indicam que algumas aves monocromáticas Neotropicais são de fato cripticamente dimórficas, ou seja, machos e fêmeas diferem estatisticamente em tamanho quando técnicas estatísticas apropriadas são usadas. Este trabalho teve três objetivos principais: (a) avaliar o padrão de dimorfismo sexual quanto ao tamanho em T. albicollis phaeopygus, T. fumigatus fumigatus e T. leucomelas albiventer; (b) contribuir para o estudo do dimorfismo sexual quanto ao tamanho em aves monocromáticas Neotropicais e (c) fornecer subsídios para o estudo ecológico-evolutivo do gênero Turdus , em particular, e da família Turdidae, em geral. A hipótese de trabalho era que as três espécies de Turdus analisadas seriam cripticamente dimórficas, tais como os outros passeriformes florestais estudados nas florestas mexicanas. Concluiu-se que das três espécies estudadas, duas são monomórficas ( T. f. fumigatus e T. a. phaeopygus ) e uma é cripticamente dimórfica ( T. l. albiventer ). Na única espécie cripticamente dimórfica, machos diferem significativamente das fêmeas quanto ao comprimento da asa, cauda, tarso e unha do quarto dedo. Mesmo assim, a função linear discriminante gerada, não permite uma sexagem segura dos espécimes. A razão de as três espécies de Turdus mostrarem-se monomórficas ou cripticamente dimórficas talvez esteja associada ao seu comportamento pré-reprodutivo. Durante o período de acasalamento, a vocalização seria um instrumento mais importante de atração de fêmeas e determinação do território do que a plumagem ou o tamanho. Assim, existiria forte pressão seletiva sobre a vocalização dos machos é fraca ou inexistente pressão seletiva sobre o tamanho do corpo. Sugere-se a realização de mais estudos de dimorfismo sexual em outras espécies de Turdus e de análise filogenética deste gênero, para se esclarecer a evolução dos padrões de dimorfismo sexual em sabiás.
Abstract: Three species of Brazilian thrushes replace one another ecologlcally along the primary and secondary forests of the Eastern Amazonian Region, Turdus T fumigatus and T. leucomelas. These three species are monochromatic, i. e., me and female have similar plumages. Whether these species are monomorphic (i.e., if males and females are of similar size) or not has not been previously investigated. Studies in Mexican forests indicated that some monochromatic birds from the Neotropical Region are in fact cryptically dimorphic, i. e., males and females differ statistically in size when suitable statistic techniques are appiled. This work has three main objectives: (a) to evaluate the pattern of sexual dimorphism in size in T. albicollis phaeopygus, T. fumigatus fumigatus and T. ieucomelas albiventer, (b) to contribute to the study of the sexual dimorphism in size of Neotropical monochromatic birds, and (c) to provide subsidies for evolutionary and ecological studies on the genus Turdus, and also on the family Turdidae as a whole. The working hypothesis here was the three species of Turdus studied would be cryptically dimorphic in a pattern similar to the passeriform forest birds previously studied in the Mexican forests. Of the three species studied, two were found to be monomorphic (T. f fumigatus and T. a. phaeopygus) and one cryptically dimorphic (T. 1. albiventer). In the only cryptically dimorphic species, males differ significantly from females in the length of the wing, tad, tarsus and fourth toe claw. However, a reliable sexual identification cannot be performed from the discriminant linear function obtained. The reason the three species of Turdus are monomorphic or cryptically dimorphic may be associated with their pre-reproductive behavior. During the mating season. vocalization seems to be more important to attract females and for territorial defense than plumage or size. Thus, there is a strong selective pressure for vocalization of males and weak or non-existent pressure for body size. It is suggested that more research for the evaluation of sexual dimorphism in other species of Turdus and. a phylogenetic analysis of this large genus are indispensable in clarifying the evolution of patterns of sexual dimorphism in thrushes.
Keywords: Dimorfismo sexual
Aves
Sabiá
Ecologia animal
Características sexuais
Turdidae
Turdus albicollis
Turdus fumigatus
Turdus leucomelas
Filogenética
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Museu Paraense Emílio Goeldi
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
MPEG
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Zoologia (Mestrado) - PPGZOOL/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_DimorfismoSexualTamanho.pdf140,23 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons