Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4155
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 2001
Authors: KALIF, Kemel Amim Bittencourt
First Advisor: MOUTINHO, Paulo Roberto de Souza
Title: Impactos da exploração madeireira sobre a fauna de formigas e conseqüências para a remoção de sementes florestais na Amazônia Oriental
Citation: KALIF, Kemel Amim Bittencourt. Impactos da exploração madeireira sobre a fauna de formigas e conseqüências para a remoção de sementes florestais na Amazônia Oriental. 2001. 62 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, 2001. Programa de Pós-Graduação em Zoologia.
Resumo: A exploração madeireira na Amazônia atinge anualmente cerca de 1,5 milhões de hectares de floresta. Esta atividade promove mudanças estruturais e microclimáticas na floresta, que potencialmente afetam a diversidade e a composição das espécies animais. Como grande parte das sementes florestais são dispersas por animais, a regeneração dos ambientes explorados pode ser comprometida. Por outro lado, é possível que a fauna de florestas exploradas através de técnicas de extração madeireira com impactos reduzidos, mantenha sua integridade original, não afetando os mecanismos de dispersão de sementes. Tomando as formigas como um grupo animal ecologicamente representativo e integrado aos processos de regeneração, via dispersão e predação de sementes, foi avaliado neste trabalho se (1) a exploração madeireira afeta a fauna (diversidade e composição de espécies) destes insetos, se (2) planos de exploração de baixo impacto são capazes de preservá-la e se (3) a exploração afeta a eficiência ecológica das formigas na remoção (dispersão ou predação) de sementes. Os efeitos da exploração madeireira sobre a diversidade e a composição de espécies de formigas, bem como sobre a remoção de sementes florestais realizada por estes insetos, foram investigados em três ambientes de floresta, no município de Paragominas, estado do Pará: uma floresta que sofreu exploração madeireira convencional (FC), outra floresta explorada por técnicas de extração de baixo impacto (FB) e uma floresta primária, como controle (FP). A fauna de formigas foi amostrada em quatro ocasiões de coleta durante o ano de 1998. Em cada ocasião, as formigas foram coletadas através do método de Winkler, em quatro transecções por área. O experimento de remoção de sementes foi realizado colocando-se sementes de seis espécies madeireiras, distribuídas em 12 pontos por ambiente. Durante o experimento, foi quantificado diariamente o número de formigas e outros artrópodes visitando as sementes. O número total de sementes removidas por ambiente foi contado ao final do experimento. A diversidade e a abundância de espécies de formigas não foram afetadas pela exploração madeireira. Contudo, a composição de espécies foi alterada em 36% na FB e 37% na FC. O gênero Pheidok teve sua riqueza e abundância reduzidas exclusivamente na FC. A remoção de sementes também foi significativamente menor (ca. 33%) na FC se comparada àquela registrada na FB e FP. As formigas representaram 92% dos artrópodes que visitaram as sementes, nos três ambientes. As sementes maiores foram as mais removidas, independente de sua adaptação ao dispersor e do ambiente estudado. Os resultados obtidos sugerem que a exploração madeireira pode promover modificações na composição de espécies de formigas, sem, contudo, alterar sua diversidade (exceto de Pheidok). O sistema de exploração com baixo impacto é capaz de preservar a diversidade de espécies de Pheidole, garantindo quantitativamente, uma mobilização de sementes semelhante à de uma floresta primária. Por outro lado, a exploração convencional pode diminuir a diversidade deste gênero, resultando em um menor número de sementes removidas. Tal redução, possivelmente compromete a regeneração da floresta após a retirada da madeira.
Abstract: Logging in the Amazon Forest affects approximately 1.5 million hectares of forestlands each year. These activities result in forest structural and microclimatic changes that could potentially affect diversity and animal species composition. Regeneration of these areas could be jeopardized since animals disperse most seeds. On the other hand, it is possible not to affect seed dispersal mechanisms by maintaining forest fauna integrity through the implementation of reduced impact logging techniques. By using ants as an ecologically representative animal group and integrated into the regeneration processes through dispersion and predation, this work evaluated; (1) if logging affects fauna (diversity and species composition), (2) if reduced impact logging techniques are capable of preserving it, and (3) if logging affects ants ecological efficiency in seed removal (dispersion and predation). Logging effects on ants' diversity and species composition, as well as seed removal done by these insects, were studied in three different forest areas in the municipality of Paragominas in the state of Pará. The first area was a forest that went through high impact logging (FC), the second a forest affected by reduced impact logging techniques (FB), and the third one a primary forest used as the control group (FP). Ants’ were sampled four times during 1998 using the Winkler method at four transects per area. The seed removal experiment was conducted by distributing seeds of six wood species through twelve points in each area. During the experiment the daily number of ants and other arthropods that visited the seed points was quantified. The amount of seeds removed was counted at the end of the experiment. Diversity and abundance of ant species were not affected by logging activities. However, species composition changed by 36% in FB and by 37% in FC. The Pheidole genus experienced richness and abundance reduction only in FC. Seed removal was also significantly lower (-33%) in FC compared to the ones registered in FB and FP. Ants represented 92% of all arthropods that visited the seed points in the three forest areas. The bigger seeds were the most removed ones, independently of its seed disperser adaptations and of the studied forest area. The results obtained suggest that forest logging can affect ant species composition, without affecting its diversity (except that of Pheidole). Reduced impact logging techniques have the capacity of preserving Pheidole species diversity, which guarantees seed movements similar to those of a primary forest. Nevertheless, conventional logging can reduce, both the number of species and occurrences of this genus, thus resulting in a reduced number of removed seeds. Such reduction probably jeopardizes forest regeneration after wood extraction.
Keywords: Insetos
Formiga (Animal)
Pheidole
Espécie (Zoologia)
Composição faunística
Diversidade
Madeira
Dispersão de sementes
Fazenda Cauaxi - PA
Paragominas - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::ZOOLOGIA APLICADA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Museu Paraense Emílio Goeldi
Institution Acronym: UFPA
MPEG
Department: Instituto de Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Zoologia (Mestrado) - PPGZOOL/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ImpactosExploracaoMadeireira.pdf5,95 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons