Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/4403
Tipo: Artigo de Periódico
Data do documento: 2003
Autor(es): SANTOS, José Guilherme Wady
FRANCO, Ruth Nara Albuquerque
MIGUEL, Caio Flávio
Título: Seleção de pessoal: considerações preliminares sobre a perspectiva behaviorista radical
Título(s) alternativo(s): Personnel selection: preliminary considerations regarding the radical behaviorist perspective
Citar como: SANTOS, José Guilherme Wady; FRANCO, Ruth Nara Albuquerque; MIGUEL, Caio Flávio. Seleção de pessoal: considerações preliminares sobre a perspectiva behaviorista radical. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 235-243, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/prc/v16n2/a03v16n2.pdf>. Acesso em: 24 out. 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722003000200003>.
Resumo: O objetivo do processo de seleção de pessoal é identificar candidatos que melhor se enquadram no perfil de determinado cargo. A prática comum de classificar candidatos por características pessoais consideradas necessárias para um bom desempenho no cargo, usualmente valoriza causas internas, mais do que ambientais, como determinantes do comportamento. Este artigo discute alguns aspectos que dificultam a implementação de processos de seleção com base em uma abordagem behaviorista radical e critica o uso de testes e categorias no processo de seleção. Sugere uma definição mais clara e objetiva das habilidades e comportamentos relevantes para um cargo, assim como a identificação das condições necessárias para que tais habilidades/comportamentos ocorram. É sugerida a necessidade de um modelo behaviorista para o processo de seleção de pessoal. Tal modelo incluiria técnicas que possibilitam a observação direta do comportamento em situações análogas, análises funcionais e, possivelmente, o treinamento mínimo das habilidades requeridas antes que a seleção final ocorra.
Abstract: The goal of the Personnel Selection process is to identify the applicant that best meets the requirements for a specific job. The common practice of classifying job applicants, by personal characteristics considered necessary for successful performance at a specific job position, typically emphasizes internal, rather than environmental, causes of behavior. The current article discusses some aspects related to the difficulty of implementing selection processes based on a radical behaviorist approach and also criticizes the use of psychological tests and categories in the process of personnel selection. It also suggests the need for of clear and objective definitions of behaviors and skills that are relevant for each job position, as well as the identification of the necessary conditions for the occurrence of these behaviors and skills. The need for a behaviorist model of personnel selection is thus suggested. Such a model would include techniques that allow for the observation of the relevant behaviors in analog situations, functional analyses, and possibly, minimal training of some of the required skills, before the final decision is made.
Palavras-chave: Behaviorismo
Testes psicológicos
Seleção de pessoal
ISSN: 0102-7972
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Artigos Científicos - NTPC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo_SelecaoPessoalConsideracoes.pdf311,02 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons