Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4477
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 26-Jun-2013
metadata.dc.creator: KIMURA, Patrícia Rodrigues de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: NASCIMENTO, Ivany Pinto
Title: Representações sociais de alunas do ensino fundamental sobre bullying
Other Titles: Social representations of middle school students about bullying
Citation: KIMURA, Patrícia Rodrigues de Oliveira. Representações sociais de alunas do ensino fundamental sobre bullying. 2013. 254 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Educação.
metadata.dc.description.resumo: Este estudo consiste na investigação das representações sociais de alunas da 8ª série do ensino fundamental sobre o fenômeno bullying e suas implicações no processo de escolarização. O problema da pesquisa teve como foco as representações sociais das alunas sobre o bullying. Os sujeitos são estudantes do sexo feminino, com idade entre 13 e 18 anos, regularmente matriculadas em três turmas da 8ª série do ensino fundamental de uma escola da rede estadual de ensino. O lócus da pesquisa foi uma instituição de ensino fundamental e médio da rede pública estadual do município de Castanhal, localizado na região nordeste do estado do Pará. Os objetivos do estudo foram os seguintes: a) Identificar e caracterizar, a partir do pensamento consensual de jovens do ensino fundamental, as imagens e os significados que elas possuem sobre as intimidações, agressões e /ou assédio, caracterizados como bullying; b) Verificar em que situações o bullying ocorre e quais as formas utilizadas com maior frequência entre as alunas; c) Destacar as causas que concorrem para a afirmação de práticas de bullying no ambiente escolar e suas consequências; d) Destacar as percepções das alunas sobre as implicações decorrentes do bullying no processo de escolarização; e) Evidenciar as objetivações e as ancoragens que compõem o processo de construção das RS de jovens sobre o bullying. O estudo teve uma abordagem qualitativa e teve como referencial teórico a Teoria das Representações Sociais de Moscovici (1978) e jodelet (2001). Dentre os referenciais teóricos utilizados constam: Abramavay, 2003; Beaudoin e Taylor (2006), Boneti e Priotto (2009) Constantine (2004) Fante (2005), Lopes Neto e Saavedra (2003) Nascimento (2006; 2011), Middelton-Moz e Zawadski (2007), e Silva (2010). Os instrumentos utilizados para a coleta dos dados foram o questionário semi-estruturado e a entrevista grupal. O tratamento dos dados pautou-se na análise de conteúdo de acordo com a abordagem proposta por Franco (2003). Os resultados assinalaram que as representações sociais das alunas sobre o bullying, constituíram-se em maus tratos, cuja imagem se assenta em condutas de agressão verbal, psicológica e física; Ameaça e invisibilidade, na qual a imagem se constitui pelos elementos, diferença, intolerância, desrespeito, inveja, competição e rivalidade; Contradição que corresponde à imagem da escola como um espaço de aprendizagem que se fragiliza e se descaracteriza diante da disseminação da violência e; Educação familiar e escolar que corresponde a imagem do papel da família e da escola como instâncias que partilham a responsabilidade pela orientação e formação dos alunos. As implicações escolares evidenciadas a partir das representações sociais das estudantes sobre o bullying, relacionam-se à uma série de repercussões negativas no processo de escolarização, dentre as quais: dificuldades de aprendizagem, queda do rendimento escolar, absenteísmo e evasão escolar.
Abstract: This study aims to investigate the social representations of the 8th grade students of elementary school about the bullying phenomenon and its implications in the schooling process. The problem of the research focused on the social representations of students about bullying. The subjects are female students, aged between 13 and 18 years, regularly attending three classes of 8th grade of middle school in a state school. The locus of the research was an institution of middle and high school in the city of Castanhal, located in the northeastern state of Pará. The objectives of the study were the following ones: a) identify and describe, having as basis the consensual thought of middle school youth, the images and the meanings they have about the intimidation, assault and /or harassment, characterized as bullying b) Check the situations in which bullying occurs and which forms are most frequently used among female students c) highlight the causes that contribute to the practical assertion of bullying in the school environment and its consequences; d) Highlight the perceptions of students about the implications of bullying in the schooling process, e) Demonstrate the objectifications and the basis that are part of the process construction of social representations of young people about bullying. The study had a qualitative approach and had as theoretical reference the Moscovici (1978) and Jodelet (2001) Theory of Social Representations. Among the theoretical references used, it is included: Abramavay (2003), Beaudoin and Taylor (2006), Boneti and Priotto (2009), Constantine (2004), Fante (2005), Lopes Neto and Saavedra (2003), Nascimento (2006; 2011), Middelton-Moz and Zawadski (2007), e Silva (2010). The instruments used for data collection were the semi-structured questionnaire and group interview. The data was based on content analysis according to the approach proposed by Franco (2003). The results indicated that the social representations of students about bullying, and they were violent treatment, whose image is based on verbal, psychological and physical aggression; Threat and invisibility, whose image is constituted by the following elements: difference, intolerance, disrespect , envy, competition and rivalry; Contradiction that matches the image of the school as a learning space that becomes weak before the spread of violence; Family and school education that matches the image of the role of family and school as instances that share responsibility for the guidance and training of students. The implications of school evidenced from the social representations of female students about bullying lead to negative repercussions in the schooling process, among which: learning difficulties, low school performance, absenteeism and school evasion.
Keywords: Representação social
Ensino fundamental
Ensino médio
Adolescentes
Bullying
Violência na escola
Castanhal - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências da Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Educação (Mestrado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_RepresentacoesSociaisAlunas.pdf3,76 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons