Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4571
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 26-Jun-2012
Authors: LAURINDO JUNIOR, Luiz Carlos
First Advisor: BEZERRA NETO, José Maia
Title: A cidade de Camilo: escravidão urbana em Belém do Grão Pará (1871-1888)
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: LAURINDO JUNIOR, Luiz Carlos. A cidade de Camilo: escravidão urbana em Belém do Grão Pará (1871-1888). 2012. 209 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia.
Resumo: O objetivo desta dissertação consiste em analisar determinados aspectos da escravidão negra na cidade de Belém, entre 1871 (ano de promulgação da Lei do Ventre Livre) e maio de 1888 (quando a escravidão foi abolida). O foco da pesquisa está voltado para a “experiência humana” e o “cotidiano” de um contingente populacional, que, apesar de expressivo (pelo menos até meados da década de 1880), não costuma aparecer na historiografia sobre a Belém de fins do século XIX, comumente chamada de Belém da Belle-Époque. Elementos componentes deste contexto, como o boom da economia da borracha, a propagação das ideias de “civilização”, “modernidade” e “progresso”, e o crescimento da população livre, acabam não deixando espaço para os escravos que residiam e/ou circulavam pelos quatro cantos da cidade e matizavam sua paisagem. O processo criminal em que foi réu um destes escravos urbanos, Camilo João Amancio, será o fio condutor dos quatro capítulos deste trabalho, que abordam as seguintes problemáticas: a relação dos escravos com a polícia e a justiça; sua inserção no mundo do trabalho e no mercado urbano de escravos; os usos e significados do tempo de não trabalho de que dispunham; e as redes de sociabilidades que teciam com os mais variados indivíduos.
Abstract: The objective of this dissertation consists in the analysis of some aspects of black slavery in the city of Belem, between 1871 (year of the promulgation of the Law of the Free Womb) and may 1888 (when slavery was abolished). The focus of the research is directed to the “human experience” and the “everyday life” of a population that, despite being significant (at least until the middle of the 1880 decade), does not usually appear in the historiography about Belem in the late 19th century, commonly called Belem of the BelleÉpoque. Component elements of this context, as the boom of the rubber economy, the propagation of the ideas of “civilization”, “modernity” and “progress”, and the growth of the free population, end up leaving no space to the slaves that resided and/or roaming around the city and nuanced its landscape. The criminal process in which was the defendant one of this urban slaves, Camilo João Amancio, will be the conducting wire of the four chapters of this dissertation, that address the following problems: the relation of slaves with the police and justice; their insertion in the world of labor and in the urban market of slaves; the uses and meanings of non-work time that they disposed; and the networks of sociability that they wove with the most diverse individuals.
Keywords: História - Séc. XIX
História social
Escravidão
Negro (Raça)
Belém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL::HISTORIA REGIONAL DO BRASIL
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em História (Mestrado) - PPHIST/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CidadeCamiloEscravidao.pdf2,67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons