Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/4750
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFIGUEIREDO, Mediã Barbosa-
dc.date.accessioned2014-02-11T12:11:18Z-
dc.date.available2014-02-11T12:11:18Z-
dc.date.issued2011-09-30-
dc.identifier.citationFIGUEIREDO, Mediã Barbosa. Inquérito com paracoccidiodina em cinco cidades do Estado do Acre. 2011. 70 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4750-
dc.description.abstractParacoccidioidomycosis constitutes an important public health problem in Latin America. In Brazil, this disease is less frequent in North and Northeast regions, predominating the endemic areas in the Southeast. Despite the physiographic conditions of the North region favoring the development of Paracoccidioides brasiliensis, even so, the case reports are scarce. Perhaps this is due to the little consideration of deep mycoses about the differential diagnosis of chronic medical conditions, justified by the fact that the region is not considered endemic. With the objective of describing the prevalence of paracoccidioidomycosis in five cities of Acre, a cross-sectional population-based study was conducted, through a survey with the paracoccidioidin intradermal. The reading of the intradermal test was performed within 24 and 48 hours, being considered reactors the people with hardened areas of 5mm or more in diameter. Four hundred thirty-nine (439) people were studied and paracoccidiodomycosis-infection in the 48-hour reading was 41.2%. The findings of this study indicate that P. brasiliensis infection causes a considerable number of people in the study area to get infected, and therefore future clinical-epidemiological and mycological studies should better clarify the natural history of mycosis in this region.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectDoenças transmissíveispt_BR
dc.subjectMicosept_BR
dc.subjectParacoccidioidomicosept_BR
dc.subjectParacoccidioides brasiliensispt_BR
dc.subjectAcre - Estadopt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.titleInquérito com paracoccidiodina em cinco cidades do Estado do Acrept_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Biológicas-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MICROBIOLOGIA::BIOLOGIA E FISIOLOGIA DOS MICROORGANISMOS::MICOLOGIA-
dc.contributor.advisor1ISHAK, Ricardo-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5621101706909450-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1425751991761419-
dc.description.resumoA paracoccidioidomicose constitui um importante problema de saúde pública na América Latina. No Brasil, essa doença é menos freqüente nas regiões Norte e Nordeste, predominando as áreas endêmicas na região Sudeste. Apesar das condições fisiográficas da região Norte favorecerem o desenvolvimento do Paracoccidioides brasiliensis, mesmo assim, os relatos de casos são escassos. Talvez, isto deva-se ao fato da pouca consideração sobre as micoses profundas entre os diagnósticos diferenciais das condições clínicas crônicas, justificadas no fato de que a região não é considerada endêmica. Com o objetivo de descrever a prevalência da paracoccidioidomicose em cinco cidades do Estado do Acre, foi realizado estudo transversal em base populacional, por meio de inquérito com a intradermorreação à paracoccidioidina. A leitura do teste intradérmico foi realizada com 24 e 48 horas, sendo considerados reatores as pessoas com endurações de 5 ou mais milímetros de diâmetro. Foram estudadas 439 pessoas e os índices de paracoccidioidomicose-infecção na leitura de 48 horas foi de 41,2%. Os achados deste estudo indicam que o P. brasiliensis causa infecção em considerável número de pessoas na área estudada e, portanto, futuros estudos clínico-epidemiológicos e micológicos devem melhor esclarecer a história natural da micose nessa região.-
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários-
Appears in Collections:Teses em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários (Doutorado) - PPGBAIP/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_InqueritoParacoccidiodinaCinco.pdf1,11 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons