Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/4779
Tipo: Dissertação
Data do documento: 16-Jan-2013
Autor(es): QUEIROZ, José Francisco da Silva
Primeiro(a) Orientador(a): PRESSLER, Gunter Karl
Título: Por uma história da recepção da obra de Max Martins
Citar como: QUEIROZ, José Francisco da Silva. Por uma história da recepção da obra de Max Martins. 2012. 233 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Resumo: O presente trabalho busca compreender a recepção crítica da poética de Max Martins no decorrer de 50 anos de atividade artística. A partir de uma abordagem estético recepcional, averiguaremos como as sucessivas leituras por parte de jornalistas e críticos determinaram a aceitação de sua produção e sua respectiva inserção dentro do cenário literário local e nacional. Baseando-se na perspectiva teórica da Estética da Recepção pretenderemos assim compreender diacronicamente o efeito causado pela obra de Max Martins junto aos seus leitores imediatos, e consequentemente perfazer uma história de sua recepção. A abordagem realizada por meio dos pressupostos apresentados por H. R. Jauss (em A História da Literatura como Provocação à Teoria Literária) - como o termo "horizonte de expectativa" - nos orientará quanto à historicidade da produção poética de Max Martins, esclarecendo o motivo que levou algumas leituras equivocadas de sua obra a se perpetuarem até o presente. Desse modo, por meio da reconstrução do “horizonte de expectativa” poderemos compreender a que demanda ou pergunta à obra de Max Martins atendeu no momento de sua publicação, além de averiguarmos como o trabalho de editoração da sua obra (G.Genette, 2009) influenciou sua leitura no decorrer do tempo, atualizando assim sua compreensão crítica e revelando algumas incongruências persistentes em estudos acadêmicos contemporâneos.
Abstract: This paper seeks to understand the critical reception of Max Martins’ poetry over 50 years of artistic activity. It proposes investigate, by utilizing an aesthetic recepcional approach, how the successive readings of journalists and critics established the acceptance of Max Martins’ production and the insertion of this writer into the respective local and national literary scene. Based theoretically on Aesthetic Reception, this study attempts to understand diachronically the effect caused by the Max Martins’ production in his immediate readers, and therefore make out a story of his reception. The approach of the assumptions made by H. R. Jauss (in The History of Literature as Provocation to Literary Theory) - such as the term "horizon of expectation" - will direct us as regards historicity of Max Martins’ poetic production, explaining why some misreadings of his works perpetuate until the present. Therefore by reconstructing the "horizon of expectation" it will be possible to understand which demand or question the Max Martins’ work attended at the time of its publication, furthermore to ascertain how the publishing of his works (G. Genette, 2009) influenced his reading over time, thereby updating their critical understanding and revealing some persistent inconsistencies in contemporary academic studies.
Palavras-chave: Martins, Max, 1926-2009 - Crítica e interpretação
Literatura brasileira - História e crítica
Literatura estética
Escritores paraenses
Poeta paraense
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Letras e Comunicação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Dissertações em Letras (Mestrado) - PPGL/ILC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_HistoriaRecepcaoObra.pdf3,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons