Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4792
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2007
metadata.dc.creator: MEYER JUNIOR, Julio César
metadata.dc.contributor.advisor1: DIAS, Hilma Lúcia Tavares
Title: Determinação qualitativa de enterobactérias presentes em tartarugas da Amazônia (podocnemis expansa) de vida livre e cativeiro
Citation: MEYER JUNIOR, Julio César. Determinação qualitativa de enterobactérias presentes em tartarugas da Amazônia (podocnemis expansa) de vida livre e cativeiro. 2007. 61 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2007. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.
metadata.dc.description.resumo: A tartaruga da amazônia (Podocnemis expansa) corresponde a um recurso faunístico muito importante para as populações ribeirinhas da região amazônica, além de ser uma das principais espécies indicadas para produção em cativeiro. O consumo dessa espécie como alimento na região, gerou uma demanda de estudos quanto à questão sanitária e seu impacto na saúde pública. O principal objetivo deste trabalho foi avaliar a microbiota intestinal de tartarugas da amazônia de vida livre e cativeiro, verificando a ocorrência de bactérias da Família Enterobacteriaceae no trato intestinal desses animais. Para isso, foram utilizadas 116 tartarugas adultas, de ambos os sexos, sendo que, 51 foram capturadas na Ilha de São Miguel, município de Santarém (PA), 50 animais pertenciam a um cativeiro comercial e 15 eram provenientes de um criadouro conservacionista, localizados na região metropolitana de Belém, Pará. De cada animal, foi colhida amostra de material biológico cloacal, utilizando-se swabs estéreis para em seguida serem acondicionados em tubos com meios de transporte e enviados ao laboratório para análises bacteriológicas. Todas as amostras foram imersas em caldos Selenito e BHI durante 24 horas e posteriormente semeadas em Agar Shigella-Salmonella e Agar Mac Conkey na temperatura de 37ºC por 24 horas. As UFCs (Unidades formadoras de colônia) foram semeadas em Agar Muller Hilton por mais 24 horas em estufa a 37ºC e identificadas pelo sistema Vitek® totalmente automatizado. Do total de 116 amostras foram obtidos 245 crescimentos bacterianos nos quais 83 (33,87%) eram provenientes dos animais de vida livre, com a identificação de 20 espécies bacterianas. Nos animais mantidos em cativeiro, foram obtidos 162 (65,72%) isolamentos, identificando-se 10 espécies de bactérias. Oito espécies foram encontradas em ambos os ambientes e 14 espécies em apenas um deles. A espécie Klebsiella pneumoniae foi a mais frequente, com 52 isolamentos, totalizando 21,22% dos crescimentos bacterianos, seguida de Enterobacter cloacae (35/14,29%), Serratia marcescens (29/11,84%) e Salmonella species (24/9,80%). Nos quelônios de vida livre, os microrganismos mais isolados constituiram-se dos genêros Enterobacter, Klebsiella, Citrobacter e Aeromonas. Klebsiella pneumoniae, Serratia marcescens, Enterobacter cloacae e Salmonella spp. apresentaram frequências elevadas naqueles animais cativos. Este resultado evidencia uma maior diversidade de microrganismos entre os animais de vida livre e uma contaminação elevada por amostra nos animais de cativeiro. As espécies Salmonella sp., E. coli e Acinetobacter ssp., tiveram sua frequência aumentada provavelmente devido a influência do cativeiro, sendo portanto, sugeridas como indicativas da qualidade sanitária de populações da tartaruga da Amazônia.
Abstract: The turtles (Podocnemis expansa) that live on the Amazon Rainforest, in Brazil, correspond to a very important wildlife resource for coastal communities in that area, besides being one of the main species shown to produce in captivity. The consumption of this species as food in the region generated a demand for studies of the health issue and its impact on the public health. The main objective of this study was to evaluate the intestinal tract of wild and captive turtles from the Amazon, verifying the occurrence of bacteria of the Enterobacteriaceae in the intestinal tract of the animals. For this, we used 116 adult turtles of both sexes: 51 were captured on the island of Sao Miguel, in Santarém (Pará - PA) town, 50 animals belonged to a captive business and 15 were from a conservation breeding, located in the metropolitan area of Belém (PA). From each animal, were collected a sample of cloacal biological material, using sterile swabs which were then packed in tubes with means of transportation and sent to the laboratory for bacteriological analysis. All samples were immersed in BHI broth and selenite for 24 hours and then plated on Salmonella-Shigella Agar and Mac Conkey Agar at a temperature of 37ºC for 24 hours. The CFUs (colony forming units) were grown in Mueller Hilton agar for another 24 hours at 37 °C and identified by the Vitek ® system fully automated. From 116 samples were obtained 245 bacterial growths in which 83 (33.87%) were from the wild animals, with the identification of 20 bacterial species. In animals kept in captivity, were obtained 162 (65.72%) isolates, identifying 10 species of bacteria. Eight species were found in both environments and 14 species in one of them. The species Klebsiella pneumoniae was the most frequent, with 52 isolates, totaling 21.22% of bacterial growth, followed by Enterobacter cloacae (35/14, 29%), Serratia marcescens (29/11, 84%) and Salmonella species (24/9. 80%). In wild turtles, the most common microorganisms isolated were formed of Enterobacter, Klebsiella, Citrobacter and Aeromonas. Klebsiella pneumoniae, Serratia marcescens, Enterobacter cloacae and Salmonella spp. showed high frequencies in the captive animals. This result shows a greater diversity of microorganisms among wild animals and a highly contamination by sample on captive animals. The species Salmonella sp., E. coli and Acinetobacter spp. had increased their frequency probably due to the influence of captivity. Therefore, suggested as indicative of the sanitary quality of the Amazon turtle populations.
Keywords: Réptil
Quelônios
Epidemiologia
Tartaruga-da-Amazônia
Tartaruga fluvial
Enterobacteriaceae
Podocnemis expansa
Animal em cativeiro
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::MEDICINA VETERINARIA PREVENTIVA::EPIDEMIOLOGIA ANIMAL
CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::MEDICINA VETERINARIA PREVENTIVA::SAUDE ANIMAL (PROGRAMAS SANITARIOS)
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Universidade Federal Rural da Amazônia
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
EMBRAPA
UFRA
metadata.dc.publisher.department: Campus Universitário de Castanhal
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciência Animal (Mestrado) - PPGCAN/Castanhal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_DeterminacaoQualitativaEnterobacterias.pdf1,18 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons