Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4857
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 30-Sep-2009
Authors: PIRES, Elizabete Pereira
First Advisor: VALLINOTO, Antonio Carlos Rosário
Title: Prevalência da infecção pelos Polyomavirus JC e BK em pacientes com Doença Renal Crônica e transplantados
Citation: PIRES, Elizabete Pereira. Prevalência da infecção pelos Polyomavirus JC e BK em pacientes com Doença Renal Crônica e transplantados. 2009. 89 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo realizar a investigação molecular da infecção pelos Poliomavírus JC e BK em pacientes com Doença Renal Crônica (DRC) terminal, transplantados e em indivíduos sem DRC. Foram testadas 295 amostras de urina, que após a extração de DNA, foram submetidas à amplificação de um fragmento de 173 pb do gene do antígeno-T de Polyomavirus por meio da PCR seguida pela análise de RFLP, utilizando a endonuclease de restrição BamHI, na qual foi detectado 17,6% (52/295) de infecção por Polyomavirus, sendo 3,9% (4/102) nos pacientes com DRC, 30,5% (18/59) nos pacientes transplantados e 22,4% (30/134) nos assintomáticos. A prevalência da infecção pelo BKV foi de 88,9% (16/18) nos transplantados e de 10,0% (3/30) nos assintomáticos, não sendo detectada a infecção pelo BKV em pacientes com DRC. A prevalência de infecção pelo JCV foi de 3,9% (4/102) nos pacientes com DRC, de 11,1% (2/16) no transplantados e de 90,0% (27/30) nos assintomáticos. O risco de infecção por BKV foi determinada ser 72 vezes maior em pacientes transplantados do que em assintomáticos. A baixa frequência de infecção encontrada entre os pacientes com DRC pode estar relacionada ao fato de que esses pacientes apresentam uma elevada taxa de excreção de uréia na urina, assim como, baixo volume e densidade urinária, podem ser outros dois fatores contribuintes para a ausência de amplificação por estarem associados à baixa carga viral presente. De acordo com estes resultados, sugere-se que a investigação da infecção por Polyomavirus deve ser realizada, rotineiramente, nos pacientes pré e póstransplante, assim como nos doadores de órgãos, uma vez que a infecção por BKV tem sido associada com rejeição de enxerto em transplante de rins.
Abstract: This study aimed to perform molecular studies of infection by Polyomavirus JC and BK among patients with chronic renal disease (CRD), kidney transplanted recipients and asymptomatic subjects. We tested a total of 295 urine samples. After DNA extraction from urine, samples were subjected to PCR to amplify a fragment of 173 bp of the antigen-T gene of the Polyomavirus followed by RFLP analysis using the restriction endonuclease BamHI. Infection by Polyomavirus was detected in 17.6% (52/295) of the subjects, being 3.9% (4/102) in the DRC, 30.5% (18/59) among renal transplanted recipients and 22.4% (30/134) among asymptomatic subjects. The prevalence of BKV infection was 88.9% (16/18) among renal transplant recipients and 10.0% (3/30) among asymptomatic, but it was not detected BKV infection among CRD. The prevalence of JCV infection was 3.9% (4/102) among chronic renal patients, 11.1% (2/16) among transplanted and 90.0% (27/30) in the asymptomatic individuals. The risk of BKV infection was 72 times higher in renal transplanted patients than in asymptomatic subjects. The low frequency of infection found among patients with chronic renal disease may be related to the fact that these patients have a high rate of urea excretion in the urine. Furthermore, the low urine volume and low presence of cells from urine may be two factors contributing to the absence of amplification and consequently associated with a low viral load. According to these results, it is suggested that the investigation of Polyomavirus infection should be performed routinely in patients before and after transplantation, as well as in organ donors, since the BKV infection has been associated with graft rejection in kidney transplant.
Keywords: Vírus BK
Amazônia brasileira
Doenças transmissíveis
Falência renal crônica
Vírus JC
Transplante de rim
Prevalência
Pará - Estado
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MICROBIOLOGIA::BIOLOGIA E FISIOLOGIA DOS MICROORGANISMOS::VIROLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários (Mestrado) - PPGBAIP/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PrevalenciaInfeccaoPolyomavirus.pdf1.47 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons