Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4883
Compartilhar:
Tipo: Dissertação
Data do documento: 20-Nov-2007
Autor(es): CHAVES, Raimunda Cleide Gonçalves
Primeiro(a) Orientador(a): COUTO, Álvaro Augusto Ribeiro D'Almeida
Título: Estudo epidemiológico da Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) no Estado do Amapá estratificado em regiões de risco no período de 2002 a 2006
Citar como: CHAVES, Raimunda Cleide Gonçalves. Estudo epidemiológico da Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) no Estado do Amapá estratificado em regiões de risco no período de 2002 a 2006. 2007. 74 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2007. Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários.
Resumo: A Leishmaniose Tegumentar Americana no estado do Amapá ainda está restrita às áreas rurais. Para estratificar o Amapá em áreas de risco para LTA, e conhecer seu perfil epidemiológico, foram coletados casos registrados no Sistema de Informação Nacional de Agravos de Notificação e classificados os municípios quanto ao risco, de acordo com as médias dos coeficientes de prevalência de 2002 a 2006 de cada município. Foram registrados 2.664 casos autóctones de LTA: 2002 (353 casos); 2003 (481); 2004 (968), 2005 (422) e 2006 (440). Desses, 653 (24,5%) com origem da infecção no município de Porto Grande. A média do coeficiente de prevalência do estado nos 5 anos estudados foi de 95,51/100.000hab. Os municípios foram agrupados em áreas quanto ao grau de risco: de baixo risco para LTA (Macapá, Cutias, Santana e Amapá); médio risco (Itaubal, Pracuúba, V. do Jari e Ferreira Gomes); alto risco (L. do Jari, Mazagão, Tartarugalzinho e Oiapoque) e muito alto risco (Calçoene, P. Grande, P. B. do Amapari e S. do Navio). O Amapá apresentou 72% dos casos no 1ºsemestre, com 16,6% dos casos no mês de abril; 38,8% em pacientes com idade entre 20 a 34 anos; 79,7% de ocorrência no sexo masculino, variando na área de médio risco 83% e baixo risco 72%; 29% em pacientes com escolaridade de 4 a 7 anos de estudo. Com 96,2% com confirmação laboratorial na área de muito alto risco; 98,9% casos de leishmaniose cutânea e apenas 42,9% com cura confirmada, na área de alto risco ocorreram 65,3% de cura. A LTA apresenta 100% de autoctonia no estado do Amapá, com um importante surto em 2004 e o município de P. Grande é o que mais contribui para a manutenção desta endemia.
Abstract: The LTA is an endemic disease in high expansion for the world, with differentiated epidemiologist profiles. In the Amapá the cases are restricted in agricultural areas. To considerate Amapá as areas of risk for LTA, and to know the epidemiologistic profile, had been collected cases in the SINAN and classified the cities how much to the risk, in accordance with the averages of the coefficients of prevalence of 2002 to 2006 of each city. It had been registered 2,664 authoctous cases of LTA: 2002 (353); 2003 (481); 2004 (968), 2005 (422) e 2006 (440). Of these, 653 (24,5%) with infection source the city of Porto Grande. The average of the coefficient of prevalence of the state in the 5 studied years was of 95,51/100.000inhab.:cities of low risk to LTA (Macapá, Cutias, Santana and Amapá); average risk (Itaubal, Pracuúba, V. do Jari and Ferreira Gomes); high risk (L. do Jari, Mazagão, Tartarugalzinho e Oiapoque) and much high risk (Calçoene, P. Grande, P. B. do Amapari and S. do Navio). The state of the Amapá presented 72% of the cases in the 1º semester and 16,6% in the april; 38,8% of the cases in patients among 20 the 34 years of age; 79.7% cases in masculine sex in the area of average risk 83% and low risk 72%;29% of the patients with 4 to 7 years of study. With 96,2% of cases with laboratorial confirmation in the area of very high risk; 98,9% leishmaniasis of cutaneous form and only 42.9% of the cases with confirmed cure, in the area of high risk had occurred 65.3% of cure. The LTA presents 100% of autoctonia in the Amapá, with an important outbreak in 2004 and the city of P. Grande is that more contributes for the maintenance of this endemic disease.
Palavras-chave: Leishmaniose tegumentar americana
Perfil de saúde
Epidemiologia dos serviços de saúde
Distribuição espacial da população
Amapá - Estado
Amazônia Brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::PARASITOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Ciências Biológicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários
Aparece nas coleções:Dissertações em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários (Mestrado) - PPGBAIP/ICB

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_EstudoEpidemiologicoLeishmaniose.pdf997,06 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons