Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4894
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 28-Apr-2009
Authors: ALMEIDA, Núbia Caroline Costa de
First Advisor: ISHAK, Marluísa de Oliveira Guimarães
Title: Soroepidemiologia de Chlamydia trachomatis, Chlamydia pneumoniae e Treponema pallidum em portadores do Vírus da imunodeficiência humana (HIV), no Estado do Pará
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: ALMEIDA, Núbia Caroline Costa de. Soroepidemiologia de Chlamydia trachomatis, Chlamydia pneumoniae e Treponema pallidum em portadores do Vírus da imunodeficiência humana (HIV), no Estado do Pará. 2009. 169 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários.
Resumo: A Chlamydia trachomatis e o Treponema pallidum compartilham com o HIV uma importante forma de transmissão: a via sexual. Por conta do comprometimento imunológico dos portadores de HIV, a C. pneumoniae pode apresentar um papel potencial em infecções respiratórias. Este trabalho objetivou a descrição da soroprevalência destes três agentes em portadores de HIV do Estado do Pará, Brasil. Entre setembro de 2007 a junho de 2008, foram coletadas 430 amostras de portadores de HIV em Belém, Pará. Estas foram submetidas a um ELISA para detecção de anticorpo IgG e IgM anti-Chlamydia e, dentre os positivos, uma amostragem aleatória foi escolhida e submetida à microimunofluorescência para sorotipagem. Para a detecção de anticorpos anti-Treponema pallidum foi feito um teste não treponêmico (RPR) e um teste treponêmico (ELISA). Os resultados obtidos foram analisados pelo teste do χ2. A prevalência geral de anticorpos anti-Chlamydia foi 64,2% (51,6% para IgG e 4% para IgM). A sorotipagem mostrou uma alta prevalência de C. trachomatis (100% tanto para IgG como IgM), e C. pneumoniae (73,5% IgG e 70,5% IgM), sendo que houve uma larga disseminação dos sorotipos que causam infecções genitais da Chlamydia trachomatis. A prevalência geral de anticorpos contra o Treponema pallidum foi de 34,9%, sendo que 7,3% apresentaram resultado laboratorial indicativo de sífilis. As variáveis que apresentaram associação com a infecção por Chlamydia e Treponema pallidum foram: o gênero masculino, maior idade, baixa escolaridade, número de parceiros por semana, a prática de sexo anal, homossexualismo/bissexualismo, uso de droga não-endovenosa, histórico de IST. Faz-se necessário tanto a conscientização como o monitoramento da população, para impedir a transmissão destes agentes e para a melhoria da qualidade de vida dos indivíduos portadores de HIV.
Abstract: Chlamydia trachomatis and Treponema pallidum share the sexual route of transmission with HIV-1. In consequence of the compromise of the immune response among HIV-1 carriers, C. pneumoniae is a potential harassment in respiratory infections. The present study intended the description of the seroprevalence of those three agents among 430 HIV-1 infected persons residing in the State of Para, Brazil, attended at the State Reference Unit (URE-DIPE), between September 2007 to June 2008. Plasma samples were tested using an enzyme immuno assay for the detection of IgM and IgG antibodies to Chlamydia and those which elicited positive results were ramdomly selected for serotyping through a microimmunofluorescence assay. Antibodies to T. pallidum were detected using a flocculation reaction (RPR) and an enzyme immunoassay. Results were compared statistically using the Chi square test (χ2). The general prevalence to Chlamydia was 64.2% (51.6% IgG reactivity and 4% to IgM). Serotyping showed 100% reactivity to C. trachomatis (for both IgG and IgM), a high prevalence to C. pneumoniae (73.5% IgG and 70.5% to IgM) and a large distribution of reactivity to strains of C. trachomatis which cause genital infections. Prevalence of antibodies to T. pallidum was 34.9% and 7.3% showed laboratory evidence of syphilis. Infection with both pathogens were associated to several characteristics which included: higher prevalence among males, high age, low number of study years, high number of sexual partners, anal sexual relations, homosexual/bisexual habits, use of non injecting drugs and the history of sti. It is necessary not only the individual attention for prevention, but also the continuous monitoring to block transmission and the improvement of the well being of HIV-1 infected persons.
Keywords: Doenças transmissíveis
Chlamydia trachomatis
Treponema pallidum
Chlamydophila pneumoniae
HIV (Vírus)
Soroprevalência
Pará - Estado
Amazônia Brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MICROBIOLOGIA::BIOLOGIA E FISIOLOGIA DOS MICROORGANISMOS::VIROLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários
Appears in Collections:Dissertações em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários (Mestrado) - PPGBAIP/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_SoroepidemiologiaChlamydiaTrachomatis.pdf2.02 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons