Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/4975
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorBRAGA, Lélio Favacho-
dc.date.accessioned2014-05-15T14:11:35Z-
dc.date.available2014-05-15T14:11:35Z-
dc.date.issued2010-04-22-
dc.identifier.citationBRAGA, Lélio Favacho. A eloquência no pensamento político de Thomas Hobbes. 2010. 81 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4975-
dc.description.abstractThis study aims to examine the theoretical assumptions which underpin their support for Hobbes civil science, which apparently denotes some conflict as to whether he make use of eloquence as an art of rhetoric implicitly in the Elements of Law and Do citizen to align part of the holy bible to civil obedience. While clearly the author in the works cited above condemns such aspect of eloquence, paradoxically, in its two political works later, Leviathan and Behemoth, Hobbes explicitly makes use of this and concluded that it is needed as a force supporting the reason to conform the human passions in civil obedience.pt_BR
dc.description.sponsorshipSEDUC/PA - Secretaria de Estado de Educação-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectObediência civilpt_BR
dc.subjectHobbes, Thomas, 1588-1679pt_BR
dc.subjectPacto socialpt_BR
dc.titleA eloquência no pensamento político de Thomas Hobbespt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Filosofia e Ciências Humanas-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA::TEORIA POLITICA::TEORIA POLITICA MODERNA-
dc.contributor.advisor1VAZ, Celso Antônio Coelho-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0547983721448176-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5249212425775926-
dc.description.resumoA presente pesquisa propõe-se a analisar os pressupostos teóricos que servem de apoio para Hobbes fundamentar a sua ciência civil, a qual aparentemente denotaria certa contradição quanto ao fato de ele lançar mão da eloquência enquanto arte da retórica implicitamente nos Elementos da Lei e no Do cidadão ao alinhar parte da bíblia sagrada à obediência civil. Ao mesmo tempo em que claramente o autor nas obras citadas acima condena o referido aspecto da eloquência, paradoxalmente, nas suas duas obras políticas posteriores, Leviatã e Behemoth, Hobbes lança mão explicitamente desta, chegando à conclusão de que ela é necessária como força coadjuvante da razão para conformar as paixões humanas na obediência civil.-
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência Política-
Appears in Collections:Dissertações em Ciência Política (Mestrado) - PPGCP/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EloquenciaPensamentoPolitico.pdf530,36 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons