Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5016
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 2008
Authors: MIRANDA NETO, José Queiróz de
First Advisor: TAVARES, Maria Goretti da Costa
Title: Redes, território e competitividade: a estratégia das empresas de telefonia celular no Estado do Pará
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: MIRANDA NETO, José Queiróz de. Redes, território e competitividade: a estratégia das empresas de telefonia celular no Estado do Pará. 2008. 146 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2008. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Resumo: Neste trabalho investigamos as territorialidades das empresas de telefonia móvel celular que operam no Estado do Pará (Vivo, Tim, Amazônia Celular e Oi). Para atingir esse objetivo, fazemos uso de um caminho teórico que aborda duas categorias analíticas: a rede e o território, que são permeados por outros dois conceitos derivados: a territorialidade e o que denominamos circuitos de poder. Utilizamos como corpus os dados obtidos junto as operadoras de telefonia móvel e os dados oficiais da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), com destaque ao cadastro nacional de Estações Radiobase (2007). A metodologia utilizada consiste no levantamento de dados secundários, seguido da elaboração de mapas, gráficos e quadros com base no estado do Pará. Esses instrumentos são analisados com intuito de definir o cenário da competição, os circuitos de poder e as áreas privilegiadas. Verificamos que as empresas de telefonia móvel utilizam o território como segmento de mercado, equiparando o cidadão à figura do consumidor. As operadoras selecionam suas áreas de atuação através de critérios eminentemente econômicos, privilegiando as áreas de maior atrativo para a acumulação da capitais e, também, as localidades geridas por grandes grupos econômicos, como a Companhia Vale do Rio Doce (CVDR).
Abstract: In this work, we investigate the territorialities of the cell phone telephone mobile companies that operate in the State of Pará. These companies are Vivo, Tim, Amazônia Celular and Oi. In pursuing this purpose, we trace a theoretical rout that deal with two categories of analysis: the network and the territory, both marked by two other derived concepts: the territoriality and what we call circuits of power. Our corpus is composed by some information collected in the cell phone telephone mobile companies placed in Pará and the official data from Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), more specifically, the national list of Radiobase Stations (2007). The methodology that we adopt consists of the collect of secondary data as well as the elaboration of maps, graphs and pictures based on the reality of Pará State. These factors are analyzed in order to define the scene of the competition, the circuits of power and the privileged areas. We verified that the cell phone telephone mobile companies use the territory as a market segment, putting the citizen in the same status of a consumer. The companies select its areas of performance based on economic criteria, privileging the areas of higher attractive for the accumulation of the capitals and, also, the localities managed by big economic groups, as the Companhia Vale do Rio Doce (CVRD).
Keywords: Territorialidade
Empresa de telefonia móvel
Rede telefônica
Brasil - País
Pará - Estado
Amazônia Brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA::GEOGRAFIA HUMANA::GEOGRAFIA ECONOMICA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Geografia
Appears in Collections:Dissertações em Geografia (Mestrado) - PPGEO/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_RedesTerritorioCompetitividade.pdf3,85 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons