Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5029
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2009
metadata.dc.creator: XERFAN, Cláudia Cruz
metadata.dc.contributor.advisor1: SOUZA, Maurício Rodrigues de
Title: A identificação na filiação por adoção: um estudo na clínica psicanalítica
Other Titles: The identification in affiliation for adoption: a study in psychoanalytic clinics
metadata.dc.description.sponsorship: FIDESA - Fundação Instituto para o Desenvolvimento da Amazônia
UNAMA - Universidade da Amazônia
Citation: XERFAN, Cláudia Cruz. A identificação na filiação por adoção: um estudo na clínica psicanalítica. 2009. 153 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho nasceu das inquietações oriundas da escuta na clínica psicanalítica e consiste em um estudo sobre a identificação da criança com seus pais na filiação por adoção. Com o intuito de compreendê-la, realizou um percurso teórico investigando a identificação e a filiação na obra freudiana. Assim, chegou a Narciso e Édipo enquanto importantes mitos tomados pela psicanálise freudiana como fundadores do “Eu”. E, em função de que estes revelam que o ego se constrói através do vínculo afetivo inicial entre a criança e seus pais, adentrou também nas relações entre alteridade, cultura e identificação. A análise destas relações levou à constatação de que a cultura castra, põe limites à pulsão. Portanto, que o humano, tal qual Freud nos apresentou, é condenado a carregar consigo a angústia da incompletude e do desconhecimento de si. Deste modo, este estudo chegou à clínica psicanalítica, partindo de seu aspecto crucial, a saber, a transferência, tendo sempre como fio condutor o conceito de identificação. Então, apresentou esta mesma clínica no que se refere à análise de crianças de um modo geral e a de crianças perfilhadas em adoção mais especificamente, utilizando como método de pesquisa o Estudo de Caso Clínico. Para a análise da questão da identificação na construção do eu da criança na filiação por adoção, expôs fragmentos do atendimento clínico de uma criança perfilhada por um casal que não a gerou biologicamente. Esses fragmentos foram interpretados à luz dos aportes teóricos aqui descritos. As considerações finais deste estudo de caso indicaram que, se o percurso identificatório pelo qual o ego se constrói é absolutamente singular por um lado, por outro há aspectos peculiares às questões da identificação na filiação por adoção. Sobretudo os que se referem à herança genética e à existência de outros pais com os quais também a criança se identifica e precisa elaborar sua filiação.
Abstract: This paper was born from the concerns due to hearings in psychoanalytic clinics and consists on a study about the child’s identification with their parents in adoption affiliation. Aiming to understand it, a theoretical performance was set in place to investigate the identification and affiliation at Freudian work. Thus, it has reached Narcisus and Oedipus as important myths taken by Freudian psychoanalysis as establishers of “I”. They have revealed that the ego is constructed through the initial affection bind between the children and their parents, also reaching the relationships between alterity, culture and identification. The analysis of these relationships has led to the determination that culture castrates and imposes limitations to compulsion. Thus, that the human, just like Freud has presented us, is condemned to carry on by himself the anguish of self incompleteness and unknown. Hence, this dissertation has come to the psychoanalytical clinics directly from transference as its crucial aspect taking as a leading guide the concept of identification. Then, it was presented these very clinics as for analysis of children in a general standard and the children in line for adoption more specifically, using as a research method the study of clinical cases. In order to analyze the matter of identification in the construction of “I” of the child in the affiliation through adoption, it has been exposed fragments of the clinical service of a child in line to a couple who has not biologically generated it. These fragments were interpreted under the light of the theoretical assumptions described here. The final considerations of such a case study have indicated that if the identification by which the ego is constructed is absolutely singular by one hand, by the other there are peculiar aspects concerning the identification through adoption. Particularly the ones that refer to the genetics inheritance and the existence of other parents with which the child also identifies and needs to elaborate its affiliation.
Keywords: Psicanálise
Adoção
Identificação (Psicologia)
Aspecto psicológico
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Psicologia (Mestrado) - PPGP/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_IdentificacaoFiliacaoAdocao.pdf794,84 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons