Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5149
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2008
metadata.dc.creator: MAGALHÃES, Alex Wagner Leal
metadata.dc.contributor.advisor1: CHAVES, Ernani Pinheiro
Title: Entre o belo e o feio: das Unheimliche como princípio estético em Freud
Other Titles: Between the beautiful and the ugly: das Unheimliche as esthetic principle in Freud
Citation: MAGALHÃES, Alex Wagner Leal. Entre o belo e o feio: das Unheimliche como princípio estético em Freud. 2008. 124 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2008. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho visou estudar as considerações estéticas de Freud contidas no texto “O Estranho” (1919), como tais posicionamentos promovem uma verdadeira descontinuidade no pensamento estético ocidental. Neste sentido, ao nos mostrar como toda produção artística tem no material inconsciente seu principal motor e fonte de inspiração, Freud a insere no rol das demais produções do inconsciente (sonhos, chistes, neurose, etc). No entanto, no contexto de “O Estranho”, Freud passa a ver a arte não mais como uma produção de um aparelho psíquico movido pelo princípio do prazer, pois neste texto Freud antecipa a questão da pulsão de morte e o eterno retorno de materiais recalcados como funcionamento de uma subjetividade regida por um além do princípio do prazer, neste sentido, a morte, enquanto fim último da existência passa a ser a grande tônica das novas pesquisas freudianas, e o belo da arte estaria assim irremediavelmente implicado à angustia e desamparo ocasionados pelo retorno do recalcado. Neste sentido, o unheimlich, enquanto sentimento de assombro e inquietação provocados pela pulsão demoníaca que insiste em presentificar-se, passa a ser encarado por Freud como importante princípio estético.
Abstract: The present work aimed study the Freud’s esthetic considerations present in the text “The Uncanny” (1919), how such positions promote a real discontinuity in the western esthetic thought. In this way, at least show how all the artistic production has in the unconscious material it’s main engine and source of inspiration, Freud inserts it in the group of the other productions of unconscious, (dreams, jokes, neurosis, etc). Nevertheless, in the context of “The Stranger”, Freud starts to understand the art not anymore as a production of the psycho apparatus moved by the principle of pleasure, therefore in this text Freud advances the matter of the death pulsing and the eternal return of undesirable feelings as the functioning of a subjectivity guided beyond the principle of pleasure, in this meaning, the death as the last stop of the existence starts being the great keynote of the new Freudian’s researches, and the beauty of the art would be like that hopelessly involved in the anguish and helpless provoked by the comeback of undesirable feelings. In this way the unheimlich while haunt and uneasiness feeling provoked by the devil’s pulsing that insists in being present, starts being faced by Freud as an important esthetic principle.
Keywords: Psicanálise
Freud, Sigmund, 1856-1939
Arte
Estética
Literatura
Beleza
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL::ESTADOS SUBJETIVOS E EMOCAO
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Psicologia (Mestrado) - PPGP/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EntreBeloFeio.pdf815,64 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons