Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/5155
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 17-Jun-2011
metadata.dc.creator: SILVA, Ana Lúcia Santos da
metadata.dc.contributor.advisor1: LEMOS, Flávia Cristina Silveira
Title: Interrogando práticas do UNICEF para os adolescentes no Brasil
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SILVA, Ana Lúcia Santos da. Interrogando práticas do UNICEF para os adolescentes no Brasil. 2011. 144 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho investigou e interrogou as práticas discursivas do UNICEF direcionadas aos “adolescentes” brasileiros. Utilizou-se o método histórico-genealógico foucaultiano para interrogar o relatório “Situação da Adolescência Brasileira” (2002), que se constituiu como fonte privilegiada desta pesquisa. Desse modo, os questionamentos que moveram o estudo foram: que práticas do UNICEF incidem sobre os corpos de adolescentes brasileiros, no século XX e início do século XXI? Que subjetividades essas práticas produzem? Como objetivam a adolescência? Que relações de poder acionam frente a esses corpos? Que efeitos elas produzem? Tais problematizações não tiveram por finalidade, fazer a história do falso ou do verdadeiro, pois isso não tem importância política, mas problematizar a produção dos regimes de verdades a respeito destes sujeitos e os efeitos destes na atualidade. Dessa forma, marcar a singularidade dos acontecimentos que forjaram este objeto como um problema para as ciências humanas, e como uma questão para o UNICEF e para o Sistema de Garantia de Direitos. O objetivo do estudo foi analisar as práticas discursivas de poder e subjetivação que objetivam e subjetivam a adolescência brasileira. De posse da ferramenta foucaultiana, desmontamos o documento, cortamos as séries que o compõem, desarticulamos as pretensas continuidades, reescrevemos e reinventamos o objeto adolescência, deixando em suspenso as certezas e verdades que o atravessam e que pretendem constituí-lo como objeto natural, imersos em essencialismos e homogeneizações. Como resultados, identificamos dicotomias no documento, como: potencialidade/risco, fase positiva/negativa, por exemplo, que tentam naturalizar o sujeito como algo dado a priori, portador de uma essência objetivado e subjetivado por uma perspectiva linear do desenvolvimento humano, como: adaptação/desadaptação, normal/anormal, maturidade/imaturidade e uma sequência linear de fases, que atende também a concepções econômicas desenvolvimentistas e neoliberais preocupadas com a equação custo-benefício.Foi com um olhar atento às ninharias do poder, que buscamos destruir certezas e evidências, atentando não para as intencionalidades dos jogos de forças, mas, ao acaso das lutas.
Abstract: This assignment intended to investigate and to interrogate the speech practice of UNICEF directed to the Brazilian “adolescents”. The foucaultian theory appeared in the historic genealogical method to question the “Brazilian Adolescent Situation” report (2002), which is a privileged source of this research. Thus, the questions that moved this study were: which UNICEF practices took place over the adolescent bodies, at begins of XXI century? Which subjectivities these practices produce? How do them objective the adolescence? Which power relations set before these bodies? What are the effects they do? The history of the false and the truth was not the aim of these problematic issues, once it does not have political matters, but to put in doubt the production of the truth system in respect to these subjects and its effects nowadays. So, to mark the singularity of the events that forged this object as an issue to human science, as a question to the UNICEF and to the System for Safeguarding Human Rights. This way, the aim of this study was the analysis of speech practices of power and subjectiveness that object and subject the Brazilian adolescence. With this device, we demounted the document, chopped the series, disarticulated the continuities, rewrote and reinvented the adolescence object, lifting up the certainty and the truth that crossed them and that intended to constitute them as an natural object, immerse on solidness and homogenizations. As results we have identified dichotomies in the document, for instance, such as potentiality/risk and positive/negative phases that tried to neutralize the subject as something took a priori. A subject that has an essence and he was objectified and a subjectified by straight perspective of the human development, for instance, adaptation/unadaptation, normal/abnormal, maturity/immaturity and a straight sequence of phases that also responds to economical-developmental neoliberal conceptions concerned with the cost-benefit equation. We tried with an aware look to the power nonentity to destroy certain and evidences, attempting not only to intentionality of the power games but also to the struggle chances.
Keywords: Adolescentes
Genealogia
UNICEF
Biopolítica
Foucault, Michel, 1926-1984
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL::PROCESSOS GRUPAIS E DE COMUNICACAO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Psicologia (Mestrado) - PPGP/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_InterrogandoPraticasUnicef.pdf7,03 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons