Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5167
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 19-Nov-2010
Authors: NASCIMENTO, Rose Daise Melo do
First Advisor: PEDROSO, Janari da Silva
Title: O olhar que revela o desenvolvimento emocional de um bebê abrigado
Citation: NASCIMENTO, Rose Daise Melo do. O olhar que revela o desenvolvimento emocional de um bebê abrigado. 2010. 80 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Resumo: O presente trabalho consiste em uma pesquisa qualitativa que se propôs a observar e analisar sob o enfoque psicanalítico, o desenvolvimento emocional de um bebê institucionalizado. Para isso realizou-se um estudo de caso, cujo instrumento metodológico consistiu na adaptação do método Bick de Observação de Bebês. As adaptações versam sobre o ambiente que é institucional, à redução do tempo de observação para o período de quatro meses, ao contexto das supervisões que, devido à escassez de pesquisadores que utilizam este método em Belém, restringiu a maioria das supervisões ao par observador e supervisor, sendo que este último exerceu a função paralela de orientador deste estudo. Realizou-se a pesquisa em um abrigo estadual que acolhe crianças de zero a seis anos, onde vivia Miguel, um bebê que foi abandonado por motivo de dificuldades financeiras justificadas pela mãe. Miguel foi observado desde os seus 20 dias de vida até os quatro meses, através de observações semanais, com duração de uma hora, totalizando 20 observações, as quais foram registradas e submetidas às supervisões. Os resultados foram organizados em três capítulos principais: 1) Sobre o desenvolvimento emocional de bebês que remonta ao campo teórico da psicanálise de crianças 2) Sou visto, logo existo que esboça a relação bebê-observadora, com enfoque nos aspectos transferenciais e contratransferenciais que permearam essa relação 3) Colo bom, colo mau que aborda o ambiente de cuidados vivenciados por Miguel no contexto de acolhimento institucional e 4) O colorido afetivo de Miguel que abrange os aspectos marcantes do desenvolvimento emocional de Miguel no abrigo. Ao final desta jornada, Miguel revelou-se um bebê que durante os primeiros meses experimentou ansiedades catastróficas, que demandavam acolhimento e contenção, usava o choro e o olhar para atrair contato, todavia, raras vezes era atendido por motivos diversos inerentes ao contexto de institucionalização; posteriormente mostrou-se mais familiarizado com o ambiente, utilizando recursos como vocalizações e sorrisos para relacionar-se. Apesar da instabilidade e inconstância dos cuidados, Miguel foi interpretado como símbolo do bebê que vencendo obstáculos e enfrentando um mundo ambivalente em sua máxima expressão, revelou que não existe situação ideal para o desenvolvimento emocional.
Abstract: This study is a qualitative research that aimed to observe and analyze on the psychoanalytic approach, the emotional development of an institutionalized infant. For this there was a case study, which consisted in adapting the methodological tool of the Bick method of Infant Observation. The adaptations relate to the environment that is institutional, reduction of observation time for four months, the context of disclosures that due to shortage of researchers who use this method in Belém, most supervision were restricted to the pair observer and supervisor, and the latter served as advisor for this parallel study. We conducted the research in a state housing that welcomes children from birth to six years, where Miguel lived, a baby who was abandoned due to financial difficulties justified by the mother. Miguel has been observed since their 20 days of life until four months, through weekly observations lasting one hour, totaling 20 observations, which were recorded and subjected to supervision. The results were organized into three main chapters: 1) On the emotional development of babies going back to the theoretical field of child psychoanalysis 2) I am seen, therefore I am outlining the relationship between infant-observer, with a focus on transference and countertransference issues that permeated the ratio 3) Good care, bad care which addresses the care environment experienced by Miguel in the context of residential care and 4) The affective coloring of Miguel covering the important aspects of emotional development of Miguel at the institution. At the end of this journey, Miguel has proven to be a baby during the first month experienced catastrophic anxieties, which required care and restraint, used the cry and look to attract contact, however, was rarely served by various reasons inherent in the context of institutionalization; subsequently proved to be more familiar with the environment, using resources such as smiles and vocalizations to relate. Despite the instability and inconsistency of care, Miguel was interpreted as a symbol of the baby that overcoming obstacles and facing an ambivalent world in its fullest expression, revealed that there is no ideal situation for emotional development.
Keywords: Crianças
Desenvolvimento emocional
Abrigo institucional
Método Bick
Espaço de Acolhimento Provisório Infantil
Abrigo Começo Feliz
Belém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Appears in Collections:Dissertações em Psicologia (Mestrado) - PPGP/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_OlharRevelaDesenvolvimento.pdf554,52 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons