Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5193
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 2011
Authors: MIRANDA, Alex Nazareno Ferreira de
First Advisor: MOREIRA, Ana Cleide Guedes
First Co-Advisor: VILHENA, Junia de
Title: Nas trincheiras de combate, o abatimento: adicção e AIDS
Citation: MIRANDA, Alex Nazareno Ferreira de. Nas trincheiras de combate, o abatimento: adicção e AIDS. 2011. 86 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Resumo: Após três décadas do surgimento da aids no mundo, ainda nos encontramos emudecidos diante de uma doença temida em ser pronunciada pelo peso da morte que seu nome traz. A doença, que surgiu como uma maldição a minorias sexuais, profissionais do sexo e usuários de drogas, imprimiu em seus corpos e em suas almas o símbolo da morte imediata, vergonhosa e dolorida. Em todo esse percurso, teve seu corpo viral “radiografado” pela ciência médica, sem que pudesse ser retirada da matematização de que aids e igual à morte, o que a reduziria à condição de “uma doença”. Esta dissertação propõe-se a apresentar um panorama da aids, apontando seu surgimento, a identificação do vírus e as metáforas utilizadas para o posicionamento da enfermidade no locus biológico e moral do mundo moderno. Utilizaram-se metáforas de doenças estigmatizantes, que recaem sobre lugares de cuidados de saúde, para apresentar o Hospital Universitário João de Barros Barreto como um espaço marcado pelo estigma da tuberculose e da aids, o que lhe confere a imagem de horror perante a população paraense. Neste espaço, foram atendidas pessoas cujas relações de desamparo e dependência a um objeto/ato externo ao ego pode tê-las levados à exposição ao vírus HIV. Destes, foi destacado um caso clínico para estudo deste fenômeno. Como tentativa de entendimento da relação com o objeto de dependência, foram buscados, principalmente, os conceitos winnicottianos de “ambiente maternante suficientemente bom”, “objeto transicional”; além de “adicção”, trabalhado por Joyce McDougall. Com o trabalho realizado, pôde-se observar que o vazio relatado em psicoterapia, muito presentes nos pacientes, é circunscrito por relações adictivas, como um modo de defesa que permite tomar o objeto como substituto materno externo vital. Para a escuta destas dependências, foi utilizada a perspectiva da clínica winnicottiana, com a possibilidade de reposicionar o paciente, para modificar sua realidade interna e externa a partir de um agir criativo.
Abstract: After three decades of the emergence of AIDS in the world, we are still speechless in the face of a dreaded disease to be pronounced by the weight of his name brings death. The disease, which emerged as a curse for sexual minorities, sex workers and drug users, printed on their bodies and their souls the symbol of immediate death, shameful and painful. Throughout this journey, his body had viral "imaged" by medical science that could not be removed from the mathematization that AIDS equals death, which would reduce the status of "a disease". This dissertation intends to provide an overview of AIDS, pointing out their appearance, the identification of the virus and the metaphors used for positioning of the disease in biological and moral locus of the modern world. We used metaphors of stigmatizing diseases, passed on places of care, to present the University Hospital João de Barros Barreto as a space marked by the stigma of TB and AIDS, which gives the image of horror to the people of Para . In this space, we met people whose helplessness and dependency relationships to an object/act external to the ego can have them brought to exposure to HIV. Of these, it was pointed to a case study of this phenomenon. In an attempt to understand the relationship with the object of addiction, were sought mainly Winnicottian the concepts of "environment maternante good enough", "transitional object" beyond "addiction", worked by Joyce McDougall. With the work done, it was observed that the gap reported in psychotherapy, very present in patients, is surrounded by addictive relationships, as a defense mode which lets you take the object as a replacement external breast vital. To listen to these dependences, we used the clinical perspective of Winnicott, with the possibility of repositioning the patient to modify their internal and external reality from a creative act.
Keywords: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Aspecto psicológico
Adicção
Dependência (Psicologia)
Hospital Universitário João de Barros Barreto
Pará - Estado
Amazônia Brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Appears in Collections:Dissertações em Psicologia (Mestrado) - PPGP/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_TrincheirasCombateAbatimento.pdf1.24 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons