Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/5331
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCOSTA, Suzete Duarte da-
dc.date.accessioned2014-07-17T17:28:52Z-
dc.date.available2014-07-17T17:28:52Z-
dc.date.issued2008-08-29-
dc.identifier.citationCOSTA, Suzete Duarte da. Variação espaço-temporal do microfitoplâncton na região da foz do rio Guamá (estuário amazônico), Belém, PA. 2008. 60 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2008. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5331-
dc.description.abstractThe hydrographic system of Belém is formed by two large bodies of water: the Bay of Guajará and the Guama River, whose meeting point is almost unnoticeable. The Guamá River importance to the city of Belém is due to the fact that together with Lakes Água Preta e Bolonha, they form the Hydric Complex of Utinga, the water source which supplies the city. The study aimed to characterize the temporal and space variation of the Microphytoplankton community in that region, during the annual cycle, in a period of greater or lesser rainfall, in five collecting stations. The qualitative samples were collected with a 20 μm plankton net. For a quantitative study, the samples were collected directly from the under-surface of water with 250 ml polyethylene flasks. The biological material was fixed in Transeau solution. At the same time, the abiotic parameters were recorded in the water surface. Hydrologic factors did not present relevant variations between the seasons and seasonal periods. One hundred and seventy and three (173) species were identified, with the diatoms standing out as a group of greater intensity and thus, characterizing the environment. No dominant species were observed during the period under study. Through the relative abundance, it was verified that most organisms were considered rare. The specific diversity ranged from low to high, being observed low rates of diversity during periods of low rainfall, with the surge of species such as, Aulacoseira granulata (Ehrenb.) Ralfs, Actinoptychus sp. and Cyclotella sp. Meanwhile, the phytoplanktonic density presented defined temporal variation, being registered the moments when plants bloomed mostly during the rainy season. As for the spatial variation, there was not a pattern in relation to other seasonal periods. The euglenophyceae were not very frequent, and were restricted to the rainy season, meanwhile the dinoflagellates were present on both seasonal periods and, although considered marine organisms, two species of the Peridinium genus were registered. The phytoplanktonic community did not present any significant difference between the seasons when the collections were made, probably due to the hydrodynamic and the strong fluvial drainage of the Guama River.pt_BR
dc.description.sponsorshipUFPA - Universidade Federal do Pará-
dc.description.sponsorshipPROINT - Programa Integrado de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.publisherEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-
dc.publisherUniversidade Federal Rural da Amazônia-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectMicrofitoplânctonpt_BR
dc.subjectVariação temporalpt_BR
dc.subjectDensidadept_BR
dc.subjectDiatomáceaspt_BR
dc.subjectEstuáriospt_BR
dc.subjectFitoplancto de água doce - Guamá, Rio (PA)pt_BR
dc.subjectOrganismos aquáticos - Guamá, Rio (PA)pt_BR
dc.titleVariação espaço-temporal do microfitoplâncton na região da foz do rio Guamá (estuário amazônico), Belém, PApt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentCampus Universitário de Castanhal-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.publisher.initialsEMBRAPA-
dc.publisher.initialsUFRA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS-
dc.contributor.advisor1NAKAYAMA, Luiza-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3771896759209007-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0415059907942249-
dc.description.resumoO sistema hidrográfico de Belém é constituído por dois grandes corpos hídricos: a baía do Guajará e o rio Guamá, cujo divisor de águas é quase imperceptível. A importância do rio Guamá para a cidade de Belém deve-se ao fato de que esse juntamente com os lagos Água Preta e Bolonha, faz parte do Complexo Hídrico do Utinga, manancial que abastece a cidade. O estudo visou caracterizar a variação espaço-temporal da comunidade microfitoplanctônica nessa região, durante um ciclo anual, em período de maior e menor precipitação pluviométrica, em cinco estações de coleta. As amostras qualitativas foram coletadas com rede de plâncton de 20 μm. Para o estudo quantitativo, foram coletadas diretamente na sub-superfície da água com frascos de polietileno de 250 ml. O material biológico foi fixado com solução Transeau. Simultaneamente, foram registrados os parâmetros abióticos na superfície da água. Os fatores hidrológicos não apresentaram variações relevantes entre as estações e os períodos sazonais. Foram identificadas 173 espécies, destacando-se as diatomáceas como grupo de maior densidade e que caracteriza o ambiente. Não foram observadas espécies dominantes durante o período estudado. Através da abundância relativa, constatou-se que a maioria dos organismos foi considerada rara. A diversidade específica variou de muito baixa a alta, sendo observados baixos índices de diversidade no período menos chuvoso, destacando-se a ocorrência das espécies Aulacoseira granulata (Ehrenb.) Ralfs, Actinoptychus sp. e Cyclotella sp. Já a densidade fitoplanctônica apresentou variação temporal definida, sendo registrados os maiores florescimentos durante o período mais chuvoso. Quanto à variação espacial, não houve um padrão em relação aos períodos sazonais. As euglenofíceas foram pouco freqüentes ou esporádicas e se restringiram ao período menos chuvoso, já os dinoflagelados estiveram presentes nos dois períodos, embora considerados organismos marinhos, foram registradas duas espécies do gênero Peridinium. A comunidade fitoplanctônica não apresentou diferenças significativas entre as estações de coleta, provavelmente devido à hidrodinâmica e à forte drenagem fluvial do rio Guamá.-
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência Animal-
Appears in Collections:Dissertações em Ciência Animal (Mestrado) - PPGCAN/Castanhal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_VariacaoEspacoTemporal.pdf859,35 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons