Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/5342
Tipo: Dissertação
Data do documento: 2010
Autor(es): SOARES FILHO, Paulo Sérgio Dillon
Primeiro(a) Orientador(a): BARROS, Romariz da Silva
Título: Aquisição de relações condicionais simétricas e não simétricas e formação de classes por Cebus apella
Título(s) alternativo(s): Acquisition of symmetrical and non-symmetrical conditional relations and class formation by Cebus spp
Agência de fomento: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citar como: SOARES FILHO, Paulo Sérgio Dillon. Aquisição de relações condicionais simétricas e não simétricas e formação de classes por Cebus apella. 2010. 41 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento.
Resumo: A dificuldade em documentar a formação de classes em não-humanos pode ser devida ao uso de procedimentos de treino e teste desenvolvidos no contexto da pesquisa com participantes humanos. Diferenças entre as situações de treino e de teste podem produzir a deterioração do desempenho nos testes. Este estudo teve como objetivo comparar, em macacos-prego (Cebus spp.), a curva de aquisição de relações condicionais simétricas com a curva de aquisição de relações condicionais não simétricas, a partir de linhas de base condicionais diferentes para cada tipo de treino. Essa comparação pode fornecer indícios de formação de classes sem a necessidade de testes formais previstos no modelo descritivo de equivalência de estímulos. Foram utilizados, como participantes, dois macacos prego machos Cebus spp. um jovem-adulto (M09) e um adulto (M12), ambos com história de treino de discriminações simples e condicionais. Foram utilizados seis pares de estímulos bidimensionais (A1-B1, A2-B2, A3-B3, A4-B4, A5-B5 e A6-B6). O procedimento foi composto por três fases: Fase 1, “preparatória”, de treino das discriminações condicionais A1-B1 e A2-B2 utilizando o procedimento de emparelhamento ao modelo arbitrário com atraso zero; Fase 2, “consistente” ou “simétrica”, de treino da discriminação condicional A3-B3 e A4-B4 seguida do treino da discriminação condicional consistente com o padrão de resposta bidirecional (B3-A3 e B4-A4); Fase 3, “inconsistente” ou “assimétrica”, de treino da discriminação condicional A5-B5 e A6-B6 seguido do treino da discriminação condicional inconsistente com o padrão bidirecional (B5-A6 e B6-A5). O Sujeito M12 concluiu todas as etapas do experimento. A análise comparativa das curvas de desempenho do sujeito M12 indica uma aquisição mais rápida quando as relações treinadas são simétricas, sugerindo que os eventos arbitrariamente relacionados compõem uma mesma classe. Tal resultado sugere que a análise comparativa entre as curvas de desempenho é um procedimento promissor para avaliar formação de classes em sujeitos não-humanos. O sujeito M09 foi retirado do experimento na Subfase 3.1, pois seu desempenho não alcançou o critério de aquisição. Os dados do sujeito M09 sugerem a necessidade de uma análise detalhada das relações de controle durante a tarefa de MTS possibilitando assim o refinamento do procedimento de treino de emparelhamento ao modelo arbitrário.
Abstract: Difficulty in documenting class formation in non-human participants may be due to the use of standard training and testing procedures developed in the context of research with human participants. Differences among testing and training situation may produce a decrease in performance during test. Using capuchin monkeys (Cebus spp.) as subject, this study intended to compare acquisition curve of a symmetrical with non-symmetrical conditional relation tasks, with different baselines for each conditional relation trained. This comparative analysis may provide us with some evidence of class formation without the need of the stimulus equivalence standard test protocols. Two male capuchin monkeys (Cebus spp.) participated: a young-adult (M09) and an adult (M12), both with history of simple and conditional discrimination training. Six pairs of bi-dimensional stimuli were used (A1-B1, A2-B2, A3-B3, A4-B4, A5-B5, and A6-B6). The procedure comprised three phases. In Phase 1, a “preparatory” 0-delay arbitrary matching to sample training was carried out (A1-B1 and A2-B2). In Phase 2, a "consistent" or “symmetrical” arbitrary matching to sample training was carried out (A3-B3, A4-B4, B3-A3, and B4-A4). In Phase 3, a "inconsistent" or “non-symmetrical” arbitrary matching to sample training was carried out (A5-B5, A6-B6, B5-A6, and B6-A5). Subject M12 finished all phases of the experiment. The comparative analysis between symmetrical and non-symmetrical acquisition curves (subject M12) shows easier acquisition of symmetrical task than non-symmetrical relations, suggesting that the arbitrary related events are members of class. This data suggest that the comparison between acquisition curves, such as it is described here, is a promising way to evaluate class formation in non-human participants. Subject M09 was removed from experiment because his performance did not reach the criterion in phase 3.1. M09 results pointed the need of a refined control relations analysis during the MTS task, making possible to improve the training procedure.
Palavras-chave: Macaco-prego
Cebus apella
Comportamento animal
Formação de classes
Teste de equivalência
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA COMPARATIVA
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
Programa: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_AquisicaoRelacoesCondicionais.pdf687,57 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons